Lula na UFBA: seis títulos já recebisdos
e mais de 60 a receber. Foto Maria Clara Dultra/Terra

====================================

DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

Maria Clara Dultra

Direto de Salvador

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi titulado na manhã desta terça-feira doutor honoris causa pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador. Em seu discurso, ele homenageou o Estado da Bahia e lembrou que era chamado de “baiano” em sua época de sindicalista, no interior de São Paulo.

Esta é a sexta vez que ele recebe o mais elevado título concedido pelas universidades a personalidades eminentes, que tenham se destacado pelo notório saber ou pela atuação de destaque em áreas como artes, ciências ou causas humanitárias.

Na sessão solene, Lula disse que a Bahia é o “Estado símbolo da construção da nacionalidade brasileira” e citou a participação do povo baiano em revoltas populares importantes para a construção da democracia no País, a exemplo da Revolta dos Alfaiates, na proclamação da Independência da Bahia, na Revolta dos Malês, na Sabinada, na Abolição da Escravatura, na Guerra de Canudos e na luta contra a ditadura militar.

“Quando eu comecei no sindicalismo, meu apelido era ‘baiano’, e eu tinha muito orgulho dele porque muitos baianos foram protagonistas de causas democráticas e nem por isso a luta e o sangue fizeram da Bahia um lugar triste e o Pelourinho, símbolo de arte e cultura, é um exemplo disso. Admiro a capacidade de luta e superação do povo baiano, por isso, agradeço e me sinto honrado com esta homenagem inesquecível”, disse o ex-presidente.

Emocionado, Lula dedicou o título “a todos aqueles que contribuíram com a educação do Brasil, alicerce para a igualdade social” e, surpreendido por uma multidão de estudantes que invadiram a cerimônia para ovacioná-lo, Lula também dedicou a honraria a eles. Os estudantes aproveitaram a presença da reitora da UFBA, Dora Leal Rosa, do governador do Estado, Jaques Wagner (PT), e do prefeito João Henrique (PP) e a homenagem a Lula para protestar por melhores condições de infraestrutura para as universidades brasileiras. “É correto, mas temos que estudar com seriedade essas reivindicações”, limitou-se a dizer Lula.

Em um discurso emocionado, o ex-presidente relembrou os oito anos de seu mandato, quando, segundo ele, “o Brasil se voltou para a democratização do ensino superior e o investimento em educação triplicou de R$17 bilhões, em 2003, para R$65 bilhões”, em 2010, atendendo, principalmente, a estudantes de baixa renda. O ex-presidente citou, ainda, outros feitos de seu governo para o desenvolvimento da Educação, como a criação de 14 novas universidades federais, e sinalizou a continuidade de políticas estratégicas de Educação no governo Dilma. “Dilma vai fazer em 4 anos quase o que fizemos em oito”, comparou, em tom de brincadeira.

A autora do pedido de titulação para o ex-presidente, a professora Maria Victoria Gonzalez, da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) citou o poeta espanhol Antônio Machado para dizer que Lula foi, enquanto presidente da República, “a água e a sede do povo brasileiro”. Ela disse que, graças às políticas públicas do governo Lula voltadas para educação, “os excluídos, os invisíveis puderam saciar a sede pelo conhecimento”.

Em outubro de 2002, apenas três dias após ser eleito presidente da República pela primeira vez, o Conselho Universitário da instituição decidiu pela outorga do título por unanimidade em regime de votação secreta. A reitora da UFBA justificou outorga: “os conselheiros entenderam que a biografia de Lula representa uma contribuição para um Brasil livre e democrático porque, além de ter sido o primeiro presidente do País a emergir das camadas sociais, do operariado, ele lutou pela constituição de uma verdadeira e sólida cidadania para os brasileiros”, afirmou a reitora, citando trecho do parecer do processo.

A sessão solene de outorga do título contou, ainda, com a presença do presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, além de intelectuais e comunidade acadêmica.


Ptotógenes: Em Salvador, contra a corrupçãoa

================================
O deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) desembarcou no aeroporto de Salvador no fim da tarde desta terça-feira. O ex-delegado da Polícia Federal que comandou a Operação Satiagraha e prendeu o banqueiro Daniel Dantas (presidente do grupo Oportunity), está a caminho do Campo Grande, onde participa da manifestação que está começando agora no centro da capital. Apesar do caráter apartidário do movimento que promove passeatas hoje em mais 8 capitais, Protógenes foi convidado pelos organizadores como uma espécie de “simbolo no combate à corrupção no País nos últimos anos”.

– Fui convidado para as manifestações no Rio e Salvador. Optei por Salvador, que alem de ser minha terra de nascimento, fica no Nordeste, onde a luta contra a corrupção e os corruptos precisa crescer e ganhar força, explicou Protógenes a Bahia em Pauta.

A manifestação está começando, e promete!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO ESTADÃO

Quatro anos de trabalho policial acabam de ir para o ralo com a decisão da 6.ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de invalidar as provas colhidas pela Polícia Federal (PF) na investigação sobre os negócios do clã do presidente do Senado, José Sarney. Com base em interceptações telefônicas e no acesso a movimentações financeiras da família, autorizados pela Justiça do Maranhão, a PF abriu cinco inquéritos que resultaram no indiciamento do filho do oligarca, Fernando Sarney, por desvio e lavagem de dinheiro, tráfico de influência e formação de quadrilha.

O ponto de partida da inicialmente denominada Operação Boi Barrica e, depois, Faktor, foi a descoberta de um saque de R$ 2 milhões em dinheiro da conta do casal Fernando e Teresa Sarney, às vésperas da eleição de 2006, quando a irmã do empresário, Roseana Sarney concorria (pela terceira vez) ao governo maranhense.

As conversas captadas pelos federais registraram, além de fortes indícios de transações escusas, a desenvoltura com que os Sarneys exerciam a política de patronagem no governo Lula, reproduzindo na esfera federal, com a maior naturalidade, os padrões de controle oligárquico sobre o seu Estado de origem reduzido a capitania hereditária.

Em 2009, a pedido de Fernando Sarney, o desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal – e amigo do patriarca Sarney -, proibiu este jornal de continuar divulgando as evidências levantadas pela PF. A aberração da censura prévia imposta ao Estado completa hoje 781 dias. Enquanto essa ilicitude se perpetua, o STJ resolveu considerar que a decisão judicial que permitiu conhecer de perto as traficâncias sarneysistas, mediante quebras de sigilo bancário, fiscal e de dados telefônicos, carecia de fundamentação.

Formalmente, isso não significa o fim da investigação, muito menos equivale a um atestado de inocência dos investigados. Mas a volta à estaca zero, no caso, “abre a porta para a impunidade”, como diz o presidente do Sindicato dos Delegados Federais em São Paulo, Amaury Portugal. “A PF respeita as decisões judiciais, mas o trancamento da Boi Barrica é temerário”, alerta. O órgão policial sente-se diretamente atingido no cumprimento das suas atribuições, na medida em que a anulação das provas possa sugerir que a PF “forçou a barra” junto ao Judiciário maranhense para obter a prorrogação das interceptações por 18 vezes. “A PF não inventa, ela investiga nos termos da lei e sob severa fiscalização”, retruca o diretor de Assuntos Parlamentares da Associação Nacional dos Delegados da PF, Marcos Leôncio Sousa Ribeiro. Ele se refere ao controle do Ministério Público Federal, “fiscal da lei”, e do Judiciário, “garantidor de direitos”.

Pode-se concordar ou discordar da sua opinião sobre a falta de “interesse em deixar investigar” quando os investigados não são pessoas comuns – como, numa tirada reveladora do quanto mudou o combatente social de outrora, o presidente Lula se referiu ao bom amigo José Sarney. Pode-se também concordar ou discordar da tese de que o Judiciário está “a serviço das elites”, o que seria, segundo o delegado, o pano de fundo do ato do STJ. Mas é difícil refutar a sua narrativa do episódio, a partir da referência aos controles que incidem sobre a atuação da PF: “Aí uma Corte superior anula todo um processo público com base em quê? Com base no ‘ah, não concordo, a fundamentação do meu colega que decidiu em primeiro grau não é suficiente’. Nessa hora não importa que os fatos sejam públicos e notórios e que nem sequer há necessidade de se ficar buscando uma prova maior”.

Não é a primeira vez que o STJ invalida ações da Polícia Federal. Os precedentes mais notórios foram a Operação Satiagraha, que focalizou o banqueiro Daniel Dantas, e a Castelo de Areia, envolvendo diretores da empreiteira Camargo Corrêa. Num caso, o motivo foi a participação, julgada ilegal, de membros da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) nas investigações. No outro, o tribunal entendeu que denúncias anônimas não justificam autorizações para escutas telefônicas. São objeções respeitáveis. Agora, está-se diante de uma interpretação equivocada – ou pior.

set
20


Rabbani:bomba na mansão em Cabul
==================================
O ex- presidente afegão Burhannudin Rabbani, encarregado pelo governo de negociar a paz com os talibãs, foi morto hoje em sua casa por um homem-bomba suicida que levava explosivos escondidos no turbante, segundo informou um responsável da polícia. A notícia é manchete da edição online do jornal Diário de Notícias, de Lisboa.

Mohammad Zahir, diretor de investigação criminal da polícia de Cabul, disse que o bombista entrou na residência de Rabbani, em Cabul, no início da noite e accionou os explosivos.

Quatro guarda-costas do ex-presidente também morreram no atentado e um conselheiro presidencial, Masoom Stanekzai, ficou ferido, segundo a mesma fonte.

A residência de Burhannudin Rabbani situa-se num bairro luxuoso da capital afegã, onde ficam numerosas embaixadas e que foi alvo de uma série de ataques dos talibãs na quarta-feira passada.

Rabbani, de etnia tajique, foi um dos líderes da resistência à invasão soviética do Afeganistão nos anos 1980.

Presidente entre 1992 e 1996, foi deposto e expulso de Cabul pelos talibãs, passando a liderar a Aliança do Norte até à intervenção militar liderada pelos Estados Unidos que em 2001 pôs fim ao regime talibã.

set
20
Posted on 20-09-2011
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-09-2011


Ronaldinho: carrinho em Dunga
e noitada com Berlusconi/IG
=========================

Fora da lista do técnico Dunga para a Copa do Mundo de 2010, apesar do bom rendimento no Milan, o meia Ronaldinho Gaúcho ainda guarda mágoa do ex-treinador da seleção brasileira. Participando do programa CQC, da TV Bandeirantes, o jogador do Flamengo disse que daria um carrinho em Dunga para machucar.

No quadro Resta Um, o repórter perguntou em quem ele daria um carrinho. Gaúcho perguntou: “Para machucar?”. Diante da resposta afirmativa, disse logo em seguida: “Dunga”.

O presidente do Grêmio, Paulo Odone, também não está nas graças do jogador. Ronaldinho disse que não contaria um segredo para o dirigente, que negociou seu retorno ao clube gaúcho no começo do ano e chegou a dar a transferência como certa.

Ele também brincou com o ex-jogador Ronaldo, dizendo que não lhe daria um cheque em branco. “Ele já tem bastante dinheiro”, falou. Por fim, afirmou que gostaria de levar o presidente do Milan e primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, para sair à noite. “Qualquer dez minutos ao lado dele é sempre um aprendizado”.

(Informações do IG )


=================================

Cantora: Nora Ney (1922 – 2003)

Música: É Tão Gostoso Seu Moço

Composição: Mário Lago / Chocolate
Álbum: Eu Sou Nora Ney e Canto
Faixa: 03
Ano: 1957

É tão gostoso, seu moço
A gente ter um querer
Que entenda a gente de longe
Sem nada a gente dizer

A gente mexe com os olhos
Faz com os olhos que está bem
É tão gostoso, seu moço
Mas pra mim cadê que tem?

De noite não vi na rua
De dia também não vi
Perguntei ao sol e à lua
Disseram estar por aí

Perguntei de porta em porta
Ninguém me disse, ninguém
É tão gostoso, seu moço
Mar pra mim, cadê que tem?
================================

Que trio maravilhoso reunido nesta música: Nora Ney, a intérprete, Mario Lago e Chocolate os compositores.

Tem um vocal espetacular que não consegui descobrir quem faz. Peço ajuda ao poeta Luiz Fontana, do Blogbar,ou a quem mais tiver esta informação.

BRAVÔOO!!!

(VHS)

set
20


Cristine Lagarde:amargas previsões do FMI
======================================

Deu no jornal português PÚBLICO

O abrandamento da recuperação nas principais economias mundiais e a crescente incerteza nos mercados financeiros levaram o FMI a rever em baixa as suas projeções para a economia mundial.

No seu World Economic Outlook (Perspectivas Económicas Mundiais) de Setembro, divulgado esta terça-feira (20), o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a economia mundial cresça 4% em 2011 e outro tanto em 2012, abaixo das previsões feitas em Junho. Anteriormente, a instituição previa que o PIB mundial aumentasse 4,3% este ano e 4,5% no próximo.

A contribuir para esta desaceleração das perspectivas globais está o abrandamento nas economias avançadas, que vão crescer 1,6% este ano e 1,9% em 2012, ou seja, menos 0,6 e 0,7 pontos percentuais abaixo do previsto, respectivamente.

Nas economias emergentes e em vias de desenvolvimento, também houve uma revisão em baixa das previsões – de 0,2 pontos em 2011 e de 0,3 em 2012 – empurrando o PIB destes países para um crescimento de 6,4% este ano e de 6,1% no próximo.

Os Estados Unidos são a economia que apresenta uma maior revisão em baixo das previsões de Junho do FMI. A maior economia mundial vai crescer 1,5% este ano e 1,8% no próximo, enquanto, anteriormente, a instituição apontava para um crescimento de 2,5% em 2011 e de 2,7% em 2012.

A zona euro também viu o seu crescimento ser revisto em baixa, em 0,4 pontos percentuais, para 1,6% este ano. Em 2012, o PIB dos 17 países da moeda única deverá aumentar 1,1%, menos 0,6 pontos do que o previsto. Entre as principais economias europeias, a Alemanha, a França e a Itália viram as suas previsões revistas em baixa, entre os 0,4 pontos e os 0,5 pontos.

Portugal vai, à semelhança do que já estava previsto no programa de ajuda externa, crescer 2,2% este ano e 1,8% no próximo – o segundo pior crescimento da zona euro, apenas superado pela Grécia.

O FMI avisa que, no caso da Europa, há riscos de que o abrandamento se revele maior do que o previsto e que será a resposta das autoridades à crise da dívida da zona euro que irá definir as perspectivas de curto prazo para a região.

Desequilíbrios mundiais vão aumentar

Na introdução ao World Economic Outlook, o economista-chefe do fundo, Olivier Blanchard, explica que, em relação ao último relatório da instituição, divulgado em Abril, a recuperação da economia tornou-se muito mais incerta, devido a dois “desenvolvimentos adversos”: uma recuperação muito mais lenta nas economias desenvolvidas e um grande aumento da incerteza orçamental e financeira, que se intensificou a partir de Agosto.

O FMI alerta que estes dois desenvolvimentos são preocupantes e que a sua combinação e interacção ainda o são mais, apelando aos líderes mundiais para que adoptem “políticas fortes, necessárias para melhorar as perspectivas e reduzir os riscos”.


Dilma e Teixeira:imagem não precisa de palavras/IG
===================================

deu no portal IG

Nos bastidores, Fifa e governo federal parecem não falar o mesmo idioma. A irritação da entidade máxima do futebol com o texto da Lei Geral da Copa, encaminhado na última segunda-feira ao Congresso Nacional, é apenas mais um capítulo da queda de braço na organização da Copa do Mundo de 2014.

Integrantes da Fifa veem “arrogância” em membros do governo federal, que por sua vez se dizem perplexos com as exigências feitas pelo pela entidade, com sede na Suíça, e pelo COL (Comitê Organizador Local). Um funcionário do Ministério do Esporte afirmou ao iG que o texto da Lei Geral da Copa teve ‘pitacos’ da presidenta para manter a soberania nacional. “Isso talvez possa ter causado irritação,” disse.

Em fevereiro, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, esteve no Brasil para discutir com o governo alguns pontos da Lei Geral da Copa, que determina todas as garantias ao organizador do evento. Segundo um executivo ligado à Fifa, muitos pedidos da entidade não foram incluídos no texto final.

Distância
Com trânsito livre no Planalto na gestão do ex-presidente Lula, o presidente do COL, Ricardo Teixeira, hoje vive uma realidade diferente com Dilma Rousseff no poder. O cartola teve apenas encontros informais com a presidenta. O último deles foi durante o sorteio das eliminatórias do Mundial, em julho, no Rio de Janeiro.

Na ocasião, os dois estiveram juntos por poucos minutos, nos bastidores do evento e acompanhados do presidente da Fifa, Joseph Blatter, e do embaixador da Copa, Pelé. O “Rei do Futebol” foi outro alvo de disputa entra governo e a organização do Mundial.

Pelé, antigo desafeto de Teixeira, foi convidado pelo governo federal para representar a Copa. A apresentação do novo embaixador aconteceu em um evento fora do local do sorteio das eliminatórias, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro.

Dilma não esconde que quer distância do número 1 do COL. Sem trânsito no Planalto, em agosto, Ricardo Teixeira esteve reunido com o ex-presidente Lula em São Paulo. O encontro, entretanto, parece não ter tido muito efeito na postura da presidenta em relação ao cartola.

set
20
Posted on 20-09-2011
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-09-2011


=====================================
Aroeira, hoje no O Sul (RS)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe esta manhã de terça-feira(20), em Salvador, seu sexto título doutor “honoris causa”, a ser outorgado pela Universidade Federal da Bahia.

No dia 27, Lula deve ir à universidade francesa Sciences Po para recebimento de mais um título honoris causa.

Doutor “honoris causa” é o titulo atribuído à personalidade que se tenha destacado pelo saber ou pela atuação em prol das artes, das ciências, da filosofia, das letras ou do melhor entendimento entre os povos.

Lula já foi laureado pela Universidade Federal de Viçosa (em janeiro), pela Universidade de Coimbra (março) e, em julho, pela Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco e Universidade Federal Rural de Pernambuco.

FRANÇA

Lula será a 16ª personalidade -a primeira latino-americana- que receberá essa láurea desde a fundação da Sciences Po, em 1871. O último a ser titulado pela instituição foi o ex-presidente tcheco Václav Havel, em 2009.

(Informações da Folha de S. Paulo )

Pages: 1 2

  • Arquivos

  • setembro 2011
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930