Julio Lopes, Fernando Cavendish e Régis Fichtner numa farra em Paris posam na Avenida Champs Elysées
==================================

DEU NO BLOG DO GAROTINHO (RIO)

Vejam o grau de intimidade de Régis Fichtner e Julio Lopes com Fernando Cavendish, na Avenida Champs Elysées, no coração de Paris, ambos pendurados no ombro do empreiteiro da Delta.

Pois, é justamente Régis Fichtner o homem para investigar os contratos da Delta com o governo do Estado, um grande amigo de Cavendish. Estão zombando da Justiça e da população. Essa comissão de sindicância não passa de uma “ação entre amigos” que vivem na farra pelo mundo afora. Quem Cabral e Régis Fichtner pensam que enganam? É uma total e irresponsável promiscuidade.

Daqui a pouco, a foto do secretário Wilson Carlos ao lado da Ferrari de mais de US$ 1 milhão que usa sempre que vai a Paris.


Lula: médicos proibem viagem à Holanda

=======================================================

DEU NO DIARIO DE NOTICIAS (LISBOA)

O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva cancelou por conselho médico uma viagem prevista à Holanda para participar na entrega do prémio “Internacional Four Freedoms Award” do qual é um dos agraciados, informou hoje sua assessoria.

O cancelamento ocorreu por recomendação da equipE médica que acompanha o ex-Presidente no processo de recuperação do tratamento contra o cancer de laringe, concluído no início deste ano.

O político continua a fazer sessões de fonoaudiologia para recuperação da voz.

A entrega do prémio Internacional Four Freedoms Award (Prémio Internacional das Quatro Liberdades) acontecerá no dia 12 de maio, em cerimónia realizada pelo Instituto Franklin e Eleanor Roosevelt.

Lula da Silva recebeu o prémio em reconhecimento ao seu trabalho de combate à pobreza no período em que esteve à frente do Governo brasileiro (2003-2010).

Entre os premiados deste ano estão ainda a feminista hindu Ela Bhatt, pela sua luta pelo direito das mulheres na Índia e o canal de televisão al-Jazeera, pelo seu papel na defesa da liberdade de expressão.

abr
27


Governadores do Nordeste com Dilma em Sergipe: “ETs?”
===============================================================

Órfãos da infinita seca

Janio Ferreira Soares

A leitura que se pode fazer da foto de Dilma reunida com os governadores nordestinos para tratar dos problemas da estiagem, é a de que parece que todos são extraterrestres que acabaram de chegar por aqui e (“oh, surpresa!”) encontraram o sertão esturricado, coitado, como se a seca fosse apenas uma turista acidental que, cansada de atravessar o deserto de Saara, deve ter acordado numa quentíssima manhã de sol e dito: “Allah, meu bom Allah, acho que eu vou mudar um pouco de ares. Vou dar um rolê pelo interior do Nordeste, matar uns bois, secar uns açudes e fazer um belo estrago nos pés de milho que o sertanejo plantou no dia de São José achando que iria colhê-los no São João. Volto antes do Carnaval, para não ter que ouvir neguinho lhe pedindo para mandar água pra Ioiô”.

Tudo bem que a estiagem atual é uma das maiores dos últimos anos, mas, desculpe a redundância, ela é exatamente igual àquela que passou e igualmente igual àquela que virá, só mudando seu tempo de permanência. Agora, o que me irrita é vê-la mais uma vez sendo tratada com um misto de admiração e desdém pelos nossos governantes e por apresentadores de telejornais, que adoram se comover e franzir o cenho diante do gado se estrebuchando no chão, mas já no bloco seguinte abrem o maior sorriso para comemorar mais um golaço de Neymar.

Sabe o que comove de verdade? É ver seu Antônio, seu João e seu Zé, ganhando o mundo antes que o impiedoso clarão do dia cruze seus fachos pelos furos das telhas e transforme o chão de seus barracos numa triste rave comandada por calejados DJs e suas enxadas nas costas; é vê-los sempre agradecendo e se benzendo quando voltam e passam diante do calendário com a gravura do Sagrado Coração de Jesus pregado no reboco, ali somente para confortá-los e lhes dar alento, pois os dias nascem e morrem sempre iguais; é sabê-los José, João e Antônio, nomes santos que são, implorando clemência aos céus e recebendo em troca esmolas travestidas de ajuda oficial. Mas o que dói mesmo é vê-los resignados, humildemente dizendo: “amém”.

Janio Ferreira Soares, cronista, e secretario de Cultura, Turismo e Esportes de Paulo Afonso, na margem baiana do Rio São Francisco

abr
27
Posted on 27-04-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 27-04-2012


==========================================================
Nani, hoje, no site A Charge On Line


Andressa:”Carlinhos anda revoltado”

=========================================================

DEU NA FOLHA

Hoje na Folha Andressa Mendonça, 30, mulher do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, diz que o marido está “revoltado” e declarando-se um “preso político”.

Em entrevista à Catia Seabra, publicada na Folha desta sexta-feira, disse que Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, não descarta prestar um depoimento bombástico à CPI da qual é alvo no Congresso.

A entrevista completa está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

“Ele reflete muito. Como toda pessoa que está presa, longe dos seus, pensa uma coisa e, depois, pensa outra. Difícil saber o que vai acontecer. Ele não tomou uma decisão”, afirma.

Cachoeira está preso desde 29 de fevereiro e é acusado de explorar jogos ilegais em Goiás e no Distrito Federal.

Leia a reportagem completa na edição impressa da Folha desta sexta-feira, que já está nas bancas.


Dom Petrini: Bispo de Camaçari

==========================================================


Opinião Política

Não matarás

Ivan de Carvalho

Após uma articulação de deputados católicos e evangélicos, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara federal aprovou por unanimidade, na quarta-feira, uma proposta de emenda constitucional (PEC) extremamente polêmica e, na verdade, perigosa até mesmo para o exercício do regime democrático e o sistema de harmônica independência dos três Poderes.

No entanto, a decisão da CCJ da Câmara dos Deputados é, declaradamente, uma resposta à também polêmica e não menos perigosa decisão do Supremo Tribunal Federal, que autoriza (criando uma exceção que não existe no Código Penal) o “aborto de fetos anencefálicos”. Com isto, o STF faz o Estado brasileiro renunciar, parcialmente, à tutela do direito à vida e, pior ainda do que isso, autoriza a execução de seres humanos em fase fetal e com deficiência cerebral grave, a popularmente chamada anencefalia, que deveria chamar-se meroencefalia, pois não há ausência de cérebro, mas existência de apenas uma parte do cérebro.

A proposta seguirá para uma comissão especial. Para transformar-se em emenda constitucional, o caminho é longo. Depois da comissão especial, a proposta precisa ser aprovada pelo plenário da Câmara com os votos de três quintos dos deputados (308 votos), em dois turnos de votação. Depois, terá ainda que ir ao Senado, onde o processo será repetido. Só após isto seria promulgada.

É praticamente certo que a PEC não chegará a se tornar uma emenda constitucional. Caso chegasse, provavelmente o Supremo Tribunal Federal, em defesa própria e do sistema jurídico, iria declarar a inconstitucionalidade da emenda constitucional que permitiria ao Congresso sustar decisões do STF e do Executivo. Na verdade, seria normal e até conveniente que isto pudesse ser feito em relação a certos tipos de decisões do Executivo, mas quando se trata de decisão legislativa para sustar diretamente uma decisão do STF, haveria uma subversão impensável do sistema jurídico nacional. O que caberia ao Congresso seria mudar a lei, inviabilizando a decisão do STF, como já fez antes, no caso da verticalização das coligações, por exemplo.

No entanto, a PEC aprovada pela CCJ da Câmara dos Deputados traz o benefício de formalizar um debate que precisa ser feito com urgência no país. Pois o STF, por grande maioria (oito votos contra dois), simplesmente legislou – inventou uma norma de direito positivo, prerrogativa exclusiva do legislador –, acrescentando às duas antigas e já polêmicas exceções feitas pelo Código Penal Brasileiro ao crime de aborto, mais uma, que não existia e desafia princípios constitucionais, o maior deles o direito à vida. Abre-se aí a porta para a eugenia, prática repugnante e multimilenar, com recente manifestação no regime nazista. Uma fatia, mais outra fatia, mais outra fatia… e vai o salame todo.

Seguindo na mesma linha, ou direção apontada pelo STF, pode-se considerar a advertência feita na 50ª Assembléia Geral da CNBB pelo bispo de Camaçari, Dom João Carlos Petrini, presidente da Comissão Episcopal e Pastoral para a vida e Família. Ele disse que a decisão do STF leva à conclusão, por exemplo, de que “quem incomoda pode ser eliminado”.

É mais ou menos isso. A mãe não está gostando, joga fora. Não importa se o lixo descartado é hospedeiro e não parte do corpo da mãe – e que não pediu para ser gerado, mas, desde o momento que foi, é um ser humano e não qualquer outro ser ou parte de outro.

abr
27

Maravilhosa composição e interpretação dos Tribalistas.
Autores: Marisa Monte, Arnaldo Antunes E Carlinhos Brown

BOA NOITE!!!

  • Arquivos

  • Abril 2012
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30