dez
24


==================================
OPINIÃO POLÍTICA

Metrô e eleições

Ivan de Carvalho

Sem entrar em detalhes técnicos, cumpre registrar que há, nas discordâncias entre o governo do Estado e a prefeitura de Salvador sobre a questão do metrô, uma relevante disputa político-eleitoral.

No momento, os primeiros seis quilômetros do metrô estão construídos – podem chamar isso de etapa, fase, projeto original, ou projeto original reduzido, o que quiserem – e isso não interfere com o tema que se começa a abordar aqui.

O que importa é que os trens, há três anos em espera, já entram nos trilhos para os devidos testes, que, terminados, permitirão o transporte de passageiros. Então, após muita luta, divergências, ataques e defesas, erros e acertos, anuncia-se que cidade tem metrô, como a Igreja Católica Apostólica Romana anuncia que tem papa.

Houve a tentativa de complementar o metrô de seis quilômetros com o sistema BRT (Bus Rapid Transit), fórmula pela qual lutaram até a última gota de sangue, perdão, de lobby, as empresas de ônibus. Mas perderam. A decisão a respeito dessa questão específica acabou ficando na área de influência do governador Jaques Wagner e este optou por uma solução aparentemente mais demorada e cara, porém considerada tecnicamente vantajosa a longo prazo – a construção de mais seis quilômetros de metrô, com o que se chegará aos 12 nos quais se pensara nos primeiros momentos em que se imaginou um metrô na capital baiana, a terceira mais populosa cidade do país.

Parecia tudo acordado e pacificado, mas, como não me faço de rogado para repetir aqui, as aparências enganam. Serão mesmo 12 quilômetros de metrô, mas a prefeitura entende que os seis que estão prontos não devem ficar esperando, inoperantes, pelos seis que ainda serão construídos. A prefeitura decidiu e está anunciando que os primeiros seis quilômetros serão testados durante o primeiro semestre de 2012 e entrarão em funcionamento normal no segundo semestre do ano que vem.
Trata-se, como sabem os políticos e os eleitores, do semestre das eleições municipais, além de ser também o último do segundo mandato de prefeito de João Henrique, aquele em que o governante se despede, louco para sair bem na foto, pois que de olho em futuras aventuras políticas. Coincidência? Ora, já disse e repito que não acredito nelas. Não existem, salvo, talvez, no âmbito da física quântica. Mesmo aí, tenho minhas desconfianças – bilhões, trilhões de coincidências, um universo de pura coincidência. Todas direcionadas, por lei natural estabelecida, a que venham a produzir um determinado resultado. Coincidências que levarão seguramente a um resultado predeterminado serão mesmo coincidências?

Bem, volto ao metrô. Ao contrário do prefeito João Henrique e do candidato a prefeito João Leão, ambos do PP, o governador Jaques Wagner entende como uma espécie de absurdo botar os trens nos trilhos em 2012, pois com apenas seis quilômetros de metrô não há como funcionar sem um pesado déficit. Então a solução seria deixar parado o que já está pronto, fazer os outros seis quilômetros e, então com os 12 prontos, por os trens nos trilhos exatamente em 2014, não por ser o ano da Copa, mas principalmente o ano das eleições gerais, quando Wagner deixará o governo e se empenhará na campanha eleitoral para eleger-se, segundo anunciou, deputado federal, e trabalhar na eleição de uma chapa, encabeçada por um petista (Feliz Natal, José Sérgio Gabrielli) aos mandatos de eleição majoritária (governador, senador e vice-governador).

Ocorre que a prefeitura revela ter assegurado um aporte direto do Ministério das Cidades (atualmente o ministro é o deputado Mário Negromonte, presidente do PP da Bahia), no valor de R$ 33 milhões, o que permitiria enfrentar em 2012 o problema do déficit a ser produzido pelo funcionamento do metrô de seis quilômetros. Enquanto os outros seis quilômetros não chegam.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2011
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031