fev
08
Postado em 08-02-2012
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-02-2012 11:52

=============================================

DEU NO UOL

O nono dia da greve de policiais militares em Salvador, nesta quarta-feira (8), começou com o fechamento de todos os acessos ao Centro Administrativo da Bahia (CAB), onde fica o prédio da Assembleia Legislativa ocupado desde a semana passada pelos policiais amotinados. O envio de comida aos amotinados foi suspenso.

Hoje, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) confirmou que um dos policiais que seria integrante da manifestação grevista foi morto durante a noite de ontem. O soldado Elenildo dos Santos Costa, 34, morreu a tiros quando saía de uma pizzaria no bairro de São Rafael, próximo ao CAB. Ele teria sido reconhecido como PM pelos criminosos durante uma tentativa de assalto.

Segundo o UOL apurou com familiares que estão acampados no CAB, o policial assassinado seria um dos grevistas que deixaram o prédio da Assembleia para comprar pizza. O número de mortes na última semana aumentou significativamente desde o início da paralisação.

Nesta quarta-feira (8), a entrega de comida, água e medicamentos aos PMs amotinados –que havia sido liberada ontem– foi suspensa. O chefe do setor de comunicações do Exército, tenente-coronel Márcio Cunha, não soube explicar o motivo da medida.

Do lado de fora da Assembleia, contudo, o aparato de segurança é substancialmente maior em relação a ontem: vias até então de trânsito livre agora são ocupadas por homens e mulheres da Força Nacional de Segurança com carros e armas. Por volta das 10h, dois helicópteros do Exército realizaram voos rasantes antes de pousar no CAB. Familiares e amigos dos PMs foram impedidos de entrar na Assembleia com gelo e comida. Ontem, o acesso era apenas limitado.

Segundo o tenente-coronel, o uso dos helicópteros é um meio de “apenas garantir maior visão e reconhecimento da área”. “Permanece a orientação de o prédio não ser invadido”, resumiu. Indagado sobre o aumento do efetivo, Cunha disse que hoje há 1.308 homens apenas do Exército no local –dentre os 3.500 das forças de segurança que estão atuando na Bahia em função da greve. Ontem, o porta-voz havia dado um número menor: 1.038 oficiais.

(Leia reportagem no portal UOL: www.uol.com.br)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2012
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    272829