————————————————

Maria Luiza e Capitão Tadeu:governistas contra “rolo compressor”
==================================================
Os protestos dos servidores públicos do estado não foram suficientes. O governo da Bahia, atualmente comandado por um quadro do Partido dos Trabalhadores e com maioria esmagadora na Assembleia Legislativa, aprovou projeto de lei que estabelece novas regras para atendimento do Planserv (Plano de Saúde dos Servidores Públicos).

A sessão de mais de dez horas, só terminou nos primeiros minutos desta quinta-feira, dia primeiro de setembro. A pequena bancada de oposição da Casa até ensaiou uma resistência, mas os deputados da base de sustentação do governo petista de Jaques Wagner usou da mesma e velha tática, tão combatida em passado recente, o ‘rolo compressor’ do chamado “tempo do carlismo”.

Placar final: 39 votos a favor e 20, contra. Vale registrar que, o deputado Capitão Tadeu (PSB) e a deputada Maria Luiza (PSC), esposa do prefeito da Salvador, João Henrique, apesar de fazerem parte da base do governo, cravaram voto contra o projeto.

Hoje, o Planserv possui 465 mil usuários e 1.480 prestadores de serviço. Agora, os servidores terão direito a 12 consultas anuais, dez atendimentos de emergência (os procedimentos realizados durante este período não entram na cota), 30 exames e, para criança de até 12 anos, o plano prevê 24 franquias. Quem sofre de doença crônica não terá o fator de moderação.

Manifestações – Às sete da noite, o presidente Marcelo Nilo (PDT) suspendeu por 30 minutos a sessão na Assembleia Legislativa para que a Polícia Militar esvaziasse as galerias ocupadas por servidores públicos estaduais que acompanhavam a votação do projeto na Galeria Paulo Jackson e no Salão Nestor Duarte.

Nesse momento – em que Nilo decidiu mandar esvaziar as galerias e que o líder do governo, deputado Zé Neto (PT) ocupava a tribuna – os servidores começaram a cantar um trecho do samba “Vou Festejar”, sucesso na voz de Beth Cavalho: “Você pagou com traição, a quem sempre lhe deu a mão“… Na sequencia, Marcelo Nilo avisou que sua tolerância havia chegado ao fim, ‘vou convocar a Polícia Militar para esvaziar as galerias. Se for preciso, convoque reforços, coronel”, ordenou o presidente do Poder Legislativo. Deputados da oposição entraram em campo e a chamada ‘operação esvaziamento das galerias’ foi conduzida de forma ordeira.

No epílogo, os servidores sairam ameaçando novos protestos, inclusive um grande movimento durante a disputa da Prova da Stock Car que será realizada no Centro Administrativo, no próximo domingo, dia 4. Para muitos, o mês da Primavera começou mal.

A conferir.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2011
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930