Lídice:liderança socialista no Senado
============================================

DEU NO SITE CONGRESSO EM FOCO

O atual líder do PSB no Senado, Antonio Carlos Valadares (SE), anunciou há pouco em plenário o nome da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) como sua substituta na liderança da bancada do partido em 2012. Segundo o parlamentar sergipano, a decisão foi consensualmente tomada pela bancada, e tem como objetivo garantir que os demais correligionários liderem o partido em algum momento do mandato de oito anos.

Veja aqui outros temas de destaque no Congresso em Foco

“Já venho há três anos no exercício da liderança. Achei por bem levar à bancada a decisão de fazer o rodízio entre os membros do partido. Através do rodízio, nós vamos proporcionar a todos o direito de dirigir a bancada em algum momento”, explicou o senador, que desde 1997 tem exercido, com alguns intervalos, a liderança do partido no Senado. Ao todo, Valadares exerceu a função por quase dez anos desde 1997.

Uma função para a qual ele deverá voltar em 2015, uma vez que o mandato de líder passará a ser de um ano, segundo a deliberação da bancada. Os próximos líderes do PSB se revezarão a cada ano, então, “até chegar o dia em que o senador Antonio Carlos Valadares for de novo o líder”, como ele próprio adiantou em plenário, em terceira pessoa.

Além de Valadares e Lídice, os demais membros do PSB na Casa são Rodrigo Rollemberg (DF) e João Capiberibe (AP) – que, beneficiado pela não aplicação da Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2010, tomou posse com mais de um ano de atraso, em 29 de novembro.

Ao deixar o posto, Valadares agradeceu a “atenção” das demais lideranças no Senado em relação ao seu partido. Por fim, o senador desejou boa sorte a Lídice na nova responsabilidade, ressaltando sua experiência de prefeita de Salvador e os milhões de votos recebidos em 2010 (segundo o Tribunal Superior Eleitoral, foram 3.385.300 de votos), quando ficou atrás apenas de Walter Pinheiro (PT), senador mais votado na Bahia. “Capacidade não lhe falta”, acrescentou.


Dilma em visita às obras de transposição:”encenação no Nordeste,
acusa Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)
==================================

DEU NO SITE DO ESTADÃO

Em comunicação inadiável, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) criticou a presidente da República, Dilma Rousseff, por ter dito que a transposição das águas do rio São Francisco é uma obra prioritária de seu governo. Para o parlamentar, “a transposição é prioridade apenas no papel”. Ele afirmou que o governo federal destinou à obra, em 2011, apenas 13% dos recursos previstos no Orçamento Geral da União.

Jarbas, que é ex-governador de Pernambuco, parabenizou o Jornal do Commercio, do Recife, pela série de reportagens intitulada “Transposição – Novos obstáculos”. As matérias, afirmou, mostram a importância da transposição e os erros cometidos pelo governo federal na execução dessas obras nos últimos anos.

Em pronunciamento nesta terça-feira (14), o parlamentar lembrou ainda que as obras da transposição foram a principal motivação da viagem que a presidente fez à região Nordeste na semana passada. Mas observou também que há dois anos ela, como candidata, viu todos os percalços da obra e os problemas com as empreiteiras. Para o senador, a presidente novamente transformou a região “em palco das piores encenações, encenações que são costumeiras com relação ao governo federal”.

– A presidente não pode, em uma visita ao Nordeste, surpreender-se, estranhar o mau andamento, o mau desempenho da gigantesca obra da transposição do rio São Francisco – afirmou o senador, que disse acompanhar o projeto da transposição desde o início, quando era governador de Pernambuco.

deu no site do Estadão

A votação da Lei Geral da Copa foi adiada mais uma vez na comissão especial que debate o tema. A reunião marcada para a tarde desta terça-feira foi cancelada pelo presidente da comissão, Renan Filho (PMDB-AL), após receber um pedido do relator, Vicente Cândido (PT-SP). O problema mais uma vez foi com a insatisfação do governo com trechos do relatório. Ainda não há data para uma nova reunião, que deverá ocorrer só depois do carnaval.

“O Vicente me ligou e disse que não concluiu ainda o relatório porque continua negociando com o governo. Agora eu só vou marcar reunião quando for acertada essa negociação”, disse Renan Filho.

O relatório enviado na noite de segunda-feira por Cândido aos parlamentares da comissão tinha como principal novidade a perspectiva de redução de preço dos ingressos para os idosos. Pela proposta, quem tem mais de 60 anos teria direito a pagar meia-entrada em todas as categorias de ingresso, inclusive na chamada cota social.

Entre os pontos que o governo tem resistência estão a possibilidade de utilização de aeroportos militares durante o evento e a concessão de uma premiação para os ex-jogadores campeões das copas de 1958, 1962 e 1970. Há questionamentos também sobre medidas diplomáticas na facilitação de acesso ao País para estrangeiros em função do evento.

O adiamento deverá levar a novas alterações no texto. Uma delas deve ser a previsão de ingressos gratuitos para indígenas. Atualmente, eles estariam junto com idosos, estudantes e beneficiários da Bolsa Família na chamada “cota social”. “O problema é que definição de raça no Brasil é por autodeclaração, então é melhor o governo destinar esses ingressos diretamente às tribos”, defendeu o presidente da comissão, Renan Filho.


=========================================
Caetano fala sobre a morte de Michael Jackson e canta ‘Aquele Frevo Axé’. Show no Teatro do Sesi, em Porto Alegre, dia 25 de junho de 2009.

Hoje o Bahia em reproduz o momento mágico do artista baiano em tributo a uma rainha do Pop.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

fev
14
Posted on 14-02-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 14-02-2012


Fãs esperaram pela chegada do corpo de Whitney Houston à porta da funerária (Fotos: Reuters)/PÚBLICO
================================================
O corpo de Whitney Houston chegou nesta segunda-feira à noite (madrugada em Portugal), num avião privado, a Newark, em New Jersey, cidade onde nasceu a cantora e onde se realizará o funeral, no final da semana, confirmou à imprensa a funerária Whigham, contratada pela família para organizar a cerimónia fúnebre.

O transporte do corpo da cantora, que morreu no sábado e até esta segunda-feira estava em Los Angeles, aconteceu depois de ter sido autorizado pelo departamento de medicina legal, e gerou um grande aparato policial e de imprensa não só à partida como à chegada a Newark, onde centenas de fãs esperavam o corpo.

Nas últimas horas, as mensagens e flores têm-se multiplicado na The New Hope Baptist Church, onde Whitney Houston começou a cantar, ainda em criança. Apesar de a família ainda não ter revelado quaisquer pormenores em relação ao funeral, espera-se que a cerimónia aconteça nesta igreja.

O jornal de New Jersey “Star Ledger” noticiou que o funeral de Whitney Houston acontecerá na sexta-feira no Pridential Center, um pavilhão com capacidade para 19 mil pessoas, onde joga a equipa local New Jersey Nets, da NBA.

Resultados dentro de seis a oito semanas

Na segunda-feira, o departamento de medicina legal do município de Los Angeles revelou que as conclusões oficiais dos peritos sobre a autópsia só serão conhecidas depois de concluídos os exames toxicológicos, que poderão demorar entre seis a oito semanas a processar.

À medida que os dias vão passando cresce a especulação sobre o que terá acontecido a Whitney Houston, ao mesmo tempo que novos dados vão sendo revelados pela imprensa norte-americana.

Na sua edição online, o Los Angeles Times adianta, citando fontes policiais, que Whitney Houston foi encontrada submersa na banheira e inconsciente por um membro da sua equipe, que rapidamente entrou em contato com o pessoal do hotel e com a emergência médica, que depois de várias tentativas de reanimação declarou o óbito às 15h55 .

“Não se pode especular”

No entanto, numa conferência de imprensa ontem(13), a polícia de Beverly Hills explicou que “não se pode especular sobre o que terá causado ou contribuído para a sua morte”. “Não podemos comentar estes rumores nem sabemos de onde é que surgiram”, disse Mark Rosen, porta-voz da polícia.

Sabe-se que foram encontrados no quarto de hotel onde Whitney Houston estava hospedada vários frascos de medicamentos prescritos por médicos, que já foram recolhidos pela polícia, que está agora saber, junto da família e dos amigos da cantora, como é que esta terá passado as últimas horas.

Surgem também notícias de que a mistura de comprimidos com álcool terá sido fatal para a cantora, sendo que um dos fármacos encontrados foi o Xanax – usado no combate à ansiedade – e que, quando combinado com álcool, pode causar sonolência. O site de celebridades TMZ avança ainda, citando fontes próximas da cantora, que a artista não tinha água suficiente nos pulmões, para se provar que terá morrido afogada.

(Informações do jornal português PÚBLICO)


Depois da greve a Operação Abadá em Salvador
===========================================

Depois de 12 dias da greve da Policia Militar na Bahia que chegou, inclusive a ameaçar o carnaval de Salvador, a rotina dos baianos finalmente voltou ao normal. Os foliões que estavam evitando sair de casa voltaram às ruas nesta segunda-feira (13) com muita animação. A movimentação nos balcões de vendas de abadás estava intensa. O siderúrgico Ebson Souza não perdeu tempo e foi logo garantir a sua adereço que dá acesso aos blocos. “Aproveitei que a greve acabou e que o povo ainda está meio que sem acreditar e vim logo pegar o meu”, contou ele.

Os cambistas também aproveitaram para entrar em ação. “A gente investe. Na maioria das vezes tiramos lucro, outras não. É um risco. Afinal, quando acaba nos balcões o povo não tem alternativa a não ser comprar em nossas mãos”, disse o cambista, que quis ser fotografado.

Com tanta movimentação quem também fica em alerta são os bandidos que aguardam o momento certo de agir. Para evitar que os foliões sejam alvos desses grupos, foi montado um esquema especial de segurança chamada de Operação Abadá. “O objetivo é prevenir roubos ou furtos durante a retirada das fantasias. Nossa unidade está em funcionamento e a Operação Abadá está garantida. Inclusive temos dois módulos em frente ao Shopping Iguatemi para garantir a segurança”, afirma o major Ramalho Neto, comandante da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

Leia também:

Monique Evans será rainha “exótica” de baile gay em Salvador
Veja o roteiro dos famosos no carnaval

A empresa Axé Mix, responsável pela venda dos abadás mais concorridos como o do bloco Coruja, comandado por Ivete Sangalo, Cocobambu, de Claudia Leitte e Me Abraça, de Asa de Águia, reforçou a segurança no local. “Contratamos seguranças particulares e estamos em contato com Policia Militar que já solicitou todo tipo de informação referente a entrega dos abadás”, revelou Daniele Pires, coordenadora de entregas das fantasias.

Por causa da greve da PM, a entrega dos abadás começou somente nesta segunda-feira (13)

Para os abadás do Nana e Camaleão, comandando por Bell Marques e sua banda Chiclete com Banana, o diretor da Central do Carnaval, Joaquim Nery, apresentou mais rigor na questão de segurança. “Todos os abadás tem selo de qualidade contra réplica. Com isso, garantimos a segurança dos foliões do bloco e não corremos risco de alguém comprar um abadá GG e tentar fazer dois ou mais fantasias”, esclareceu.

Mas não são apenas os coordenadores de blocos e a polícia que estão atentos aos bandidos. O siderúrgico Orlando Lima revela sua estratégia para driblar a má sorte. “Nunca saio com a sacola do bloco na mão. Vou com uma sacola de uma loja qualquer e uma mochila nas costas para despistar”, revelou.

(Com informações do IG)

fev
14
Posted on 14-02-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 14-02-2012


=======================================
Dum,no jornal Hoje em Dia (MG)

´==========================================

OPINIÃO POLÍTICA

O general e o Rei

Ivan de Carvalho

Não quero deixar passar em branco, ainda sobre o movimento de paralisação da PM baiana, um episódio que já foi objeto de muita notícia, muito comentário, muita conversa. Creio que ainda há uma coisinha a dizer a respeito.

Tem a ver com as avaliações ou julgamentos, que se fizeram e pelo menos até ontem ainda ecoavam na mídia, a respeito das atitudes cordiais e redutoras de tensão que o comandante da VI Região Militar, general Gonçalves Dias – cumprindo sua missão de comandar a operação de sítio da Assembléia Legislativa – adotou no dia de seu aniversário.

Não adotou por ser o seu aniversário, evidentemente. Mas porque foi um dia, no movimento grevista dos PMs, em que os dois lados, principalmente o lado oficial, dava sinais públicos de que as negociações avançavam e poderiam levar ao fim da greve. Então o general aceitou receber um inesperado bolo de aniversário entregue por um participante da greve, emocionou-se, chegando a chorar durante o abraço que acompanhou o bolo (ele estava ali sob forte tensão, assim como todos, dos dois lados, nos quais só havia irmãos de humanidade e de cidadania).

E sugeriu que os grevistas que estavam fora da linha de sítio da Assembléia fossem dormir, pois não haveria combate, tanto que nem pusera colete à prova de balas, pois sua missão ali era a de cercar, isolar a sede da Assembléia ocupada. Adotou ainda algumas atitudes que tanto podem ser chamadas de simpáticas quanto de tendentes a uma redução de tensão, permitindo entrarem alguns alimentos e água para o pessoal sitiado. Óbvio que estabelecia uma espécie de trégua sem retirada das posições, criando um ambiente psicológico mais favorável às tentativas de negociação de paz que governo e grevistas faziam em outros locais.

Mas a República tremeu nas bases e nas cúpulas. O governador Jaques Wagner não gostou, o ministro da Justiça idem e a presidente Dilma Rousseff, que certamente teria preferido encontrar generais com a disposição de espírito do general Gonçalves Dias durante o tempo em que ficou presa por causa de sua luta contra o regime autoritário, desaprovou a conduta do comandante da VI Região Militar, que, mesmo mantido no posto, deixou, pelo menos na prática, o comando das operações para seu superior hierárquico, o general comandante do Exército no Nordeste.

Uns dizem que o general se excedeu. Dizem também que ele reconheceu para o governador Jaques Wagner que se havia excedido. Dizem que ele não teve sensibilidade ou justa percepção da situação e deixou-se levar pela emoção, quando lhe caberia apenas “ser eficaz”, o que em momento algum foi por alguém demonstrado que não ocorreu. Sei que no princípio os ânimos estiveram exaltados e as tropas sitiantes atingiram vários grevistas com balas de borracha e armas químicas não letais (gás de pimenta, bombas de “efeito moral”, coisas parecidas). É que o fantasma de uma tomada do prédio à força levava os grevistas de dentro e de fora ao paroxismo.

Nesses momentos extremamente tensos, o deputado Tadeu Fernandes, do PSB (base do governo), capitão PM licenciado para exercer o mandato, teve uma atuação no “campo de batalha” que talvez haja evitado incidentes mais graves, pois foi um momento em que um grupo de grevistas tentava romper o cerco militar para alcançar o prédio da Assembléia, ocupado por outros PMs grevistas. Tadeu, inclusive, impediu o espancamento de um grevista já dominado, no chão, por dois militares. Ele defendeu o grevista com o próprio corpo e a ação cessou.

Queria assinalar só mais uma coisa. O general Gonçalves Dias não tem razões, na minha opinião, para avaliar que exagerou ou para sentir-se magoado por uma parte das reações ao seu comportamento. Que leia Matheus, capítulo cinco, versículo nove, citando Jesus: “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”.

Isso é bem melhor.

fev
14
Posted on 14-02-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 14-02-2012

DEU NO IG

Em assembleia realizada na noite desta segunda-feira (13) na sede do Sindisprev (Sindicato dos Trabalhadores Federais da Saúde e da Previdência) no centro do Rio de Janeiro, os bombeiros e os policiais militares decidiram suspender oficialmente a greve, que foi iniciada na noite da última quinta-feira (9).

Segundo Ana Paula Matias, mulher de um dos 12 bombeiros presos na penitenciária de segurança máxima Bangu 1, na zona oeste do Rio de Janeiro, o objetivo do movimento agora é pela soltura dos militares que continuam detidos por terem incitado a greve. Além dos bombeiros, há 17 PMs na cadeia.

“Importante destacar que as corporações nunca deixaram de atender a população”, disse Ana Paula.

Os policiais civis, que também haviam aderido ao movimento, encerraram a greve no último sábado (11).

Leia também: PM usa pressão militar, ameaça exclusão sumária, e tropa vai às ruas

A paralisação das três categorias foi decidida durante uma assembleia que reuniu cerca de 3 mil pessoas na noite de quinta-feira, na Cinelândia. A greve, no entanto, teve baixa adesão.

A PM ameaçou expulsar os grevistas e esfriou o movimento. Só na sexta-feira, pelo menos 20 PMs foram presos e 129 que trabalham no interior do Estado foram indiciados. Em relação ao Corpo de Bombeiros, 123 guarda-vidas haviam sido presos por faltarem ao serviço.

  • Arquivos

  • Fevereiro 2012
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    272829