Será celebrada amanhã, dia 24, às 9 horas, na Igreja
da Ressurreição do Senhor, no bairro de Ondina, missa em memória do
Ministro Peçanha Martins. Nesta data, completará um ano de seu
falecimento. Os familiares e amigos do saudoso Peçanha Martins
agradecem aos que comparecerem a este momento de saudade,
fé e amizade

DEU NO G1

O atual presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli confirmou nesta segunda-feira (23) ter aceitado o convite do governador da Bahia, Jaques Wagner, para ocupar uma das pastas do governo. “É evidente que aceito. Foi uma honra ter sido convidado e fico feliz em poder contribuir com esse governo”, disse ele ao G1.

Gabrielli confirmou sua saída da presidência da estatal em fevereiro – notícia adiantada, no sábado, pela colunista do G1 Cristiana Lôbo.

“Serei presidente da Petrobras até a manhã do dia 13 de fevereiro, que é quando passarei o cargo”, afirmou.
saiba mais

Na manhã desta segunda, a estatal informara, por meio de comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que o presidente do Conselho de Administração da companhia, Guido Mantega, indicará a atual diretora de Gás e Energia, Maria das Graças Silva Foster, para presidir a empresa.

O nome de Graça Foster, como a executiva é conhecida, deverá ser apreciado pelos membros do conselho, em reunião que acontece no próximo dia 9 de fevereiro.

Gabrielli afirmou ainda que não tem preferência por nenhuma das secretarias e que ainda não definiu com o governador qual pasta irá ocupar. “Serei um soldado do governador Jaques Wagner. Vou para qualquer pasta que ele me indicar”, completou.

Entre as possibilidades de atuação na equipe de Jaques Wagner estão a Secretaria de Indústria e Comércio, a Secretaria da Fazenda e a Secretaria do Planejamento, informou a assessoria do governador.

José Sergio Gabrielli está na presidência da Petrobras desde julho de 2005. Desde 2002, ocupava a diretoria Financeira da empresa. Formado em economia pela Universidade Federal da Bahia, Gabrielli é professor licenciado da mesma instituição.

jan
23
Posted on 23-01-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-01-2012


==========================================================
Tony Bennett, em Wave, simplesmente special na semana (25) em que Tom Jobim completaria 85 ano.

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)


Maria Foster: o nome de Dilma para dirigir Petrobras
======================================================

DEU NO IG

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira, a Petrobras informa que o presidente do conselho, o ministro Guido Mantega, já manifestou que vai encaminhar como proposta para a reunião a indicação de Graça para presidir a companhia. “Uma vez o assunto em questão seja aprovado pelo Conselho, a Companhia dará ampla divulgação do fato,” diz a nota.

Graça deve assumir a Petrobras logo em seguida, em um momento em que a produção de petróleo da companhia está abaixo das metas e, de acordo com especialistas, só terá aumento significativo em 2013.

Botafoguense, carioca de coração e mineira de nascença, Graça é formada em Engenharia Química e tem dois filhos e uma neta. Opiniões se dividem sobre o perfil da engenheira candidata a comandar a empresa que possui um dos maiores plano de investimentos do mundo.

Alguns colegas apreciam a determinação de Graça. A executiva persegue metas e visita pessoalmente os projetos que dirige. Segundo uma fonte do setor petroquímico, Graça sempre deixou a marca de uma pessoa positiva e engajada por onde passou.

Outros destacam o jeito duro com que trata os funcionários. “Ela é igualzinha à Dilma. São duas capatazes. Alguns chamam o estilo de competência, pode até ser. São mulheres executoras, sem dúvida. Mas falta-lhes visão, projetos”, avalia um interlocutor que trabalhou com ambas.

Graça teria conhecido Dilma há 11 anos, em uma visita ao Rio Grande do Sul, para tratar sobre o gasbol. Dilma era secretária de Energia do Estado. Filiada ao PT, a afinidade com Dilma vai além do perfil parecido, do temperamento forte. “Elas pensam com a mesma cabeça”, opina uma outra fonte que conhece as duas.

Uma característica de Graça, herança de sua trajetória profissional, é sua habilidade em lidar tanto com o Estado como com o setor produtivo, diz um executivo que a conhece há muitos anos. “Por ter trabalhado no Ministério e em empresas da Petrobras, ela tem uma visão interessante dos dois dos lados. Sabe conversar com a esfera política.”

De janeiro de 2003 a setembro de 2005, Graça foi secretaria de Petróleo e Gás Natural e Biocombustíveis, cargo que ocupou a convite de Dilma, que era ministra de Minas e Energia. Fontes que acompanharam sua trajetória na época contam que as duas se aproximaram durante este período, juntas em Brasília.

De volta ao Rio em 2005, cidade onde vive com a família, Graça presidiu a Petroquisa – braço da Petrobras para o segmento de petroquímica – e, em seguida, a BR Distribuidora. Passou antes pela Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia – Brasil (TBG), após anos de carreira na Petrobras, onde ingressou em 1978 como estagiária, quando ainda estudava engenharia Química pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Depois de formada, fez mestrado em Engenharia Química, pós-graduação em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e MBA em Economia pela Fundação Getúlio Vargas.

Atualmente, além de diretora de Gás e Energia da Petrobras, ela é presidente da Gaspetro (Petrobras Gás) e dos conselhos de administração da Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia – Brasil e da Transportadora Associada de Gás. Também é membro dos conselhos de administração da Transpetro, da Petrobras Biocombustível, da Braskem e do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP).

Graça assumiu o posto na Petrobras em setembro de 2007, tendo pela frente o desafio de acalmar os ânimos entre a estatal a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Faltava gás natural para atender a todos os segmentos do País e as térmicas não recebiam o insumo contratado para gerar eletricidade.

Atendendo a uma exigência da reguladora, as térmicas passaram a ter mais prioridade na entrega do combustível sob o comando de Graça. Enquanto isso, a estatal colocava em prática um plano para aumentar a oferta de gás, batizado de Plangás. Por causa das enormes descobertas de petróleo (com gás natural associado) e dos investimentos pesados da Petrobras em gasodutos, a produção foi aumentando.

Em 2011, o Brasil produziu 68 milhões de metros cúbicos por dia, sendo pouco mais de 56 milhões metros cúbicos ao dia produzidos pela Petrobras (volume 6,2% superior ao de 2010).

No ano passado, em entrevista exclusiva ao iG, Graça falou sobre seus projetos na diretoria de Gás e Energia da empresa e defendeu o estímulo ao mercado interno de gás natural, em detrimento do fortalecimento das exportações do insumo.

“Se a gente vier a atuar como exportador será como um exportador oportunista no mercado spot e a gente precisa ter desenvolvimento interno no mercado interno mais forte, mais vigoroso, para que a gente possa absorver o máximo de gás no Brasil e compensar as volatilidades do mercado. Mas eventualmente é possível que a gente exporte”, afirmou.

==================================================================
CONHEÇA A INDICADA PARA O LUGAR DE GABRIELLI

Olívia ALonso e Sabrina Lorenzi,

iG São Paulo

Cotada para a presidência da Petrobras, no lugar de José Sérgio Gabrielli, Maria das Graças Foster, diretora de Gás e Energia da empresa, viu seu nome sob os holofotes da mídia no final de 2010, quando começou a ser cotada a um cargo de relevância no

Planalto para o início do governo de Dilma Rousseff.

Na ocasião, empresários acreditavam que ela estaria no time da presidenta brasileira e apontavam semelhanças entre as duas. São duronas e sérias, diziam. Mas, ao mesmo tempo, também era considerada provável sucessora de Gabrielli no comando da Petrobras.

Mas 2011 começou e a executiva seguiu como diretora de Energia e Gás da estatal. Agora, aos 58 anos, Graça – como é conhecida – é apontada como nova presidenta da Petrobras, cargo que deve assumir a partir de 9 de fevereiro, quando acontece a reunião do Conselho de Administração da empresa.


CTT: Brosil mostra interesse na disputa/ Foto:Sol
=============================================================


DEU NO SEMANÁRIO PORTUGUÊS SOL

Para a privatização dos Correios de Portugal existe um novo candidato, os Correios do Brasil. Já era conhecido o interesse dos colombianos e surgem agora os brasileiros.

O semanário Sol revela que “os Correios do Brasil, devido à importância dos CTT e à estreita relação que com eles mantemos há anos, acompanham com atenção o processo de flexibilização e futura privatização dos correios de Portugal”.

Segundo fonte contactada pelo semanário, “não existe até ao momento definição, da nossa parte, em relação à compra ou participação em qualquer grupo interessado em adquirir os CTT” e como tal preços ou parcerias ainda são temas pouco desenvolvidos pela brasileira. Ainda assim o jornal Sol admite a possibilidade do Banco do Brasil dar suporte aos Correios do Brasil na corrida pelo CTT.

A privatização dos CTT e a liberalização do serviço postal será realizada até ao final de 2012, segundo a proposta do Orçamento do Estado para 2012.

Como o documento contempla, “no setor postal e na sequência da transposição da terceira diretiva postal, o Governo definiu como prioridades para o setor a implementação de políticas com vista à liberalização do mercado e a preparação da privatização dos CTT, que será realizada até ao fim de 2012”.

Na coluna Holofote, editada pelo jornalista Fabio Portela, a revista VEJA publica na edição impressa desta semana, que está nas bancas:

PROCESSO ASSOMBRADO

Uma ação popular movida na Justiça Federal de Sergipe cobra do espólio do ex-senador Antônio Carlos Magalhães a devolução para os cofres públicos de salários pagos a Siméia Maria Antun entre 2001 e 2008, período em que ela esteve empregada no Senado, mas não aparecia para trabalhar. Siméia diz ter sido amante do filho de ACM, Luis Eduardo, morto em 1998, e alega ser dele o filho que teve em 1994. Acionada pela Justiça, a Advocacia-Geral da União se pronunciou: disse que o pedido de devolução não procede, já que segundo os Magalhães, Siméia não era fantasma.

jan
23

“Um pedaço do maravilhoso show da Cantora Goiana Maria Eugênia. Quem quiser ver mais Compre o DVD! Tá um Show!”
(LeoOEloi)
===========================================================
“A interpretação desta música pela Maria Eugênia…me arrepia…
recomendo!”
(Cida Torneros)

O BAHIA EM PAUTA TAMBÉM APLAUDE E RECOMENDA

BOA TARDE!!!

(VHS)

Cida Tornero


Geddel e Wagner: mesma estrada, duas inaugurações
Imagens: Calila Notícias
=====================================================


DEU NO SITE CALILA NOTÍCIAS

A cidade de Iaçu viveu um final de semana atípico com dois atos de inaugurações de uma mesma obra, ou seja, a ponte sobre o rio Paraguaçu, com 224 metros de vão, ligando Iaçu a Itaberaba. Na sexta-feira (20), o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, acompanhado do presidente Estadual do PMDB, deputado federal Lúcio Vieira Lima e Pedro Tavares, deputado estadual, participou de um ato organizado pelo pmdebista, prefeito do município Adelson Souza de Oliveira, com direito a carreata e trio elétrico.

Segundo Geddel, os recursos para obra foram conseguidos por ele quando era ministro, daí o motivo para a festa política do PMDB.

Na manhã de sábado,21, foi a vez do governador Jaques Wagner, juntamente o vice-governador secretário de Infraestrutura, Otto Alencar, parlamentares estaduais e federais, participar de outro ato que, além de inaugura a ponto, entregaram a recuperação do trecho de 43,27 quilômetros da BA-046 que liga o entroncamento da BR-116, no município de Milagres, à cidade de Iaçu.

A ponte de concreto, cuja paternidade é disputada entre o ex-ministro Geddel e o governador Wagner, substitui a antiga, que é de ferro, e só permitia que os carros trafegassem enfileirados. Após cumprir agenda em Iaçu, a comitiva do governo estadual seguiu para Marcionílio Souza, onde foi autorizado o início do processo de licitação para recuperação do trecho da BA-245 com 51,7 quilômetros de extensão e estão previstos investimentos de mais de R$ 27,3 milhões.

A recepção em Marcionílio Souza foi organizada pelo prefeito, Edson Ferreira de Brito, eleito pelo PMDB e se filiou recentemente ao PSD. Ao falar para o CN ele externou a felicidade em receber pela primeira vez em 50 anos a visita de um governador.


Gabrielli: Em Davos para falar em nome da Petrobrás

==========================================================

DEU NO ESTADÃO ( ECONOMIA E NEGÓCIOS)

O presidente da Petrobrás, José Sergio Gabrielli, não confirmou na noite de ontem (22) os rumores de que teria renunciado à presidência da estatal. Durante conversa telefônica com a Reuters, Gabrielli disse que viaja nesta segunda-feira para Davos como presidente da empresa para participar do Forum Econômico Mundial.

Segundo o executivo, a decisão de uma troca de comando é de responsabilidade do Conselho de Administração da estatal.

Gabrielli disse inclusive que a pauta da próxima reunião, no dia 13 de fevereiro, ainda está sendo definida – o que permitiria incluir a discussão de um novo comando para a estatal.

“Minha afirmação é muito clara, quem determina a pauta é o presidente do Conselho, que é o ministro da Fazenda Guido Mantega”, disse ele. “Não estou apto a fazer nenhuma especulação a esse respeito”, afirmou Gabrielli.

Perguntado se esteve com a presidente Dilma Rousseff na última semana, Gabrielli apenas afirmou que “conversa com frequência com a presidente”.

A notícia de que Dilma e Gabrielli teriam acertado a saída dele da maior estatal brasileira foi divulgada na noite de sábado pelo canal televisivo Globo News. Segundo a reportagem, ele deixaria o cargo na reunião do próximo dia 13 e seria substituído no comando pela diretora de Gás e Energia da empresa, Maria das Graças Foster.

Fontes próximas da presidente confirmaram que ela deseja fazer uma transição no comando da Petrobrás, mas não confirmam que a saída de Gabrielli se daria nas próximas semanas. A principal razão para ele deixar a estatal seria sua disposição de concorrer ao governo da Bahia em 2014. O plano do PT, estimulado pelo ex-presidente Lula, segundo petistas ouvidos pela Reuters, é de que Gabrielli assuma uma secretaria no Estado ainda neste ano.

Procurada pela Reuters, a assessoria de imprensa da Petrobrás disse “desconhecer” a informação sobre a troca de comando na estatal.

===================================================

BEATRIZ

Letra: Chico Buarque de Holanda

Música: Edu Lobo

Interpretação: Milton Nascimento

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz

Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha
Será que ela é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se o arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida

============================
“Beatriz”, a maravilhosa canção que abre a semana no Bahia em Pauta vai para Mariana, leitora e benemérita deste site blog, que desembarcou em Salvador no fim de semana para rápida visita à terrinha.

Seja Bem-vinda, Mari. E feliz!

(Vitor Hugo Soares e Margarida, em nome do BP)

Pages: 1 2

  • Arquivos

  • Janeiro 2012
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031