dez
22

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

A paralisação na Bélgica contra as mudanças propostas pelo governo ao regime de pensões afetam os transportes, a imprensa, escolas, hospitais públicos, penitenciárias e as cadeias de televisão. Também os bombeiros cumprem serviços mínimos.

Na origem da greve está uma proposta do novo governo de centro-esquerda-direita, liderado pelo socialista Elio Di Rupo, que quer reformar – no âmbito de um pacote de medidas de austeridade – o regime das aposentadorias, propondo como idade mínima para a reforma antecipada aos 62 anos, em vez de 60.

O acesso à pré-reforma passará a ser mais difícil e o Governo quer ainda harmonizar todos os regimes de aposentação, sendo que o parlamento deverá votar hoje o diploma sem que este tenha sido debatido com os parceiros sociais.

Piquetes de greve montaram barreiras, de manhã bem cedo, em dois dos principais acessos rodoviários a Bruxelas, tendo desmobilizado pelas 10h30.

Quanto ao tráfego aéreo, o aeroporto internacional de Bruxelas está a funcionar com normalidade, bem como o de Charleroi.

O ministro das Pensões, Vincent Van Quickenborne, deverá reunir-se com os sindicatos esta tarde, tendo um dirigente sindical declarado à agência noticiosa Belga que espera que o Governo apresente uma proposta de negociação.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2011
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031