Chomsky:ajuda para entender escândalo do BBB 12

=============================================================

OPINIÃO POLÍTICA

O esperto caso Big Brother

Ivan de Carvalho

Na manhã de domingo, dia 15, aconteceu no programa Big Brother Brasil 12 o que se tem apresentado como a prática supostamente subreptícia (sob um edredom) do ato sexual entre os então participantes Daniel, um modelo, e Monique, administradora de profissão.

No início, ambos atores estavam conscientes e determinados a trocar carícias íntimas sem restrição. Mas houve, pelas imagens captadas pelas câmeras do Big Brother, a suspeita de que Monique, devido a excesso de álcool, se houvesse abandonado não só aos braços de Daniel, mas também aos de Morfeu, o deus do sono. Foi o que ela pareceu deixar claro em suas primeiras declarações sobre o episódio, dizendo que nada lembrava da melhor parte.

No entanto, os sinais sonoros sugerem que ela não estava desacordada durante o ato sexual, supondo-se que quem está dormindo não geme, o que não é certamente comum, mas não chega a ser impossível. Depende da profundidade do sono, creio, mas não sou um especialista em sono de origem alcoólica. No entanto, se Monique estava inconsciente, isso faria de Daniel um suspeito de estupro de vulnerável.

Aliás, está anunciado que o Ministério das Comunicações e o Ministério Público, junto com a polícia, vão apurar as coisas. E Monique rapidamente já desdisse o que dissera inicialmente. Afirmou à polícia que estava plenamente consciente o tempo todo, que não houve abuso sexual, o que transforma o suposto estupro de vulnerável em ato sexual consensual de maiores, restando apenas a hipótese do crime tipificado no artigo 234 do Código Penal (com pena de seis meses a dois anos, ou multa) e cuja vítima seria exatamente o público: “Fazer, importar, exportar, adquirir ou ter sob sua guarda, para fim de comércio, de distribuição ou de exposição pública, escrito, desenho, pintura, estampa ou qualquer objeto obsceno”.

Conforme o parágrafo único deste artigo, item II, incorre na mesma pena quem “realiza, em lugar público ou acessível ao público, representação teatral, ou exibição cinematográfica de caráter obsceno, ou qualquer outro espetáculo, que tenha o mesmo caráter”. Bem, esta é a lei, que não cita programas de televisão porque o Código Penal é de 1940. Aliás, o item III do mesmo artigo fala em “rádio, audição ou recitação de caráter obsceno”. Rádio, mas não havia televisão, audição, mas não imagem, salvo a cinematográfica.

Talvez os meus poucos leitores queiram saber porque estou escrevendo sobre este assunto. Bem, é que desde a manhã do dia 15, o domingo da semana passada, quando o evento ocorreu, este tem sido provavelmente o assunto mais comentado e discutido do país. Menos pelas elites que realmente decidem e por mais uns gatos pingados que perceberam logo a palhaçada televisiva.

Noam Chomsky é um linguista, filósofo e ativista americano, rotulado de “esquerda”, professor de Linguística do Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Isso não importa. Importa o seu decálogo “10 Estratégias de Manipulação” através da mídia. A primeira delas, a mais importante, é a Estratégia da Distração: “O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes.

A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir o público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais”.

E de volta ao BBB 12.

Be Sociable, Share!

Comentários

Jader Martins on 23 Janeiro, 2012 at 11:40 #

Jader Martins on 23 Janeiro, 2012 at 11:42 #

Depoimento do artista plástico Veronese sobre BBB:

http://www.youtube.com/watch?v=lzefF9i_Ucw


Marco Lino on 23 Janeiro, 2012 at 19:27 #

Sempre defendi que a função primordial da Globo era “entretenir” (para usar um termo de um “artista” baiano da “nova safra”) a brava gente brasileira enquanto o fumo entrava. (quem disse que levar fumo é privilégio de bbb?!).

Parte considerável da produção dos “trabalhadores do Brasil” fica com os banqueiros…

Pior, quando se fala em baixar os juros o jornalismo econômico da Globo (e não somente dela, diga-se) fica na contramão.

Na Globo, até o jornalismo é operado por atores – de 3ª categoria, como disse o Albergaria.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2012
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031