jan
30


================================================
“Magnifique”, como dizem os franceses que amam a música cubana.
Ou como disse um dia Caetano Veloso na canção que fez para a Ilha;”Mamãe eu quero ir a Cuba, e quero voltar”.

BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares)


Negromonte(com Wagner): sem corda pra segurar
==================================================


DEU NA VEJA ONLINE

O governo determinou a exoneração do chefe da Assessoria Parlamentar do Ministério das Cidades, João Ubaldo Coelho Dantas. A demissão foi oficializada nesta segunda-feira por meio do Diário Oficial e é assinada pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Ubaldo é mais um aliado do ministro Mário Negromonte a perder o cargo. O servidor exonerado era encarregado de negociar as emendas parlamentares – foco de parte das suspeitas que recaem sobre a aplicação dos recursos da pasta.

O processo de fritura de Negromonte, cada vez mais frágil no cargo, teve início ainda em agosto do ano passado. Reportagem de VEJA mostrou que o ministro havia oferecido 30 000 reais a deputados de seu partido, o PP, em uma tentativa de manter a influência de seu grupo político dentro da legenda.

De lá para cá, não faltaram escândalos no currículo de Negromonte: ele foi, por exemplo, flagrado fazendo promoção pessoal e de seu filho em um evento custeado com verbas do ministério no interior da Bahia. E foi acusado de se reunir com lobistas de uma empresa que, depois, venceria uma concorrência para a área de informática da pasta.

Antes do chefe da Assessoria Parlamentar, o chefe de gabinete do ministério, Cássio Peixoto, perdera o cargo na semana passada. A situação de Negromonte é frágil porque, além de perder apoio do governo, ele não tem respaldo nem mesmo dentro do próprio partido – que só não entregou ainda a cabeça do ministro porque teme perder o controle sobre o orçamento bilionário das Cidades.

DEU NO IG

Cinco brasileiros estão entre as dez vítimas de um engavetamento que aconteceu no domingo em uma estrada da Flórida, nos Estados Unidos. O acidente com pelo menos 18 veículos deixou destroços por cerca de dois quilômetros da Interstate 75, perto de Gainesville, norte do Estado.

Os brasileiros voltavam para Atlanta após participar em Orlando de um congresso religioso do qual o brasileiro Fábio Bertoni, pastor da Living Family Church, filial americana da Igreja Apostólica e Profética Águas, era um dos organizadores.

Celso Bertoni, irmão de Fábio que integra a mesma igreja no Brasil, confirmou as informações de que o acidente matou o pastor José do Carmo Júnior, da Igreja Internacional da Restauração, sua mulher Adriana Souza do Carmo, pastora da mesma igreja, e uma das filhas do casal, Lecticia.

A outra, Lidiane, está no hospital, assim como outra brasileira, Juliana Lima. As duas outras vítimas são o irmão do pastor, também chamado José, e sua mulher, Rose.

Procurado pelo iG, o Itamaraty disse não ter informações sobre o caso. O consulado do Brasil em Atlanta afirmou ter recebido informações de que poderia haver vítimas brasileiras entre os mortos. A assessoria do consulado, porém, disse que ainda não tem informações de quantas seriam ou de sua identidade.

Um porta-voz da Patrulha de Estradas da Flórida também não confirmou se há vítimas brasileiras, afirmando que o processo de identificação ainda está em andamento.


=======================================
Hoje, 100 anos de Herivelto Martins
Eterna presença da música brasileira.

BOA TARDE!!!


Demi Moore: sem saber lidar com a separação
==============================================

A atriz Demi Moore foi encontrada em casa pela filha mais velha “quase inconsciente”, com tremores no corpo e “tendo convulsões” . Depois de chamar a emergência médica, Demi ficou internada no hospital.

Demi Moore foi de urgência para o hospital, nesta segunda-feira, depois de ter sido encontrada pela filha e pela empregada tremendo e tendo convulsões, revela o jornal europeu Diario de Notícias (Lisboa).

“Creio que fumou algo, mas não é marijuana. É algo que cheira a incenso”. “Está quase inconsciente, mas ainda respira”. “Treme e tem convulsões. É que ultimamente ela tem tido problemas”. Foi desta forma que a filha mais velha Rumer Willis, uma assistente chamada Andrea e uma empregada não identificada deram o alarme e ligaram para o número de emergência 911.

A chamada durou sete minutos e pouco depois Demi saía de ambulância com destino às urgências do Hospital Cedars-Sinai.

A causa oficial do internamento foi um ataque epilético e perda de consciência. Horas mais tarde, em comunicado, o seu representante falava em esgotamento e extrema magreza. “Devido à severa tensão que acumulou nas últimas semanas, Demi decidiu procurar ajuda profissional.

Recorde-se que Demi Moore anunciou a separação de Ashton Kutcher em Novembro e desde então não tem conseguido lidar com a separação.


Wando: emergencia no coração

========================================

DEU NO IG

O cantor Wando, de 66 anos, está internado em estado grave no Hospital Biocor em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com boletim médico divulgado hoje pela instuição, Wando foi internado na última sexta-feira (27) com problemas cardíacos graves.

Segundo o hospital, o cantor foi submetido a uma angioplastia coronariana em caráter de urgência para desobstrução das artérias e está em tratamento no Centro de Terapia Intensiva. Wando respira com ajuda de aparelhos e está sob efeito de sedativos.

Bastante conhecido pelo sucesso “Fogo e Paixão”, do disco “O Mundo Romântico de Wando” (1988), Wando começou a carreira em 1969 e se tornou conhecido por suas músicas românticas e pelo fetiche em calcinhas, que coleciona das fãs. Seu último disco de inéditas, “Romântico Brasileiro, Sem Vergonha”, foi lançado em 2005.


===================================================
Já viram o clipe de Criolo com o Ilê Aiyê? A direção é do baiano Ricardo Spence

A sugestão é da jornalisata Maria Olivia, para começar a semana no BP

BOM DIA!!!

(VHS)

jan
30
Posted on 30-01-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-01-2012


=========================================
Sponholz, hoje, no Jornal da Manhã (PR)

jan
30
Posted on 30-01-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-01-2012


ACM: “não ganhei pelos meus acertos
mas pelos erros dos meus adversários”
============================================


OPINIÃO POLÍTICA
Bahia e São Paulo

Ivan de Carvalho

Em 1986, o grupo liderado por Antonio Carlos Magalhães e que tinha no comando do governo do Estado o hoje senador João Durval Carneiro perdeu espetacularmente, com o candidato a governador Josaphat Marinho, um respeitado político e jurista, as eleições para a sucessão de Durval. O vitorioso – surfando sobre a onda do Plano Cruzado, a saturação de carlismo na Bahia e o bom desempenho que teve como ministro da Previdência Social – foi Waldir Pires, do PMDB, em torno do qual armou-se uma grande aliança integrada pela oposição tradicional e por lideranças políticas que haviam rompido com o carlismo.

Antonio Carlos Magalhães não ficou no ostracismo porque havia sido escolhido por Tancredo Neves e foi confirmado pelo presidente José Sarney para o importante Ministério das Comunicações, cujo poder usou para ampliar seu poder na mídia baiana e nacional. Várias coisas foram importantes, mas destaca-se a proeza de haver conseguido integrar a TV Bahia (controlada por familiares seus) à Rede Globo, afastando a TV Aratu.

De qualquer maneira, a vitória das oposições e de Waldir Pires em especial havia sido tão grande que a situação de ACM, apesar do Ministério das Comunicações, era politicamente muito difícil. No entanto, segundo ACM, os fatos ocorridos no quatriênio que começou com Waldir Pires no governo e terminou com Nilo Coelho lhe foram de bastante ajuda. Também a montagem oposicionista para as eleições de 1990 e a campanha eleitoral oposicionista. ACM elegeu-se finalmente governador pelo voto direto e secreto, no primeiro turno, embora com extrema dificuldade. “Não ganhei por meus acertos, mas pelos erros do adversário”, repetiria ele várias vezes.

Tudo escrito até aqui foi memória para dizer comentar o que ocorre em São Paulo. Nas eleições deste ano, a prioridade máxima do PT é conquistar a prefeitura paulistana. A de Salvador é a segunda mais querida. O PT, no entanto, não tinha uma candidatura natural à sucessão do prefeito Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD. Havia a ex-prefeita Marta Suplicy, mas Lula e a maioria do PT a julgaram inviável eleitoralmente. Lula, ajudado por Dilma Rousseff, impôs a desistência de Marta e a candidatura de Fernando Haddad, que não tem votos (mais um poste que Lula inventa) e vinha sendo um polêmico ministro da Educação, cheio de vazamentos no Enem e de livros esquisitos abençoados pelo seu ministério.

Mas um poste é – e este não era o caso de Marta – como um copo vazio. Pode-se enchê-lo na campanha com o que for eleitoralmente conveniente. É uma grande vantagem. Haddad tem enorme chance de ser eleito. Mas não só por isto. Não pelas qualidades dele ou pelas qualidades que, não tendo, lhe atribuírem. Mas pelos erros dos adversários.

O adversário fundamental é o PSDB, que governa o Estado de São Paulo. O PSDB tinha um nome forte, José Serra. Mas Serra, depois de empoleirar-se no muro, como um bom tucano, durante o tempo que pôde, avaliou e avisou aos amigos e depois ao governador Geraldo Alckmin que não vai disputar esta eleição. Não disse, mas supõe-se que haja raciocinado: ganhando, isso traria tanto vantagens como dificuldades para sua eventual candidatura (disso ele não desiste) a presidente em 2014. E, perdendo agora, a chance de ser candidato em 2014 não existiria.

Sem Serra, restam ao PSDB quatro candidatos inexpressivos e que se aprontam para disputar uma prévia. O PSDB poderia apoiar o vice-governador Afif Domingos, do PSD, que seria um candidato forte. Esta opção agrada a Serra. Mas o governador Alckmin não quer, por temer que, eleito, Afif não apóie sua reeleição para o governo paulista em 2014 e apóie o correligionário Kassab. Este se comprometeu a apoiar Alckmin se o governador apoiar Afif, mas Alckmin não confia. E está em busca do apoio do DEM (por causa do tempo na TV e rádio), enquanto o PSD (assim rejeitado pelo governador) e o PT examinam uma aliança entre eles, com a aprovação entusiástica de Lula.

O PT pode ganhar a prefeitura de São Paulo, não por seus méritos, mas pelos desacertos do PSDB. Situação parecida à que, segundo ACM, aconteceu na Bahia em 1990.

  • Arquivos

  • Janeiro 2012
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031