Christie’s: leilão surpreendente em NY/Público/Reuters
============================================================

A atriz Elizabeth Taylor, que uma vez disse que a mulher só precisava de diamantes para ser feliz, tinha uma coleção única de diamantes, pérolas, esmeraldas, rubis e safiras; anéis, brincos, colares, broches e tiaras. A Christie’s levou a coleção à praça na terça-feira em Nova Iorque e, tudo junto, estava avaliada em mais de 30 milhões de dólares (21,2 milhões de euros) mas no leilão rendeu 116 milhões de dólares (87,6 milhões de euros), estabelecendo um recorde. Nunca nenhuma coleção tinha atingido um valor tão alto.

Elizabeth Taylor pode ter trocado várias vezes de marido, casa e carros mas nunca de jóias. A coleção foi aumentando ao longo dos anos e em nenhuma estreia de um filme, cerimónia, festa de caridade, entrega de prémios, aniversários ou até mesmo nos seus oito casamentos, a atriz apareceu sem um conjunto de jóias, na maior parte das vezes bem vistosas. Quase todas as peças leiloadas superaram em muito os valores previamente estimados.

A grande estrela do leilão foi o colar do século XVI conhecido como “La Peregrina” e que foi arrematado por 11,8 milhões de dólares (8,9 milhões de euros). O colar decorado com rubis, diamantes e pérolas perfeitamente simétricas tinha um preço inicial de 2 milhões de dólares (1,5 milhões de euros).

Apontado como uma das peças mais cobiçadas do leilão, o anel de diamantes com um aro em platina de 33 quilates, avaliado em 2,5 milhões de euros, oferecido em 1968 por Richard Burton a Elizabeth Taylor, foi vendido por 8,8 milhões de dólares (6,6 milhões de euros).

O anel que Richard Burton, apelidado de o grande amor da vida da atriz, com quem se casou duas vezes, comprou num leilão em 1968, pertenceu inicialmente a Maria I de Inglaterra e depois às rainhas espanholas Margarita e Isabel. Segundo a leiloeira, o licitador da peça é um coleccionador privado asiático.

O diamante Taj Mahal, também oferecido por Richard Burton quando Elizabeth Taylor fez 40 anos, foi comprado por 8,8 milhões de dólares (6,6 milhões de euros), um recorde para uma jóia indiana.

O primeiro lote a ser leiloado foi uma pulseira de ouro com pedras preciosas que foi à praça por 35 milhões de dólares (26 milhões de euros) e foi arrematada por 270 milhões de dólares, aproximadamente 204 milhões de euros, dando desde logo um indicativo muito positivo para o leilão.

Minutos depois, um colar de marfim e ouro superou em mais de 100 vezes o valor inicial estimado de 1500 dólares (1132 euros) ao ser comprado por 314,5 mil dólares (237,5 mil euros). Uma pulseira de diamantes oferecida por Michael Jackson, amigo próximo da Taylor, foi leiloada por 600 mil dólares (453 mil euros), quando o preço inicial estimado era de 30 mil dólares (22,6 mil euros).

Ainda o leilão não ia a meio quando vários recordes já tinham sido batidos, incluindo o da coleção completa, que pertencia à coleccçao da Duquesa de Windsor, leiloada em Genova em 1987 por 50 milhões de dólares (37,7 milhões de euros). O anterior recorde de uma só jóia vendida em leilão pertencia às Pérolas de Baroda, arrematadas em 2007 por 7,1 milhões de dólares (5,4 milhões de euros).

Marc Porter, da Christie’s, disse à BBC que o leilão “foi um dos mais extraordinários de sempre”, definindo-o como uma “prova de amor mundial a Elizabeth Taylor”, que não foi esquecida durante todo o leilão que contou com várias ovações.

Elizabeth Taylor, que morreu em Março deste ano aos 79 anos, já tinha expressado em vida que quando morresse desejava que os seus preciosos acessórios fossem leiloados. No seu livro de 2002, intitulado “My Love Affair With Jewellery”, onde fala sobre a sua paixão por jóias, a atriz escreve que nunca olhou para as suas jóias como troféus. “Estou aqui para tomar conta delas e amá-las. Quando eu morrer e elas forem leiloadas, espero que quem as compre lhes dê uma boa casa.”

Antes do leilão desta terça-feira em Nova Iorque, as jóias foram expostas em Moscou, Londres, Los Angeles, Dubai, Genebra, Paris e Hong Kong.

O leilão continua esta quarta-feira com a coleção de roupa de alta-costura da atriz, onde estão incluídos os dois vestidos do casamento com Burton, assim como vários vestidos Pucci, Versace e Christian Dior, especialmente criados para Elizabeth Taylor.

(Deu no PÚBLICO, de PORTUGAL)

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 14 dezembro, 2011 at 15:37 #

Para uma personalidade magnífica, jóias magníficas presenteadas pelo amado. Fiquei maravilhada quando li essa notícia hoje. Tão hollywoodiana quanto a diva que eu revejo sempre que posso, sem cansar, no filme Cleópatra, com Richard Burton. Mais bonito do que isso, só a declaração de um dos filhos, logo após a morte dela, no início deste ano:“O mundo é um lugar melhor por causa de minha mãe. Seu espírito estará sempre conosco e o seu amor vai viver para sempre em nossos corações”.
Só o amor e a arte salvam!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2011
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031