abr
26
Postado em 26-04-2012
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 26-04-2012 23:01


Plateia no julgamento das cotas raciais no STF
Agencia Brasil
===============================================

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou, por unanimidade, improcedente a ação que questionava o sistema de cotas raciais em instituições públicas de ensino superior. Dez ministros votaram pela constitucionalidade das cotas raciais: Ricardo Lewandowski, Luiz Fux, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa, Cezar Peluso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e o presidente Ayres Britto. O ministro Dias Toffoli não participa do julgamento porque deu parecer a favor das cotas quando era advogado-geral da União.

Foram dois dias de julgamento. Na quarta-feira, apenas Ricardo Lewandowski, relator da ação, concluiu que a política de cotas da Universidade de Brasília (UnB) é constitucional e julgou “totalmente improcedente” a ação do partido Democratas (DEM) que a questiona. Após o voto, o presidente do STF, ministro Ayres Britto, encerrou a sessão que foi retomada nesta tarde, às 14h30.

Lewandowski afirmou que o Estado pode lançar mão de ações afirmativas que atingem grupos sociais determinados, de modo a permitir-lhes a superação de desigualdades históricas. O relator apontou que os critérios objetivos, “pretensamente isonômicos”, do vestibular quando empregados de forma linear em sociedades marcadamente desiguais como a brasileira, acabam por consolidar ou até mesmo acirrar as desigualdades existentes. Lewandowski também destacou que as ações afirmativas são temporárias.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 27 Abril, 2012 at 9:12 #

Cotas para os negros. Ok. Agora falta para as mulheres, os gays, travestis e lésbicas, os índios etc., enfim, todas as minorias. Por que não cota por renda, se a questão é econômica? Quem já viu um negro rico ser discriminado?


rosane santana on 27 Abril, 2012 at 9:21 #

Em tempo:No tempo de “Madame Satã”, o extraordinário ator Lázaro Ramos (assistam a esse filme) era um negro. Depois que virou galã da novela das 8 da Globo, na esteira de Barack Obama, transformou-se no homem “mais atraente do mundo”. O próprio casal Obama, quando chegou à Casa Branca virou sinônimo de beleza e requinte. Michele chegou a ser indicada como uma das mais belas do Planeta. E, convenhamos, não o é, nunca foi nem do quarteirão onde residia em Chicago..


rosane santana on 27 Abril, 2012 at 9:34 #

Quem é contra ou discrimina os negros poderosos que desfilam em carrões por Manhattan.? Essa história de cota racial, na verdade, na verdade, discrimina, mascara o fato de negros serem discriminados, especialmente nas Américas, pelo histórico, isto é, porque representavam, há menos de dois séculos, a base da pirâmide, os carregadores de peso, o pau para toda obra, e estarem fora do padrão europeu de cultura. É o domínio pela ideologia do qual nos fala o marxismo. Esperemos que esse sistema de cotas sejam algo temporário, e que a sociedade brasileira acelere as transformações no sentido da democratização do bem estar (sonhar mais um sonho impossível…), da educação, da saúde, de forma que as cotas sejam desnecessárias. Mas isso depende também dos negros olharem seu passado e verem que não são tão coitadinhos assim, porque a diáspora provocada pela escravização teve a participação crucial, decisiva, fundamental dos reis africanos em 300 anos de escravidão, entre os séculos XVI e XVII. O mais é populismo, manipulação de gente que lucra com isso.


rosane santana on 27 Abril, 2012 at 9:35 #

correção: seja algo temporário


rosane santana on 27 Abril, 2012 at 9:36 #

correção 2: entre os séculos XVI e XIX.


Ivan de Carevalho on 28 Abril, 2012 at 3:09 #

Rosane,
Não fossem outros motivos no mesmo sentido, que bom que você exista pelo que disse nos comentários que acabo de ler. Porque o que disse precisa realmente ser dito. E só não entende quem manipula a cor da pele alheia ou própria para lucro próprio ou, importa dizer, um monte de gente que pode ser enquadrada na classificação de “maria vai com as outras”.


Ivan de Carvalho on 28 Abril, 2012 at 3:10 #

Ivan de Carvalho, claro.


Ivan de Carvalho on 28 Abril, 2012 at 3:27 #

Hiii, fiz um comentário, Rosane, mas o moderador segurou porque inseri uma letra não existente em meu sobrenome. Acho uma injustiça, o sobrenome é meu, mas, diziam os romanos, dura lex, sed lex. Que besteira, isso até já saiu da moda, que agora são as cotas raciais, que não acompanham o rigorismo da lei, mas a maleabilidade eventualmente conveniente das interpretações.
No entanto, vão liberar o comentário, não destratei, não xinguei, nem discriminei ninguém, isso não faz parte dos meus hábitos, muito menos dos meus princípios. Que não são como os de Grouxo Marx: “Meus princípios são estes. Se o senhores não estiverem satisfeitos, tenho outros”.
Eu não tenho outros. Estou certo de que você também não.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Abril 2012
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30