Alvaro e Alice:”contra o samba baiano de uma nota só”
========================================


OPINIÃO POLÍTICA

O PCdoB e as prefeituras

Ivan de Carvalho
Recentemente, Alice Portugal, representante da seção baiana do PCdoB na Câmara dos Deputados, em entrevista ao radialista Mário Kertész na Rádio Metrópole, sem citar explicitamente o PT, mas deixando ou já estando claro que era da atitude ou posição desse partido que falava, explicou que se sua candidatura a prefeita de Salvador está sofrendo críticas ou desagradando algum setor é porque este terá se acostumado com “essa monotonia”, com “esse samba de uma nota só”.

Ela também afirmou que na véspera se reunira com os companheiros e defendera a permanência de sua candidatura até o final, obtendo concordância. Disse também, ironicamente, que não comparecera no dia anterior a um almoço em que as bancadas federal, estadual e municipal do PT consolidaram e expressaram apoio à recandidatura (não confundir com reeleição) do petista deputado Nelson Pelegrino por que está “fazendo dieta”. Mas já aí sem nenhuma ironia, apenas fazendo uma declaração séria de maneira bem-humorada, acrescentou que não fora também “porque o cardápio não era do meu agrado”.

Vale registrar que, no momento, a posição da candidatura Pelegrino à prefeitura está consolidada no PT da Bahia. Tem o apoio das bancadas – inclusive do senador Walter Pinheiro, visto como um possível concorrente dentro do partido – e o apoio explícito do governador Jaques Wagner, fator de extrema relevância para a solidez da candidatura.

Por enquanto, uma das coisas que faltam a Pelegrino é o apoio de vários partidos da “base aliada” do governo estadual. Outra é empatia com certos setores do eleitorado nos quais seria natural que a candidatura estivesse sendo bem recepcionada – e não está, segundo rumores consistentes. Pesquisas, inclusive, sinalizam isto.

É na questão de dificuldades quanto ao apoio de partidos da “base aliada” que cumpre voltar ao tema das primeiras linhas, quando escrevemos sobre o PCdoB e sua candidata a prefeita de Salvador. O deputado estadual Álvaro Gomes, com explicações mais detalhadas, disseca a posição manifestada de forma sintética pela correligionária Alice Portugal.

“No passado, lançamos candidaturas para negociar. A conjuntura era outra, tínhamos de nos unir às demais forças de oposição para enfrentar o adversário comum. Hoje não existe mais isso, a conjuntura mudou, é outra”, explica o deputado, numa referência implícita ao fim da hegemonia carlista na Bahia.

Depreende-se que, diante da nova conjuntura, da nova realidade política na Bahia – e também no país – não há razão para manter inalterada a estratégia eleitoral. Essa estratégia também mudou, agora é outra. Cumpre fazer uso da eleição em dois turnos para cumprir a finalidade desse instituto legal – permitir que no primeiro turno os partidos disputem seus espaços, apresentem suas próprias ideias, suas propostas, de modo a que o eleitor as compare com as dos outros partidos e faça suas opções preliminares. Então, no segundo turno, os partidos se agruparão por afinidade ou similaridade de ideias, propostas e fatores conjunturais. Eleição em dois turnos é isso – não precisa ninguém se afobar. Se de repente a oposição ganha em um ou outro lugar, o mundo não acaba por isso, faz parte do jogo democrático, que está sendo exercitado.

“Claro que, olhando de agora… em política não existe certeza do futuro. Se uma candidatura chega perto da eleição com zero por cento… Mas o que importa é que, ao contrário de vezes anteriores, quando lançamos candidaturas para negociar, desta vez a decisão foi de manter a candidatura até o final. A direção estadual estudou e debateu o assunto demoradamente e chegou a essa decisão, o que foi anunciado em maio”, disse Álvaro Gomes.

Ele diz que o partido deve lançar “cem candidatos a prefeito” e que, tendo 18 prefeitos atualmente, espera dobrar esse número nas eleições.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2011
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31