UNESCO: flagrante da reunião histórica/Reuters

==============================================

Os Estados Unidos anunciaram hoje a suspensão total da sua contribuição financeira para a UNESCO, poucas horas após a agência da ONU para a educação e cultura ter aceite a Palestina, por larga maioria, como membro de pleno direito.

A porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland, declarou em conferência de imprensa que a admissão da Palestina como membro de pleno direito da UNESCO “activa restrições legislativas existentes desde há algum tempo, que obrigam os EUA a absterem-se de efectuar contribuições” à organização.

A suspensão é de efeito imediato e vai implicar que os EUA deixam de canalizar para a organização, com sede em Paris, 60 milhões de dólares (42,3 milhões de euros) que deveriam ser encaminhados em Novembro, a principal fatia dos 80 milhões de dólares que destinavam anualmente à UNESCO.

A Autoridade Palestiniana foi esta manhã admitida como o 195º membro de pleno direito da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) com 107 votos a favor, 52 abstenções e 14 votos contra dos Estados membros presentes na votação em Paris.

No entanto, a porta-voz da diplomacia de Washington insistiu que os EUA vão manter a participação e o seu compromisso nesta agência das Nações Unidas.

“Vamos consultar o Congresso para garantir que os interesses e a influência dos EUA se vão manter”, declarou Nuland, que considerou o envolvimento dos Estados Unidos na UNESCO “uma forma de beneficiar uma ampla gama dos nossos interesses nacionais em matéria de educação, ciência, cultura e comunicações”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31