out
11
Postado em 11-10-2011
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 11-10-2011 13:18


Rafinha: demissão depois da geladeira
===========================================

DEU NO IG

Após duas semanas afastado do “CQC”, Rafinha Bastos pode deixar de vez a atração. A notícia de que o humorista tinha pedido demissão – dada pelo colunista Flávio Ricco na manhã desta terça (11) – foi confirmada por um executivo da Band ao iG Gente. “Ele pediu, sim, mas não sei se aceitaram”, diz ele.

Rafinha teria enviado seu pedido de demissão na semana passada, mas nenhuma decisão foi tomada ainda por conta da multa recisória e porque a diretoria da Band está em um feira de TV em Cannes, na França.

O empresário de Rafinha Bastos, Ítalo Gusso, desconhece a informação e a assessoria da Band diz que “até ontem ele não tinha pedido demissão”. Sobre o afastamento do humorista pela segunda semana seguida no “CQC”, a emissora diz que isso “já estava programado por conta do Dia das Crianças”.Na noite dessa segunda (10), Rafinha foi substituído na bancada por Oscar Filho e na semana anterior, por Monica Iozzi.

Be Sociable, Share!

Comentários

Marco Lino on 11 outubro, 2011 at 15:24 #

Gostei do “antropófago” (risos)

São os nietzschianos pós-modernos, os heróis da modernidade, o tipo latino-americao-despolitizado que mais se reproduz nas universidades brasileiras.

O tipo jovem latino que só queria “amar e mudar as coisas” está em extinção, já faz parte do passado. Babau!


César Mariano on 11 outubro, 2011 at 15:31 #

“O tipo jovem latino que só queria amar e mudar as coisas está em extinção”
Quem diz esse tipo de coisa, Marco Lino, certamente não foi um desses jovens transformadores. Velha ladainha. Onde estava você em 1964? De que lado?


Marco Lino on 11 outubro, 2011 at 15:57 #

Em 64, meu caro, eu era apenas um projeto no pensamento de algum deus. Entretanto, se vivo fosse e com a consciência de um jovem latino-americano politizado de então, que, repito, queria, como o grande Belchior, amar e mudar as coisas, certamente estaria do lado oposto dos tanques, da ideologia da ESG, dos tristes editoriais dos jornalões, do imperialismo. Estaria, para dizer o mínimo, com as reformas do Jango – como estou hoje.


Grace OLsson on 12 outubro, 2011 at 5:05 #

Nao acredito em humor que machuca, que denigre, que fere.
Nao acreidto em humor que leva um falso humorista falar que vai comer uma mulher e o filho que ela está esperando.
Para mim, falar que vai COMER UMA MULHER já é uma afirmativa chula, de desvalorizacao total de um homem com o seu semelhante.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31