Wagner diz que usará medidas enérgicas para garantir segurança da população


DEU EM A TARDE ONLINE

*Da Redação

“Não admitirei que a segurança da população baiana seja colocada em risco por um pequeno grupo de pessoas, ainda mais porque estas desconsideraram a decisão judicial que considerou a greve ilegal”, afirmou o governador Jaques Wagner sobre o movimento de uma parte dos policiais militares baianos que paralisou as atividades. O pronunciamento foi feito nesta quinta, 02, após a volta do governador à Salvador, da viagem que fez acompanhando a presidente Dilma Rousseff à Cuba e ao Haiti.

No comunicado, o governador disse, ainda, que “neste momento, o diálogo e o bom senso são as melhores formas de superar o impasse. Porém, na defesa dos interesses maiores da população baiana, continuarei usando medidas enérgicas, caso isso se faça necessário”.

O movimento grevista de parte do efetivo da polícia militar foi considerado ilegal pela justiça baiana, que concedeu liminar, nesta manhã, ao governo do Estado, decretando a ilegalidade da greve e determinando que a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra – BA) suspenda a greve, sob pena de multa diária de R$ 80 mil.

Negociações – O presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) – Força Invicta, Ten Cel PM Edmilson Tavares, juntamente com o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Bahia (APPM), Sgt PM Agnaldo Pinto, e da Associação Beneficente dos Sargentos, Subtenentes e Oficiais da PM (ABSSO), Sgt PM Jackson Carvalho, se reuniram na noite de quarta, 01, com integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros da Bahia (ASPRA), Marcos Prisco, o qual se declarou aberto ao diálogo. Ao final da reunião, a AOPMBA – Força Invicta reafirmou sua posição contrária a paralisação dos policiais militares, sem que se esgotassem todos os canais de negociação.

Em nota à impresa, a AOPMBA informou nesta quinta (2), que a convite do Secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa e do Comandante Geral da PM, Coronel Alfredo Castro, representantes da entidade e da ABSSO, participaram de uma reunião em que foi sinalizada pelo Secretário da Segurança Pública a abertura das negociações.

A Força Invicta e as demais associações envolvidas na solução pacífica do impasse deverão participar de uma reunião, às 9h desta sexta-feira (3), na sede da Secretaria de Segurança Pública. Durante o encontro, as Associações de Classe da Corporação apresentarão as reivindicações da categoria.

Devem participar do encontro, o Secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, o Comandante Geral da PM, Coronel Alfredo Castro, e membros da área sistêmica do governo.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2012
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    272829