out
20
Postado em 20-10-2011
Arquivado em (Artigos) por vitor em 20-10-2011 12:02


Kadhafi morto:Primeiras imagens
=============================================
As autoridades líbias confirmaram esta quinta-feira a morte do líder deposto Muammar Kadhafi. “É um momento histórico, é o fim da tirania e da ditadura”, afirmou o porta-voz do Conselho Nacional de Transição.

“Anunciamos ao mundo que Kadhafi foi morto pelas mãos dos revolucionários”, indicou o porta-voz oficial do Conselho Nacional de Transição líbio (CNT, novo poder) em Benghazi (leste), Abdel Hafez Ghoga, em declarações à comunicação social.

“É um momento histórico, é o fim da tirania e da ditadura. Kadhafi encontrou o seu destino”, afirmou o mesmo representante.

Antes, a estação de televisão Al-Jazeera divulgou um vídeoamador onde se vê o corpo do ditador sendo arrastado pela multidão .

(Vídeo reproduzido aqui. ATENÇÃO: pode chocar as pessoas mais sensíveis)


============================================
(Deu no jornal portugues Diário de Notícias)

Be Sociable, Share!

Comentários

Olivia on 20 outubro, 2011 at 13:04 #

Por que não prender e julgar?


Marco Lino on 20 outubro, 2011 at 13:46 #

Prender e julgar são coisas de civilizado, Olívia.

A Otan bombardeou o comboio em fuga. Otan, a mesma que foi levar a democracia e nossa sofisticadíssima civilização ocidental aos bárbaros árabes.

O petróleo irá acabar, dizem, mas ainda não encontraram nada equivalente.

Anauê!


danilo on 20 outubro, 2011 at 21:13 #

Marco Lino: passei aqui rapidinho pra dar condolências pela súbita morte do seu líder Kadafi.

avisa pro Lullla que não vai ter enterro. dizem que Lullla está indócil e chora muito a morte de Kadafi. mas vocês podem mandar um cartãozinho e uma coroa de flores da Decorativa pra missa que vai ter em Cuba e Venezuela em homenagem à memória de Kadafi.

fique triste não, viu, Marco Lino? a dor vai passar, que nem aquele samba fulêro de Chcio Buarque.

fui!!! inté! by the way, estou morando em Miami. dirigo um táxi.

sou taxeiro mas sou feliz. e ganho mais aqui do que com a minha profissão de administrador de empresa aí no Brasil. pedi demissão porque colocaram um novo chefe que é petista e que nem sabia fazer um “o” com um copo e ainda queria tratar todo mundo na base do chicote.

olha, Marco Lino, de vez em quando vejo muitos cumpanhêro graúdo por aqui indo gastar dólar na Disneylândia e comprando bugiganga chinesa vagabunda.

tchau. camarada. aqui a vida é bela. aí na terrinha a vida é uma bola, e quem bem sabe disso é o ministro dos esportes.

câmbio final


Olivia on 21 outubro, 2011 at 0:08 #

Cenas terríveis, chocantes. Será que essa gente vai instalar a democracia na Libia?


vitor on 21 outubro, 2011 at 1:01 #

Danilo

Se não for pirraça sua com Marco Lino esse seu comentário , direto de Miami, é a melhor notícia do dia no BP. Não desapareça, que esse seu espírito polêmico e refinado ( a exemplo de ML na outra ponta da corda) é essencial em qualquer blog inteligente e plural. Sempre que tiver um tempinho livre, estacione o taxi e mande notícias e comentários. OK?

Grande abraço e boas corridas

(Vitor Hugo, em nome do Bahia em Pauta)


Gracinha on 21 outubro, 2011 at 3:27 #

Pela comemoração do povo na Líbia mostrada hj na tv ,devem ter sido também terríveis e chocantes as cenas nos mais de 40 anos de ditadura Kadhafi… só q certamente o mundo n viu para lamentar.


Marco Lino on 21 outubro, 2011 at 8:38 #

Olá, camarada Danilo! Quanto tempo, hein meu garoto?!

Só mesmo a morte do ex-amiguinho ocidental para ressuscitar vc, hein camarada? Mas vc ainda lembra do Lulla, garoto?! Amor eterno, hein?

Bom retorno à vida, garoto. Faço minhas as palavras do Vitor. Existe a galera do “outro lado da corda” (ou seria do outro lado ideológico?) que adora seus comentários, e não seria justo deixá-la órfã.

Kadafi, assim como Mubarak, era “presidente” enquanto interessou ao hipócrita Ocidente – especalmente à Itália (do finíssimo Berlusconi) e França (do evoluído Sarkozi). Mas, convenhamos, os tempos são outros e EUA e a velha Europa vão necessitar de muitos dutos para (re)irrigar suas cambaleantes economias (por onde anda o sapiente Fukuyama?).

Te cuida, Irã!

Tem muita coisa e gente nos EUA que me agradam muito. Por outro lado, tem muita gente tb (a metade “bushiana”) e coisas e que desagradam profundamente.

Faço minhas as palavras de alguém da turma da bossa nova: “Morar nos EUA é bom, mas é uma merda; morar no Brasil é uma merda, mas é bom…”

Bom retorno, garoto. Faço votos que continues assim “refinado”.

Anauê, meu garoto!

PS: Mas vc foi dirigir táxi nos istaites exatamente no período de maior decadência delles?!

Pano rápido.


danilo on 21 outubro, 2011 at 13:12 #

colé decadência, Marco Lino! deixe de guéri guéri, rapaz! é uma crisezinha, uma verdadeira marolinha. imagina, se aqui tem bairros como Cajazeira 17 ? sem esgoto, com água e luz de gato, e toque de recolher às 21 hs?

eu sei que você não é trouxa, mas tenho certeza que adora repetir as baboseiras esquerdistas dos cumpanhêro que fica batendo na tecla que o Tio Sam vai pedir falência.


Graça Azevedo on 21 outubro, 2011 at 14:38 #

Oi Danilo
Os brasileiros estão indo às compras em Miami, então aproveito para pedir que vc não esqueça o nosso idioma. Não é o carro que “dirigo”! É diriJo!
Boa sorte!!!


Marco Lino on 21 outubro, 2011 at 15:24 #

Pois é, garoto,

segundo Braudel, quando o pêndulo da economia mundial muda quem perde a proeminência não deixa de ser rico – Veneza, Antuérpia, Gênova, Amsterdã e Londres parecem provar isto -, mas perde o comando político, o mando, sacou? Ou vc acha que a Inglaterra de hoje tem a influência que tinha antes?

Um mundo mais igual é o que quero – sem super-homem, super-potência nem super nada!


danilo on 21 outubro, 2011 at 19:42 #

ok, Graça, mas não foi Lullla que liberou os erros de portugês e de idioma?

os linguistas cumpanhêro até garante q escrever e falar português errado, agora é o certo.

portanto, antes de me corrigir, por favor diriga-se àquela cobertura de edificvio de pobre em São Bernardo e passe uma descompustura no hômi de nove dedo.


Ivan de Carvalho on 22 outubro, 2011 at 13:17 #

Ora, Marco Lino, você, meu amigo – não escrevi companheiro, fica o registro – discutindo quem fica ou não com o comando após a crise? Após a crise TODA já está escrito há milhares de anos que “Israel será posto como cabeça das nações”.
Sacou, não é? Espero que sim. Ainda resta algo a discutir?


Ivan de Carvalho on 22 outubro, 2011 at 13:26 #

Só um adendo… a crise apenas começou… está apenas nas preliminares… estou convencido que a Primavera Árabe e a queda de algumas de suas antigas ditaduras, que serão substituidas por alguma coisa que ninguém sabe ainda qual será, são um elemento importante no agravamento da crise global e na explosão em que esta resultará. Explosão mesmo, com direito a guerra nuclear e todas as suas consequências imagináveis e inimagináveis. E, de quebra, calamidades naturais capazes de rivalizar com a guerra nuclear.
Bem, não estou inventando essas coisas, estão na Bíblia. A maioria delas, explícita, umas poucas, implícitas, mas óbvias.
Agora, acredita quem quer. Quem não acredita fica negando até acontecer.


regina on 22 outubro, 2011 at 16:12 #

É a historia da evolução, também. Não?


danilo on 22 outubro, 2011 at 18:16 #

é que Marco Lino sofre de SBPRALPNP – Sindrome Bipolar Pendular Relacionada Ao Lulo Petismo No Poder.

ou seja, tudo é sinal de bom futuro e equilíbrio de forças em entre o mundo com ideais justos e fraternos enquanto a cumpanhêrada estiver mandando no patropi e mamando nas tetas do estado.

mas quando isso acabar, aí Marco Lino vai tocar a trombeta do apocalipse, vai pedir pro gorila Hugo Chavez pra detonar a bomba atômica. aliás, na foto na matéria acima Chaves está igualzinho a um gorrila.

imagino o anto a morte de Kadafi abalou Marco Lino. quantas vezes já vimos aqui ele defendendo Kadafi com unhas e dentes…


Marco Lino on 22 outubro, 2011 at 20:15 #

Caros Ivan, Danilo e cara Regina

A questão dos EUA não parece ser coisa de crise apenas, de conjuntura, mas de estrutura. Parece que o que aconteceu no final do século XIX com a Inglaterra se repete agora com os EUA. Há bons anos os puritanos do norte vêm inventando e reinventando coisas (principalmente guerrinhas) para se manterem no comando do mundo, porém o estoque parece estar rapidamente se esgotando – a eleição de Obama, a meu modestíssimo ver, tem muito a ver com essa conjuntura.

Não sei quem assumirá a vara (se é que ela passará de mão), mas torço para que os que dizem que o mundo será cada vez mais multipolar estejam certos.

Tenho muita simpatia por Israel – não esse estado fascista inventado e implantado à força pela ONU e que hoje trata os palestinos de forma análoga à que seus piores inimigos trataram seus antepassados (dos judeus, é claro). Talvez o livro que eu mais tenha lido seja a Bíblia (a adolescência quase toda), e isto me fez ter muita simpatia pela história dos hebreus, judeus e cristãos. Entretanto, entendo que devemos ler qualquer livro (inclusive a Bíblia) com os olhos do bom-senso – é o que Cristo falou sobre o livro de Daniel: “quem lê entenda”, ou procure entender. Há muito símbolo, rito e mito por trás de escritos milenares (sem citar que os tempos eram outros, os sistemas de crenças idem e a concepção de mundo deles era totalmente diferente da nossa) que nos impõem certa cautela na leitura e interpretação desses textos. Imagino que não devamos levar as coisas ao pé da letra – afinal de contas, meu caro, até pouco tempo atrás a terra era quadrada, imóvel e o sol girava em torno dela…

O tempo do apocalipse, dizem muitos, é um tempo mítico muito diferente do nosso – ainda bem. Caso essa gente do Israel de hoje assuma o comando do mundo (bati três vezes aqui na mesa) estaremos todos fritos – literalmente.

É por aí, Regina. Porém, o legal das sucessões históricas é saber que, como ensinou o sábio judeu-alemão-barbudo (que Carvalho e Danilo devem detestar rsrsrs), é o homem quem faz sua própria história, a História é produto do homem. Quando defendemos que há um ser metafísico comandando a História, legitimamos todo tipo de desgraça que os homens fazem.

Danilo, quem citou o Brasil, Lula e Chávez foi vc, meu caro. Essa relação sua com Lula só será desvendada por um bom psicanalista. Tomara que um apareça (ou “baixe”) por aqui e desnude essa relação de amor e ódio sua com Lula. Não fiquei abalado com a morte de Kadafi em si, mas com o barbarismo medieval, a forma com que os matadores de aluguel cometeram o crime, fotografaram, filmaram e mostraram a vítima morta aos seus senhores. E a ironia desse enredo de terror é que eles (e o povo líbio) ainda pagarão a conta.

PS: Ivan, sou cristão.


danilo on 23 outubro, 2011 at 1:36 #

bobagem, Marco Lino. imagens chocantes já foram mostradas antes no curdo da História. lembra de Mussoli pendurado de vabeça pra baixo?

e por que tanto sentimento humanista para com Kadafi et caterva? se essas barbaridades fossem cometidas por um banda revolucionário de esquerda, que descesse de uma dessas Sierra Maestra da vida, justiçando os porcos capitalistas, sertamente você diria que isto é sinal do curso dos acontecimentos.

é claro que vibraria, com a revolução vermelha, que levaria o povo ao poder e estaria tudo numa boa.

na verdade, Marco Lino, você parece um daqueles personagens do Filme Adeus Lênin. a madrugada muda e os dinossauros soviéticos não enxergam que a madrugada mudou.


Marco Lino on 23 outubro, 2011 at 8:36 #

Garoto, vc defende uma violência só vista nos momentos mais sombrios da história e ainda vem me chamar de dinossauro?! Dinossauro dos brabos, garoto, é quem vê cenas tão chocantes sem uma pitada de indignação – dá a impressão que aprova e faria a mesmíssima coisa.

Revolução se faz com política e povo na rua, meu caro – como as recentes feitas no mundo árabe. Sempre foi assim – veja as clássicas. O movimento revolucionário armado (de pequenos grupos que fariam a revolução sem povo) que vc faz referência é datado (anos 60 e 70), morreu e não é mais defendido por ninguém de bom-senso. FOI (observe o tempo!) uma resposta de jovens idealistas à rudeza das ditaduras patrocinadas pelo império, inclusiva a nossa.

Sim, continuo vibrando com as revoluções e só lamento o fato de o brasileiro não ser um povo revolucionário (mas ter uma elite golpista). Uma pena.

Anauê!


danilo on 23 outubro, 2011 at 11:08 #

pois ém eu tio… pelo visto você é mesmo um fiel seguidor das pregações de Frei Beto e de Leonardo Boff.

vixe, meu tio, quanto pendor cristão nesta sua alma. mas lembro que na época de Zelaya você, meu tio, queria ver os “golpistas” no paredão, tamanha era sua ira.

e se o grila Chávez e Lullla decidem fazer um contragolpe em Honduras matando os golpistas, você, meu tio, ia achar tudo natural.

pô, meu tio, sua moral de jegue é muito escorregadia.


Marco Lino on 23 outubro, 2011 at 12:29 #

Não acredito num cristianismo dissociado do social, garoto, e a Teologia da Libertação foi, talvez, a expressão maior deste casamento – este sim indissolúvel. Momento de fulgor em que a religião cristã ganhou sentido existencial na AL, a TL fez o cristianismo retornar às suas bases primitivas e reviveu os discursos proféticos dos áureos tempos do judaísmo. Gosto demais do Boff.

Mas eu falo em elite golpista e vc me faz o favor de lembrar do Zelaya? Momento hilário da conturbada política latino americana, em que um presidente democraticamente eleito propõe um plebiscito e é deposto por civis e militares. Só rindo, não?

Dois anos depois os especialistas da “Comissão da Verdade e Reconciliação de Honduras”, formada por estrangeiros e hondurenhos, concluíram, em julho último, “que o ex-presidente foi vítima de uma ação ilegal de autoridades de Estado… (e que) os integrantes das instituições envolvidas na deposição do chefe de governo não estavam respaldados pela lei”. Ora, como a ação golpista foi apoiada integralmente pela grande mídia nativa, Globo, Folha, Estadão, Veja e seus penduricalhos não deram a notícia. Mas, mesmo com certo atraso, passo a nova para vc, garoto.

Não tenho lembrança de ter proposto nada além que o retorno imediato do presidente deposto ao país e cargo. O resto fica por conta de sua fértil imaginação.

Brasil num “contragolpe” sem a ONU em Honduras?! A febre está alta, hein?!

Anauê!


Graça Azevedo on 23 outubro, 2011 at 17:17 #

Ops, Danilo, desculpe. Eu não sabia que vc concordava com a orientação do Lula (diz vc) aos companheiros para escrever e falar mal. Como eu não dialogo com Lula, falo apenas para as pessoas que se mostram em páginas de blogs e congêneres. Minha geração (aquela velha e ultrapassada) lia muito e, por consequência escrevia bem. Ficou-me o ranço!


Graça Azevedo on 23 outubro, 2011 at 17:27 #

Marco Lino
Frei Beto vai estar em Salvador na próxima terça às 18h no Fiesta Convention. Vale a pena!


danilo on 23 outubro, 2011 at 20:49 #

Leonardo Boff??? Teologia da Libertação? Frei Beto? prefiro Carlos Zéfiro!

Boff com aqueles artigos piegas publicados em Noblat mais parece um tio de Chalita.

agora vou embora. minha passagem aqui, por ora, se esgotou. vou dirigir meu táxi, passear em Boca Ratón, ver o mar de Miami.

Kadafi me fez sair da reclusão. agora me recolho de novo.mas volto a qualquer momento em edição extraordinária.

e deve ser em breve porque aqui de Miami, oolhando pro mar, na direção sul, vejo que alguma coisa acontece numa certa ilha comandada por velhos decrépitos.

tchau, meu povo. deixo voces com a retórica pendular de meu tio soviético, e aí, só lhes resta o tédio.

bye bye, vou passear em Orlando naquelas ruas todas esburacadas iguais às de Salvador.

fui!!


Marco Lino on 23 outubro, 2011 at 20:57 #

Estou sabendo, Graça. MK espalhou outdoor por toda Salvador (risos). Sim, vale a pena. Obrigado!


vitor on 23 outubro, 2011 at 21:12 #

Do editor para Danilo

He he he he!

Bom passeio, mas volte mesmo, e breve, para agitar os debates no BP e dar informações preciosas da Flórida e da Corte.

A propósito: se for de seu agrado , vc terá espaço garantido no BP para assinar uma coluna do tipo: DE TAXI NA FLÓRICA. Garanto que será “o que há” no BP, como diz a antenada publicitaria Laurita, uma das criadoras deste pedaço baiano na Internet. Pense nisso. OK?

E só um conselho meio óbvio, antes de você pegar no volante do Taxi: “Se beber não dirija”.

Grande abraço, com admiração e agradecimentos. Você e Marco Lino são joias neste site blog.

Vitor Hugo, editor


Marco Lino on 23 outubro, 2011 at 21:15 #

Não seja injusto comigo, garoto, pois nada faço de mal contra ti para saíres de cena por minha causa. Apenas respondo a algumas de suas provocações – quando tenho tempo e saco.

Que tal uma música para um final de noite mais agradável? (risos)

http://youtu.be/N8HKFhA3E3A

Abs!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31