fev
19


Caetano e Gil:tributo ao tropicalismo no desfile paulista
===========================================
O segundo dia de desfiles em São Paulo empolgou os foliões. Encerrando as apresentações do Grupo Especial no sambódromo do Anhembi, as sete escolas fizeram apresentações corretas, com momentos de emoção e surpresas na avenida: como a inesperada (e inédita) troca de roupa da bateria da Gaviões da Fiel, no recuo do sambódromo; a rainha da Mocidade Alegre, Aline de Oliveira, suspensa numa plataforma e tocando surdo, e a presença de estrelas como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Rita Lee no desfile da Águia de Ouro.

Estreante no Grupo Especial, a Dragões da Real abriu a segunda noite de desfiles. A escola fez um desfile correto. Com o enredo “Mãe, ventre da vida e essência do Amor”, a agremiação teve momentos de destaque, como o segundo carro alegórico – que trazia uma enorme escultura simbolizando um parto na avenida. O maior desafio, porém, é permanecer no Grupo Especial. Com 12 anos de existência, a escola conseguiu, pela primeira vez desde a fundação, ser campeã do grupo de acesso. E espera continuar na elite do carnaval paulistano.

A Pérola Negra, segunda escola na avenida, encerrou o desfile em cima da hora, fechando com o tempo cravado em 1h05, o máximo permitido. Em busca do título inédito, a agremiação da Vila Madalena fez uma homenagem a Itanhaém, no litoral de São Paulo, segunda cidade mais antiga do Brasil. A premiada comissão de frente mais uma vez surpreendeu o sambódromo ao retratar o pintor Benedito Calixto: as fantasias, de um lado, mostravam quadros do pintor, de outro, formavam uma canoa. A bateria, representando o mar, fez bonito: abria caminho para a passagem da caravela de Martim Afonso. A evolução da caravela com a bateria causou um belo efeito na avenida. A escola estava animada e cantando o bom samba da Vila Madalena.

Já a Mocidade Alegre levantou a arquibancada no Anhembi e, mesmo depois do desfile, os foliões continuaram cantando o samba enredo, um dos melhores do carnaval paulistano, animados com a bateria do mestre Sombra. Tanto que a bateria chegou a parar totalmente e deixar a música por conta dos foliões. Sete vezes campeã do Grupo Especial, a Mocidade prestou homenagem ao centenário de nascimento de Jorge Amado, com um desfile inspirado no em seu romance “Tenda dos Milagres”. A surpresa ficou por conta da rainha estreante Aline de Oliveira que, suspensa numa plataforma, tocou surdo em frente à bateria, numa altura acima da cabeça dos componentes.

A Águia de Ouro invadiu a passarela do samba com o tropicalismo. Quarta escolar a desfilar no Anhembi, levou para a avenida estrelas da música brasileira, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Rita Lee, Cauby Peixoto e Ângela Maria. Embalados pelo samba “Tropicália da Paz e do Amor! O Movimento que Não Acabou”, os artistas desfilaram no carro Festival da MPB. À frente da bateria, a rainha Valesca Popozuda comemorou o terceiro ano na agremiação. A funkeira passou mal durante o desfile e foi amparada pela equipe de apoio. “Foi só um mal-estar. É muito calor e adrenalina”, justificou. A escola fez um bom desfile, com momentos de emoção, mas pode ter se prejudicado: acelerou o ritmo no final, para não estourar o tempo, e pode ter notas baixas nos quesitos Harmonia e Evolução.

Quinta escola a entrar na avenida, a Unidos de Vila Maria teve como maior destaque a bateria de mestre Mi. Com a bela madrinha Quitéria Chagas à frente dos ritmistas, o samba enredo levantou o Anhembi, na voz do intérprete Nego, irmão de Neguinho da Beija-Flor. Outro destaque foi a socialite Val Marchiori, desfilando com uma fantasia de ouro, que, segundo ela, custou R$ 100 mil. Além disso, a comissão de frente também causou boa impressão, representando a criação do homem: os bailarinos empurravam uma grande estrutura, simbolizando a mão de Deus, que fazia a luz e criava a humanidade.


Dona Marisa: presença no tributo corintiano a Lula
==================================================================

A emoção tomou conta da Gaviões da Fiel, sexta escola a desfilar. A maior expectativa do desfile era a presença do ex-presidente Lula, homenageado da noite, que por motivos de saúde não compareceu ao sambódromo do Anhembi. Foi representado pela ex-primeira dama, Marisa Letícia, que desfilou em carro presidencial junto com o ator Fábio Assunção, fantasiado de motorista. Destaque também para as musas Sabrina Sato e Tatiane Minerato (que começou o desfile de macacão e, durante o percurso, exibiu o corpo pintado). Mas o grande destaque da Gaviões foi a bateria de mestre Paulinho, que no início estava fantasiada de operária, com barba e macacão. No recuo, porém, a grande surpresa: os componentes pararam a percussão e tiraram o macacão, exibindo a fantasia de presidente por baixo.

(Informações e imagens do IG. Mais: www.ig.com.br)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2012
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    272829