nov
29
Postado em 29-11-2011
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-11-2011 10:42


Svetlana: prisioneira do nome do pai
============================================

A filha do ditador soviético Joseph Stalin morreu terça-feira passada, dia 22, aos 85 anos de câncer de cólon, nos Estados Unidos, onde se exilou em 1967. A noticia da morte de Svetlana Stalin foi dada na edição de ontem (28) do “New York Times”.

Nascida a 28 de Fevereiro de 1926, Svetlana conheceu várias vidas “dignas de um romance russo”, acabando os seus últimos dias no Wisconsin (norte dos Estados Unidos) no anonimato e na miséria depois dos anos em exílio, segundo relata o jornal.

No percurso da sua vida, Svetlana mudou diversas vezes de nome, procurando apagar todos os laços com o seu pai. Depois de dois casamentos e da morte de Stalin em 1953, utilizou o apelido de solteira da sua mãe e tornou-se Svetlana Alliluyeva.

Em 1970, tornou-se Lana Peters, depois de um breve matrimónio com o arquiteto William Wesley Peters, um aprendiz de Frank Lloyd Wright.

Numa entrevista publicada em 2010 no “Wisconsin State Journal” a única filha mulher do ditador soviético afirmou estar “muito feliz” naquela região remota, crente de que “o seu pai lhe arruinou a vida”.

“Onde quer que eu vá, aqui, na Suíça ou na Índia, em qualquer lugar. Na Austrália, numa ilha. Eu serei sempre prisioneira política do nome do meu pai”, disse.

(Deu no jornal português Diário de Notícias)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2011
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930