DEU NO PORTAL TSF (LISBOA)

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, que prometeu demitir-se após a aprovação no Parlamento das medidas orçamentarias e das reformas económicas exigidas pela UE, diz que não vai recandidatar-se.

«Não vou recandidatar-me e sinto-me mesmo libertado», afirmou o primeiro-ministro, de 75 anos, em declarações ao jornal La Stampa desta quarta-feira.

Não havendo uma maioria, Berlusconi afirmou que tem de haver eleições antecipadas e aponta Fevereiro como a data mais provável.

Disse ainda que o candidato de centro-direita para o cargo de primeiro-ministro será o líder do partido PDL e ex-ministro da Justiça Angelino Alfano, que considerou «bravíssimo».

Mas antes das eleições, Berlusconi disse que é urgente aprovar as medidas de austeridade. «Primeiro, temos de agir, primeiro temos de sair deste carrossel infernal e perigoso», alertou, fazendo um apelo à maioria e à oposição para que se entendam de forma a que o pacote de medidas seja aprovado até ao final do mês.

Questionado pelo La Stampa se esta demissão resulta de um golpe dos mercados, Berlusconi respondeu que não se deve encarar a demissão como uma imposição dos mercados, mas como uma oportunidade.

Cristina Lai Men

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2011
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930