Chico no show em Salvador, em março/2007, contando um caso da baiana de acarajé, no Rio Vermelho, que o confundiu com Caetano Veloso. Depois canta uma de suas belas composições.

===========================================================

BOA TARDE! E BOM SHOW DE CHICO PARA QUEM FOR AO TCA NA APRESENTAÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA(9)

DÁ-LHE, BUARQUE DE HOLANDA!!!

(VHS)


Hospedagem cara no Rio é ameaça a participação

===========================================

O Parlamento Europeu decidiu cancelar a sua participação na conferência Rio+20, lançando mais um ponto de interrogação rumo ao mega-evento das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável. Líderes de países centrais para as negociações – como os Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha – também não vão estar presentes.

Para os eurodeputados, o principal problema são os custos. O preço dos hotéis disparou para valores que chegam a 600 euros por noite. Além disso, apesar de a conferência oficial decorrer apenas entre 20 e 22 de Junho, os hotéis só aceitam reservas para períodos mais alargados, dado que os eventos paralelos começam dia 13. “A Rio+20 oficial tem apenas três dias. Alguns membros do Parlamento planejavam reservar apenas duas noites, mas teriam de pagar sete a dez noites”, justificou ao PÚBLICO o eurodeputado holandês Gerben-Jan Gerbrandy, que lideraria a delegação.

O custo total rondaria os 200 mil euros, dos quais cerca de 50 mil euros seriam para pagar noites de hotéis que não seriam utilizadas. “Não deveria ser assim. O Governo brasileiro deveria ter cuidado melhor disso”, diz o eurodeputado.

Resultado: o Parlamento não terá uma delegação formal na Rio+20. “Infelizmente é a nossa decisão final”, afirma Gerbrandy, que tentará ir, mesmo assim, com o seu próprio orçamento pessoal como eurodeputado.

Os elevados custos da participação na Rio+20 têm sido criticados tanto por delegações de países com menores recursos, como por organizações não-governamentais. Várias pediram à Comissão Europeia para utilizar saldos de projetos seus financiados por Bruxelas para poderem estar presentes no Rio. Mas não tiveram sucesso. “Há uma demissão da União Europeia em relação ao Rio”, afirma João José Fernandes, presidente da associação humanitária portuguesa Oikos, que também recebeu um “não” de Bruxelas e aguarda financiamento para poder ir à conferência.

A própria Comissão Europeia irá reduzir a sua delegação à Rio+20, segundo Gerben-Jan Gerbrandy. Para o eurodeputado, estas dificuldades acrescem aos obstáculos nas próprias negociações do que será aprovado no Rio. “Há também o problema do conteúdo da conferência”, diz Gerbrandy. A cimeira da ONU pretende dar um rumo concreto a planos anteriores para o desenvolvimento sustentável, delineados há duas décadas na Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento, a Eco-92. Mas o discussão sobre o documento central a aprovar em Junho arrasta-se sem grandes resultados, com grandes divergências sobre o estabelecimento de metas para a sustentabilidade e sobre a aposta economia verde como solução dos problemas do planeta. “As negociações não estão a ir na direção certa”, lamenta Gerbrandy.

Mais de uma centena de chefes de Estado ou de governo – incluindo o primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho – confirmaram a sua participação na Rio+20. Mas alguns líderes das principais economias mundiais não estarão presentes. O presidente norte-americano Barack Obama e o primeiro-ministro britânico David Cameron já tinham anunciado que não iriam. Na semana passada, foi a vez da chanceler alemã Angela Merkel, que comunicou por telefone à Presidente do Brasil, Dilma Roussef, que não poderá participar, devido à votação do orçamento alemão.

Do lado das maiores economias emergentes, está para já garantida a participação dos primeiros-ministros da China, Wen Jiabao, e da Índia, Manmohan Singh.

(Com informações do jornal Público, de Lisboa)

=================================================================
DEU NO IG
Suspeito da chacina e policiais antes do desastre

=================================================

O corpo de Vinicius Batista da Silva, de 33 anos, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na manhã desta quarta-feira. O delegado era titular em Iporá (GO) e fazia parte do grupo de oito passageiros do helicóptero da Policia Civil que caiu ontem, por volta das 16h, em uma fazenda em Piranhas, município distante 325 quilômetros de Goiânia (GO). O grupo participava da reconstituição da chacina que ocorreu em Doverlândia, no final de abril.

De acordo com os Bombeiros, o resgate do corpo do delegado foi possível porque estava fora da aeronave. Os outros sete corpos estão no interior do helicóptero e serão resgatados após liberação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Vinicius Batista presidia o inquérito policial que investiga a chacina de Doverlândia.

Além dele estavam no helicóptero Antônio Gonçalves Pereira dos Santos, superintendente da Polícia Judiciária; Bruno Rosa Carneiro, delegado e chefe-adjunto do Grupo Aeropolicial; Osvalmir Carrasco Melati Júnior, piloto da aeronave; Jorge Moreira da Silva, delegado Estadual de Repressão a Roubos de Cargas; Marcelo de Paula Oliveira, perito criminal; Fabiano de Paula Silva, perito criminal; e Aparecido de Souza Alves, acusado de matar sete pessoas na fazenda em Doverlândia.

O caso

Sete pessoas foram degoladas na cidade de Doverlândia, a 340 km de Goiânia. A chacina ocorreu no sábado (28) à noite em uma fazenda da região.

As vítimas foram o proprietário da fazenda, de 57 anos, seu filho, de 22 anos, um empregado da propriedade rural, de 34 anos, e quatro vizinhos que tinham ido ao local para entregar um presente de casamento.

Os corpos do fazendeiro e de seu filho foram encontrados dentro de um banheiro da propriedade por outros vizinhos que passaram pelo local e estranharam o silêncio, a porta fechada e a ausência dos proprietários.

Os restos mortais das outras cinco vítimas foram encontradas horas depois nas proximidades. Aparentemente, os vizinhos – o proprietário de outra fazenda, sua esposa, seu filho e sua nora – chegaram quando o crime já tinha sido consumado, mas enquanto os criminosos ainda estavam na residência.

maio
09
Posted on 09-05-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2012

DEU NO IG

A inflação oficial do País, apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou em 0,64% em abril. Essa é a maior variação para o indicador em um ano. Em abril de 2011, o IPCA apresentou um avanço de 0,77%.

O desempenho da inflação em abril ficou bem acima do resultado verificado em março, quando houve variação de 0,21%.

Inflação de famílias de baixa renda acelera em abril

IGP-DI encerra abril com alta de 1,02%

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

O acumulado no ano ficou está 1,87%, abaixo da taxa de 3,23% relativa a igual período de 2011. Considerando os últimos 12 meses, o índice acumula alta 5,10%, inferior aos 5,24% relativos aos doze meses imediatamente anteriores.

A meta de inflação definida pelo Banco Central para este ano tem centro em 4,5% e tolerância de dois pontos percentuais para mais (6,5%) ou para menos (2,5%).

De acordo com o IBGE, o principal destaque no mês foram os cigarros, cujos preços subiram 15,04% diante do reajuste médio de 25% em vigor a partir de 6 de abril. Os salários dos empregados domésticos que tiveram reajuste de 1,38% de março para 1,86% em abril também contribuíram para o cresicmento da inflação no mês de abril.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange nove regiões metropolitanas do País, além das cidades de Brasília e Goiânia.


Wagner:desta vez em Roma(sem Dilma)

=======================================================

Deu no blog Boca Quente, editado por Erick Issa, no portal Metro1( do grupo Metrópole)

Greve dos professores estaduais, seca em mais de 200 municípios, greve (já superada) da Polícia Militar. Esses são alguns dos problemas recentes enfrentados pelo governador Jaques Wagner. E como a situação não está boa, inclusive, com o petista recebendo vaias constantes pelo interior baiano e também na capital, eis que o chefe do Executivo parece ter encontrado a solução ideal.

Wagner viajou ontem (8) para Roma, na Itália. E adivinhem com quem ele vai se encontrar? Com o chefe maior da Igreja Católica, o papa Bento XVI. Na verdade, segundo a assessoria do governador, ele participará do Congresso Judaico Latino-Americano, entidade que reúne comunidades judaicas da América Latina, a fim de estreitar os vínculos entre judeus e católicos da região.

Mas para não dar viagem debalde, o governador pode e deve aproveitar a deixa e pedir aquela mãozinha, uma oração, ou até mesmo misericórdia, para ver se o sumo sacerdote intercede, junto aos céus, pelas causas da Bahia.

maio
09
Posted on 09-05-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2012


=======================================
Frank, hoje na Notícia (SC)

maio
09


===========================================================


OPINIÃO POLÍTICA

Um obstáculo a menos

Ivan de Carvalho

O processo do Mensalão, que tramita no STF, venceu mais um obstáculo. Repetindo malsucedidas tentativas anteriores, o advogado e ex-ministro da Justiça do governo Lula, Márcio Thomaz Bastos, pediu, em agravo regimental, e em favor de cliente seu, o desmembramento do processo.

Na prática, isto significaria retirar do processo que está no STF todos os réus que não têm foro privilegiado – só o têm, no momento, os deputados João Paulo Cunha, do PT e Valdemar Costa Neto, do PR – e levá-los a responder processos na primeira instância (juiz singular), da qual poderia haver recurso para tribunais de segunda instância e depois para o Superior Tribunal de Justiça, podendo chegar afinal de volta à instância suprema, o STF, onde hoje estão.

A manobra tentada por Bastos em favor de seu cliente, se deferida pelo relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, seria aplicada a todos os réus, exceto os dois deputados. E assim estaria praticamente garantida a impunidade, pelo menos para a grande maioria dos crimes, pela prescrição que essa marcha-a-ré no processo produziria. Se, como está, já existe ameaça de prescrição para vários crimes arrolados na denúncia que resultou na instauração do processo, pode-se imaginar a festa que os réus fariam ante o pretendido desmembramento. Dessa festa participariam, entre muitos outros, José Dirceu e o “nosso Delúbio” Soares.

O advogado, o renomado criminalista Márcio Thomaz Bastos – que, quando era ministro da Justiça, no primeiro governo Lula, aconselhou ao presidente dizer que o Mensalão era dinheiro proveniente de “caixa 2 de campanha” – um crime considerado de menor gravidade que o desvio direto ou indireto de dinheiro público – ainda pode recorrer da decisão de Joaquim Barbosa ao pleno do STF.

Algumas notícias, na verdade, têm sido divulgadas sobre o trabalho que o competente e prestigioso advogado estaria fazendo junto a ministros do STF, na tentativa de convencê-los de sua tese do desmembramento do processo. E até se noticiou que pelo menos alguns ministros estão muito sensíveis a uma “rediscussão” da questão do desmembramento.

No entanto, uma eventual decisão do pleno do Supremo pelo desmembramento seria absolutamente desnorteante e profundamente estranha. Isso se depreende clara e facilmente do que disse o relator Joaquim Barbosa em sua decisão. Como os dois réus deputados têm o foro privilegiado do STF, eles são o gancho em que a Suprema Corte pendurou todos os demais, assegurando o processo unificado solicitado pela denúncia do procurador geral da República.

O ministro relator Joaquim Barbosa, ao negar o novo pedido de Bastos, disse nos autos que a questão do desmembramento já foi apreciada mais de uma vez pelo plenário do STF e que não foi acolhida. Em dezembro, o ministro Barbosa já havia negado o mesmo pedido de Bastos, que recorreu por meio de agravo e o reapresentou. O advogado não revelou se vai recorrer ao pleno do tribunal. Mas está complicado. Barbosa anotou que apesar de Bastos se esforçar para mostrar que o pleno do STF não apreciou ainda a tese do desmembramento, esta “já foi, por várias vezes, apreciada nesta ação penal, sendo, em todas as ocasiões, rejeitada pelo Pleno desta Corte.

Nesse sentido, apontam a segunda questão de ordem no inquérito 2245 (que deu origem à presente demanda), bem como o terceiro e o décimo primeiro agravos regimentais interpostos nesta ação penal.”

UNO
Letra de Enrique Santos Discépolo (1950)
Música de Mariano Mores (1950)

Uno busca lleno de esperanzas
el camino que los sueños
prometieron a sus ansias.
Sabe que la lucha es cruel y es mucha,
pero lucha y se desangra
por la fe que lo empecina.
Uno va arrastrándose entre espinas,
y en su afán de dar su amor
sufre y se destroza, hasta entender
que uno se ha quedao sin corazón.
Precio de castigo que uno entrega
por un beso que no llega
o un amor que lo engañó;
vacío ya de amar y de llorar
tanta traición…

Si yo tuviera el corazón,
el corazón que di;
si yo pudiera, como ayer,
querer sin presentir…
Es posible que a tus ojos,
que hoy me gritan su cariño,
los cerrara con mis besos
sin pensar que eran como esos
otros ojos, los perversos,
los que hundieron mi vivir…
Si yo tuviera el corazón,
el mismo que perdí;
si olvidara a la que ayer
lo destrozó y pudiera amarte…
Me abrazaría a tu ilusión
para llorar tu amor…

Pero Dios te trajo a mi destino
sin pensar que ya es muy tarde
y no sabré cómo quererte.
Déjame que llore como aquél
que sufre en vida la tortura
de llorar su propia muerte.
Pura como sos, habrías salvado
mi esperanza con tu amor.
Uno está tan solo en su dolor…
Uno está tan ciego en su penar…
Pero un frío cruel, que es peor que el odio,
punto muerto de las almas,
tumba horrenda de mi amor,
maldijo para siempre y se robó
toda ilusión..

=====================================================

BOA NOITE!!!

(vhs)

  • Arquivos