======================================

No discurso da vitória, na Casa Rosada, diante de enormes imágens de Néstor Kirchner, de Eva y de Perón, a presidente Cristina Kirchner agradeceu aos argentinos e a todos los partidos e de imediato aos sulamericanos: “Esta região, nossa casa”, disse sob fortes aplausos.

Nos agradecimentos, ela contou de saída que a presidente brasileira, “a companheira Dilma Rousseff”, dirigiu a ela (por telefone) “palavras muito doces”. Foi “um chamado amigo, regional, solidário, fraternal”.

Também mencionou por seus nomes a Pepe (Mujica) , Hugo (Chávez) e Juan Manuel (Santos). Explicou que o presidente de Colombia “sempre me lembra de Néstor”, em relação à mediação de Kirchner e a Unasur entre seu país e a Venezuela em agosto do ano passado.

O chileno Sebastián Piñera foi vaiado pelo auditório do salão da Casa Rosada ao ser citado pela vitoriosa Cristina, ainda que menos que quando ela citou argentinos como Julio Cobos e Mauricio Macri (prefeito de Buenos Aires). Nos três casos, Cristina pediu que os apupos fossem interrompidos: “Mesquinharia, não”, disse. “Na vitória é preciso que sejamos grandes. Generosos. Y más agradecidos que nunca.”

( Traduzido por Vitor Hugo Soares do texto “Essa Mulher”, do jornalista Martín Granovsky, publicado na edição impressa do diário Página 12, de Buenos Aires).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31