fev
14


Depois da greve a Operação Abadá em Salvador
===========================================

Depois de 12 dias da greve da Policia Militar na Bahia que chegou, inclusive a ameaçar o carnaval de Salvador, a rotina dos baianos finalmente voltou ao normal. Os foliões que estavam evitando sair de casa voltaram às ruas nesta segunda-feira (13) com muita animação. A movimentação nos balcões de vendas de abadás estava intensa. O siderúrgico Ebson Souza não perdeu tempo e foi logo garantir a sua adereço que dá acesso aos blocos. “Aproveitei que a greve acabou e que o povo ainda está meio que sem acreditar e vim logo pegar o meu”, contou ele.

Os cambistas também aproveitaram para entrar em ação. “A gente investe. Na maioria das vezes tiramos lucro, outras não. É um risco. Afinal, quando acaba nos balcões o povo não tem alternativa a não ser comprar em nossas mãos”, disse o cambista, que quis ser fotografado.

Com tanta movimentação quem também fica em alerta são os bandidos que aguardam o momento certo de agir. Para evitar que os foliões sejam alvos desses grupos, foi montado um esquema especial de segurança chamada de Operação Abadá. “O objetivo é prevenir roubos ou furtos durante a retirada das fantasias. Nossa unidade está em funcionamento e a Operação Abadá está garantida. Inclusive temos dois módulos em frente ao Shopping Iguatemi para garantir a segurança”, afirma o major Ramalho Neto, comandante da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

Leia também:

Monique Evans será rainha “exótica” de baile gay em Salvador
Veja o roteiro dos famosos no carnaval

A empresa Axé Mix, responsável pela venda dos abadás mais concorridos como o do bloco Coruja, comandado por Ivete Sangalo, Cocobambu, de Claudia Leitte e Me Abraça, de Asa de Águia, reforçou a segurança no local. “Contratamos seguranças particulares e estamos em contato com Policia Militar que já solicitou todo tipo de informação referente a entrega dos abadás”, revelou Daniele Pires, coordenadora de entregas das fantasias.

Por causa da greve da PM, a entrega dos abadás começou somente nesta segunda-feira (13)

Para os abadás do Nana e Camaleão, comandando por Bell Marques e sua banda Chiclete com Banana, o diretor da Central do Carnaval, Joaquim Nery, apresentou mais rigor na questão de segurança. “Todos os abadás tem selo de qualidade contra réplica. Com isso, garantimos a segurança dos foliões do bloco e não corremos risco de alguém comprar um abadá GG e tentar fazer dois ou mais fantasias”, esclareceu.

Mas não são apenas os coordenadores de blocos e a polícia que estão atentos aos bandidos. O siderúrgico Orlando Lima revela sua estratégia para driblar a má sorte. “Nunca saio com a sacola do bloco na mão. Vou com uma sacola de uma loja qualquer e uma mochila nas costas para despistar”, revelou.

(Com informações do IG)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2012
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    272829