Ricardo Noblat, Jornalista e blogueiro
=======================================================

DEU NO BLOG DO NOBLAT QUE COMEMORA SEU OITAVO ANIVERSARIO NESTE 20 DE MARÇO DE 2012.

======================================================

Este blog comemora, hoje, seu oitavo aniversário. A propósito, republico o que postei aqui no dia 26 de agosto de 2010. É uma maneira de renovar meu compromisso com o jornalismo tal como o entendo. E com quem me lê. (Ricardo Noblat)

“Este é um dos mitos cultivados há mais de século: jornalista é imparcial. Ou tem obrigação de ser.

Ninguém é imparcial. Porque você é obrigado a fazer escolhas a todo instante. E ao fazer toma partido.

Quando destaco mais uma notícia do que outra faço uma escolha. Tomo partido.

Quando opino a respeito de qualquer coisa tomo partido.

Cobre-se do jornalista honestidade.

Não posso inventar nada. Não posso mentir. Não posso manipular fatos.

Mas posso errar – como qualquer um pode. E quando erro devo admitir o erro e me desculpar por ele.

Cobre-se do jornalista independência.

Não posso omitir informações ou subvertê-las para servir aos meus interesses ou a interesses alheios.

Se me limito a dar uma notícia devo ser objetivo. Cabe aos leitores tirarem suas próprias conclusões.

Se comento uma notícia ou analiso um fato, ofereço minhas próprias conclusões. Cabe aos leitores refletir a respeito, concordar, divergir ou se manter indiferente.

Jornalista é um incômodo. E é assim que deve ser. Se não for não é jornalista.”

Be Sociable, Share!

Comentários

danilo on 20 Março, 2012 at 17:27 #

verdade. “Jornalista é um incômodo. E é assim que deve ser. Se não for não é jornalista”.

destarte, bem que poderia ser ordenado ao meu tio Marco Lino, que ele escrevesse esta frase por 100 vezes na lousa.

para que ele possa aprender.

ou então, que ele preenchesse um caderno escolar do tipo “Melhoramentos”, daqueles com a bandeira do Brasil e o hino nacional na contracapa, repetindo este veredicto: “Jornalista é um incômodo. E é assim que deve ser. Se não for não é jornalista. Jornalista é um incômodo. E é assim que deve ser. Se não for não é jornalista. Jornalista é um incômodo. E é assim que deve ser. Se não for não é jornalista”.

entendeu, meu tio ancião? a verdade não está apenas do lado de Mino Carta, Paulo Henrique Amorim, e os baba-ôvo de plantão.

bênção, tio. fuiiiii…


vangelis on 20 Março, 2012 at 21:44 #

Incomodo mesmo é não ter um amigo Pernambucano, né não meu amigo VHS?


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos