Matraga: o grande vencedor no Rio
=============================================

DEU NO JORNAL DO BRASIL (ONLINE)

Baseado na obra de Guimarães Rosa, A Hora e a Vez de Augusto Matraga foi o grande vencedor da noite de premiações do Festival do Rio. O filme do diretor Vinícius Coimbra levou quatro estatuetas, para melhor longa-metragem de ficção, melhor longa-metragem de ficção (voto popular), melhor ator (João Miguel), melhor ator coadjuvante (José Wilker), além de um prêmio especial de júri para Chico Anysio.

Camila Pitanga levou o Redentor de melhor atriz por sua atuação em Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Líndos Lábios. O prêmio de melhor direção ficou com Karim Ainouz, por O Abismo Prateado. Durante a festa, os apresentadores Thiago Lacerda e Vanessa Lóes tiveram que improvisar após um problema no programa de computador que deixou de projetar as imagens com trechos dos filmes e os nomes dos indicados. Os problemas técnicos continuaram persistindo até que Thiago e Vanessa decidiram seguir sem os vídeos.

O longa levou quatro categorias, incluindo melhor ator, pela atuação de João MiguelO longa levou quatro categorias, incluindo melhor ator, pela atuação de João Miguel

A fala da diretora do festival, Walquíria Barbosa, que subiu ao palco para entregar o prêmio Novos Rumos, também foi interrompida por uma música alta. Ela exclamou: “espera aí, isso não é o Oscar. Ainda não”.

A premiação do Festival do Rio estava tão distante da cerimônia do Oscar quanto o cinema brasileiro está do cinema americano. No entanto, a festa não deixou de ter em abundância o principal ingrediente do cinema nacional: coração.

Aos 84 anos, Carlos Manga deu o primeiro sinal disso. Ele foi homenageado com uma estátua sua, com uma placa: “com 84 anos eu ainda chego aqui e me vejo bonito em uma época em que tantos diretores ainda precisam vencer. Mas vou dar um conselho. Continuem tentando. Não há coisa mais linda no mundo do que pegar um filme, que é uma criança, e fazê-lo sorrir, fazê-lo chorar e fazê-lo ser aplaudido”, disse. Manga foi aplaudido de pé.

Logo depois, foi a vez de outro senhor do cinema encantar a plateia. Eduardo Coutinho, 78 anos, subiu ao palco para receber o prêmio melhor longa-metragem documentário eleito pelo júri popular por As canções. Coutinho brincou com a estatueta, posou para fotos e disse: “nunca havia recebido um prêmio de voto popular. O interessante é que não penso no público, eu penso em mim. Então é o melhor prêmio que tem no mundo”.

Então veio o prêmio de melhor longa-metragem documentário eleito pelo júri oficial. Coutinho, 78 anos, repetiu a dose. Subiu ao palco, brincou com a estatueta, posou para fotos e disse: É ótimo, juro. Curioso, esse filme é uma homenagem à cantarola, uma celebração da música no Brasil sem nenhuma espécie de preconceito”. O ator Ney Latorraca lembrou um outro aspecto do cinema brasileiro, a politização. Ao entregar o prêmio de melhor fotografia, o ator convocou os envolvidos com a sétima arte nacional a se manifestarem contra a corrupção. “A gente pode acreditar que pode ir contra a corrupção. Temos que participar de passeatas. Caminhando não só no tapete vermelho, mas também contra as coisas erradas que acontecem neste pais”, disse.

Ao receber o prêmio de melhor atriz, Camila Pitanga chorou e homenageou seu pai. “Estou muito emocionada, aqui é a minha cidade, minha casa, meu nascedouro. Agradeço muito ao júri. Me sinto parte da família do cinema muito antes de ter nascido porque sou filha de Antônio Pitanga. Então agradeço a você, pai, por ter me feito ingressar nessa família linda”.

O humor ficou por conta da irreverência de Chico Anysio. Sentado em uma cadeira de rodas na plateia, ele fez piada dos problemas técnicos da cerimonia. “Estão me ouvindo?” perguntou batendo no microfone. Com a resposta afirmativa da plateia, Chico retrucou: “pior para vocês”. Sem subir ao palco, ele recebeu o Prêmio Especial de Júri por sua participação no filme A Hora e a Vez de Augusto Matraga. “Eu recebo como um incentivo. Eu fiz todos os filmes para os quais me convidaram, quatro. Achavam que eu não aceitaria, que eu ia cobrar muito caro…e eu ia mesmo. E ainda cobro. Coadjuvante é um incentivo porque é assim que a gente começa”, brincou.
Chico Anysio manteve o bom humor durante premiaçãoChico Anysio manteve o bom humor durante premiação

=============================================

Confira os vencedores:

Melhor Longa-metragem de ficção A Hora e a Vez de Augusto Matraga (de Vinícius Coimbra)

Prêmio Especial de Júri Sudoeste, de Eduardo Nunes

Menção Honrosa Mãe e Filha, de Petrus Cariry

Melhor Longa-metragem documentário As Canções, de Eduardo Coutinho

Prêmio Especial do Júri Olhe para mim de novo, de Kiko Goifman e Cláudia Priscila

Melhor curta-metragem Qual queijo você quer?, de Cíntia Domit Bittar

Menção Honrosa Tempo de Criança, de Wagner Novais

Melhor direção Karim Anouz, por O Abismo Prateado

Melhor ator João Miguel, por a Hora e a Vez de Augusto Matraga

Melhor atriz Camila Pitanga, por Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios

Melhor atriz coadjuvante Maria Luisa Mendonça, por Amanhã Nunca Mais

Melhor ator coadjuvante José Wilker, por A Hora e a Vez de Augusto Matraga

Prêmio Especial de Júri Chico Anysio, por A Hora e a Vez de Augusto Matraga

Melhor Roteiro Odilon Rocha, por A Novela das Oito

Melhor montagem Jordana Berg, por Marcelo Yuka no Caminho das Setas

Melhor fotografia Mauro Pinheiro Jr., por Sudoeste, e Petrus Cariry, por Mãe e Filha

Voto popular

Melhor longa-metragem de ficção A Hora e a Vez de Augusto Matraga, de Vinícius Coimbra

Melhor Longa-metragem documentário As Canções, de Eduardo Coutinho

Melhor curta-metragem Passageiro, de Bruno Melo

Melhor filme da mostra novos rumos Rânia, de Roberta Marques

Fipresci – Melhor Filme Latino-Americano Sudoeste, de Eduardo Nunes

(


Governador Wagner, prefeito João Henrique e deputada Maria Luiza
durante encontro em 2010/ Terra Magazine
===========================================

DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

Claudio Leal

As músicas de Daniela Mercury, Chiclete com Banana, Asa de Águia e Ivete Sangalo – entre outras estrelas baianas – marcaram a trilha do lançamento do Carnaval de Salvador para jornalistas e patrocinadores, em São Paulo, na noite desta quarta-feira (19). Apontado como o segundo pior prefeito do País, em pesquisa Datafolha de dezembro de 2010 (aprovação de apenas 18%), João Henrique Carneiro (PP) chegou ao evento, no bairro de Pinheiros, escudado por assessores. Dia aziago, de contratempos familiares e políticos.

Primeira-dama do município, a deputada estadual Maria Luíza (do PSC, prestes a pular para o PSD) anunciou o divórcio e a troca partidária, sem sair da base do governador Jaques Wagner (PT). Com fama de principal mandatária da cidade, ela declarou, em entrevista a Terra Magazine, que “ninguém briga sozinho”, repartindo a culpa da separação com o (ex) marido.

Esquivo a entrevistas e resguardado de perguntas incômodas sobre a especulação imobiliária e outras mazelas da primeira capital do Brasil, João Henrique é um dos prefeitos mais impopulares da história de Salvador. Na noite paulistana, depois de recusar-se a falar do rompimento com Maria Luíza, mas nitidamente contrariado, ele conversou com jornalistas. Acompanhava-o o presidente do órgão de turismo (Saltur), Claudio Tinoco, que tentou responder em lugar do prefeito, quando surgiram contestações ao modelo do carnaval baiano, cuja organização favorece os negócios de grandes grupos empresariais e musicais – dos camarotes à escolha dos horários dos desfiles nos circuitos.

Na pequena coletiva, Terra Magazine fez cinco perguntas a João Henrique, que vão reproduzidas nesta reportagem, com o acréscimo das intervenções de Tinoco e de um dos assessores do prefeito da Cidade da Bahia. Instigado a opinar sobre a necessidade de mudanças na estrutura da festa, que vai homenagear o centenário do escritor Jorge Amado em 2012, João Henrique revelou seu ânimo de nada mexer na pirâmide:

– Seria inimaginável nós fazermos uma intervenção mudando o modelo do carnaval…

Olhar fixo, ele desdobrou o argumento, enriquecido por mais uma confissão: não pretende fazer uma “intervenção branca” para democratizar a participação dos blocos populares, sem cordas:

– Sempre na medida do possível, o poder público intervém dessa forma: mediando, sugerindo, mas com muito cuidado. Porque, como disse Cláudio (Tinoco), não cabe uma intervenção branca. É uma festa tão linda, vem dando certo há tantos anos – sustentou.

O compositor Moraes Moreira, crítico do atual modelo, realizou um pocket-show no evento publicitário.

Confira o trecho da coletiva de Joã Henrique na capital paulista em TERRA MAGAZINE

http://terramagazine.terra.com.br

bém:

out
20


Kadhafi morto:Primeiras imagens
=============================================
As autoridades líbias confirmaram esta quinta-feira a morte do líder deposto Muammar Kadhafi. “É um momento histórico, é o fim da tirania e da ditadura”, afirmou o porta-voz do Conselho Nacional de Transição.

“Anunciamos ao mundo que Kadhafi foi morto pelas mãos dos revolucionários”, indicou o porta-voz oficial do Conselho Nacional de Transição líbio (CNT, novo poder) em Benghazi (leste), Abdel Hafez Ghoga, em declarações à comunicação social.

“É um momento histórico, é o fim da tirania e da ditadura. Kadhafi encontrou o seu destino”, afirmou o mesmo representante.

Antes, a estação de televisão Al-Jazeera divulgou um vídeoamador onde se vê o corpo do ditador sendo arrastado pela multidão .

(Vídeo reproduzido aqui. ATENÇÃO: pode chocar as pessoas mais sensíveis)


============================================
(Deu no jornal portugues Diário de Notícias)


Kadhafi: “morte a caminho do hospital”
===============================================
O líder líbio Muammar Kadhafi morreu a caminho do hospital, em Sirte, disse à agência Reuters o comandante do CNT. Segundo o El Mundo (jornal espanhol editado em Madri) os governos ocidentais estão tentando confirmar a noticia através de fontes independentes.

Anteriormente, a agência France Presse adiantou que Kadhafi tinha sido capturado citando um comandante da CNT (Conselho Nacional Transitório) e a comunicação social líbia. A SIC Noticias adiantou que Kadhafi foi atingido com tiros nas pernas. No entanto, os Estados Unidos não confirmaram a captura do ex-líder líbio.

O antigo líder líbio Muammar Kadhafi teria sido capturado em Sirte e estaria gravemente ferido, segundo um comandante das forças do Conselho Nacional de Transição (CNT) e uma televisão líbia.

“Kadhafi foi capturado. Ficou gravemente ferido, mas ainda respirava”, disse à AFP Mohamed Leith, um dos comandantes de Misrata, a oeste da cidade de Sirte, afirmando que viu Kadhafi com os próprios olhos. Acrescentou que Kadhafi usava uma vestimenta bege e um turbante na cabeça.

O CNT ainda não confirmou oficialmente a captura de Kadhafi.

Durante a captura de Kadhafi também teriam sido mortos o antigo chefe das Forças Armadas, o porta-voz do Governo e o Ministro da Defesa. Vários membros do Governo foram presos.

(Informações do Diário de Notícias(Lisboa) e agencias internacionais)

out
20


ABI a Eliana:”inestimável, destemido e eficiente trabalho”
===============================================

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI), em sua última reunião ordinária, aprovou, por indicação do diretor Aloísio da Franca Rocha Filho, e por unanimidade dos seus integrantes, Moção de Solidariedade à corregedora do Conselho Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon.

“A sociedade brasileira toma cada vez mais consciência de que a impunidade de agentes políticos do Estado esfarela a imagem da autoridade pública do Judiciário brasileiro e contribui para a escassez do respeito da própria autoridade. Vínculos corporativos prevalecendo na apuração de desvios de condutas de magistrados pelo CNJ esmaecem a imagem desta instituição”.

O texto diz ainda que “danosos são seus efeitos na sociedade: confirma a impunidade no interior de uma instituição cuja atribuição e zelar pela conduta ética dos magistrados, inibe a expansão do processo da cidadania – afinal, todos são iguais perante a lei -, retarda a melhoria do processo democrático brasileiro, sobretudo porque passa ao largo de princípios republicanos tão carentes e exigidos na vida pública brasileira. Se a democracia entre nós é muito ampla, o que é sobremodo salutar, a república, sua alma gêmea, é pequenina e rasa”.

Os integrantes da ABI disseram também que a entidade manifesta “a mais irrestrita solidariedade pela livre manifestação do seu pensamento e o interpreta como o reconhecimento de que há diferenças de ideias entre pessoas, membros de instituições e isto distingue a autoridade. Ademais, a Associação Bahiana de Imprensa quer louvar o inestimável, destemido e eficiente trabalho que a ilustre ministra vem desenvolvendo à frente da corregedoria do Conselho Nacional de Justiça”. A moção foi enviada à ministra pelo presidente da ABI, Walter Pinheiro, assim como ao CNJ, STF e STJ e órgãos da imprensa.


Kadhafi:”gravemente ferido”

===========================================

O ex-líder líbio Muammar Kadhafi foi capturado esta quinta-feira, 20, e está gravemente ferido nas duas pernas, segundo anunciou uma fonte oficial do Conselho Nacional de Transição (CNT) citada pela agência Reuters.

«Ele foi capturado. Está ferido nas duas pernas… Foi levado de ambulância», disse Adbel Majid.

Também o porta-voz do CNT e o ministro da Informação confirmaram a detenção.

A confirmação surge sempre através do Conselho Nacional de Transição.

O departamento de Estado norte-americano fez saber que não está ainda em condições de formalizar oficialmente as notícias que dão conta da detenção.

O ex-líder líbio teria sido capturado em Sirte, quando tentava integrar um comboio em fuga, que foi atacado pelas forças da OTAN.

(Deu no portal europeu TSF, com informações da Reuters)

out
20
Posted on 20-10-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 20-10-2011


=============================================
Frank, hoje no jornal A Notícia (SC)


=============================================
Pra que dividir
Sucesso no novo cd de Flávio José, Dom Cristalino.
[só música]. Sugestão garimpada pelo jornalista Gilson Nogueira.

BOA NOITE!!!

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31