set
06
Postado em 06-09-2011
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 06-09-2011 20:29

==================================================
Deu no GloboEsporte.com (reproduzido n o tuitter do jornalista Vitor Pamplona)
(Foto: Raphael Carneiro/Globoesporte.com)

A paixão por um clube é capaz de fazer um torcedor realizar muitas loucuras. Este é o caso de Esaú Costa. Com casamento marcado com Anele Martins para o dia 22 de outubro, escolheu, com permissão da futura mulher, um lugar pouco convencional para as fotos do book, que ficarão expostas no buffet e no site do casamento: o estádio Manoel Barradas, o Barradão, de propriedade do Vitória.

A ideia inicial partiu dele, rubro-negro convicto e apaixonado. Mas a palavra final foi de Anele, que não tem um time do coração.

– Quando ganhamos o book, eu sugeri a ela que fizéssemos isso no Barradão, mas ela respondeu: “Tem tantos lugares mais bonitos na cidade..” Aí, na semana passada, ela me ligou e contou que já tinha acertado tudo para ser aqui no Barradão. Na hora, me emocionei e não segurei o choro.

Após oito anos de namoro, que teve início na Estação Rodoviária de Salvador, Esaú comemorou o fato de poder juntar as duas paixões da vida.

– Essa é a primeira vez que tiro uma foto com minha noiva e a amante – disse, ao sentar no escudo do Vitória, em frente às cadeiras do Barradão.

Se o relacionamento com Anele tem oito anos, o caso de amor com o Vitória é mais antigo. Esaú lembra que a primeira vez que viu o time de perto foi na Fonte Nova, em 11 de outubro de 1992, quando o Rubro-Negro derrotou o Bahia em um Ba-Vi, com um gol do atual treinador de futebol Arturzinho, quando o time estava com dois jogadores a menos.

Produção do book no Barradão foi surpresa de Anele para Esaú (Foto: Raphael Carneiro/Globoesporte.comDesde então, o noivo tem uma relação mais do que fiel com o Vitória. As idas ao Barradão são constantes, e o humor varia de acordo com os resultados do time dentro de campo.

– Quando o Vitória caiu, eu logo pensei: “Poxa, no ano do nosso casamento o Vitória vai ficar na Série B? Ele vai ficar triste o ano inteiro – lembrou Anele.

A emoção que Esaú teve ao saber onde seriam tiradas as fotos do casamento pode ser comparada à que sentiu ao pisar pela primeira vez no gramado do Barradão. Por diversas vezes, o pedido de pose feito pelo fotógrafo passava despercebido diante da contemplação dele ao estádio. Em uma foto na bandeirinha do escanteio, não se segurou:

– É tão perto e eles erram tanto… Não sei como.

Já ao parar de frente para um dos gols do estádio, a frase foi imediata:

– É muito grande. Não tem como perder tanto gol, não!

Em uma volta no estádio, não demorou muito para Esaú olhar para cima e imaginar o Barradão lotado com a torcida apoiando o time. E aí, a resposta mais embaraçosa diante da esposa. A pressão é maior para o jogador do Vitória dentro de campo ou a que você terá na igreja no dia 22 de outubro?

– É… (risos e olhar para a noiva). Acho que vai ser lá na igreja. Apesar de eu já saber a resposta e estar certo do que vou fazer, a pressão lá vai ser maior – revelou.


Esau e Anele no Barradão:um amor rubronegro
(Foto: Raphael Carneiro/Globoesporte.com )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2011
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930