Wagner:“Parece que este ano o cara lá de cima
está querendo me testar”

==================================================

DEU NO “GENTE & MERCADO”, SITE DE NEGOCIOS EDITADO PELA JORNALISTA SARA BARNUEVO

José Lopes

O governador Jaques Wagner informou que viajaria na tarde de ontem,18, para Brasília em busca da liberação de R$ 220 milhões junto ao Ministério da Integração para mitigar os efeitos da seca que atinge 199 dos 417 municípios baianos. O anúncio foi feito ontem à noite durante o lançamento da quinta edição da revista “Bahia, terra de todos nós”, no Palácio Rio Branco, em Salvador.

“Parece que este ano o cara lá de cima está querendo me testar”, desabafou o governador, que participará, também na capital federal, da posse da nova presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Carmen Lúcia.

Além da seca, que já dura cerca de três anos em algumas regiões do Estado, Wagner citou a greve da Polícia Militar (PM) e, mais recentemente, a paralisação dos professores entre as principais dificuldades enfrentadas atualmente por sua gestão.

Educação – O governador disse ainda que respeita o movimento dos professores, mas que o Estado não tem condições de atender as reivindicações da categoria de adoção do piso salarial nacional de R$ 1.451 e um reajuste de 22%.

“Piso é piso e reajuste geral é reajuste geral. A lei votada em novembro pela Assembleia Legislativa (que estabelece o piso salarial nacional de R$ 1.451) não diz isso que tenho que dar um reajuste só para os professores, diferente das outras categorias de servidores”, argumentou.

Segundo o governador, já foi enviado para a AL-BA um projeto do Executivo que garante o pagamento do piso da categoria e um reajuste de 4,5%, similar ao concedido aos demais servidores do Estado.

Operação – Também no dia de ontem, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) informou que está em andamento uma operação de suspensão da outorga de utilização dos recursos hídricos para fins econômicos, como a irrigação de lavouras. Barragens particulares também serão desfeitas.

O objetivo da operação – que reúne servidores do Inema, Seagri, Embasa, PM e Derba – é fazer com que não falte água para o abastecimento humano e a dessedentação animal até o equilíbrio da vazão dos rios que abastecem a população.

Segundo a Sema, as bacias do Rio da Prata, Rio Paraguaçu (que abastece a barragem de Pedra do Cavalo) e Rio Água Fria (abastece as barragens Água Fria I e II) localizadas, respectivamente, na Chapada Diamantina, região de Feira de Santana e região de Vitória da Conquista são consideradas prioritárias.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Abril 2012
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30