out
15


Tragedia na ilha:caminhão invade festa de crianças
Foto:Itaparica Online
===========================================
DEU NO CORREIO

O motorista do caminhão desgovernado que invadiu um festa infantil e atropelou pelo menos 20 pessoas na manhã deste sábado (15) em Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, se apresentou com o advogado na 24ª Delegacia (Vera Cruz) por volta das 14h de hoje. Segundo um agente da polícia civil que ouviu o depoimento do motorista do caminhão, ele disse que não foi o responsável pela tragédia que deixou quatro vítimas fatais.

Carlos de Jesus Bahiense, de 29 anos, afirmou ao delegado plantonista Carlos Barbosa Sanchez que chegou com o caminhão em Bom Despacho por volta das 20h desta sexta-feira (14), e deixou o veículo estacionado com 624 sacos de argamassa nas proximidades da loja de materiais de construção Portal da Ilha, na entrada da Gameleira.

O motorista ainda disse que colocou uma espécie de ‘calço’ nas rodas do caminhão, e que o calço continuava no local quando ele checou o óleo e água do veículo na manhã deste sábado (15).

Ainda conforme o agente da polícia, Carlos também disse ao delegado da 24ª Delegacia que não estava presente no momento do acidente, e que ele ainda ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e tentou ajudar as vítimas quando escutou a comoção.

Segundo o motorista, os parentes das vítimas e a multidão presente no local estavam revoltados com o fato, e temendo pela própria segurança, Carlos foi embora do local do acidente escoltado pela polícia.

O dono da empresa Portal da Ilha deve ser ouvido pela 24ª Delegacia na semana seguinte, e ainda segundo o agente, ele estaria bastante abalado com a tragédia.

Lia Telma Alves Gomes Santan, de 49 anos, morreu imediatamente após ser atropelada pelo caminhão. Um adolescente de 14 anos, Carlos Alberto Neves da Silva, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local, assim como as crianças Eric Kauan Santos e Paula Piedade Santos da Silva, ambos com 7 anos.

Já Wendell Amor Divino Romano, de 6 anos, teve a sua perna decepada no momento do acidente e chegou a ser transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, onde continua internado.

Mais três crianças foram socorridas para o Hospital do Subúrbio por um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer). Roberto Santos Macedo, de 4 anos, e Vinicius Eduardo dos Santos Veloso, de 6 anos, sofreram escoriações pelo corpo inteiro e estão em observação na unidade de pediatria do hospital. Já Lucas Santos Assis, de 8 anos, teve uma fratura no braço e foi encaminhado para a sala de cirurgia.

A aereonave do Graer, que está pousando em um heliporto no Departamento de Polícia Técnica (DPT), continuando retornando a ilha de Itaparica para transportar mais feridos para os hospitais da capital baiana. Quatro vítimas foram transferidas para o HGE, entre eles a menina Alana Santos, de 10 anos, hospitalizada no HGE com traumatismo craniano.

Cerca de 20 feridos foram socorridos em estado grave para o Hospital Geral de Itaparica, mas não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

Be Sociable, Share!

Comentários

Antonia on 15 outubro, 2011 at 20:34 #

TRAGÈDIA <TRISTE;;;;


Antonia on 15 outubro, 2011 at 20:35 #

QUE DEUS ESTEJA C ESTAS PESSOAS


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31