=================================================
A atleta Fabiana Murer conquistou o primeiro ouro para o Brasil em Campeonatos Mundiais em pista aberta. Campeã mundial indoor, Fabiana competiu no Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, e garantiu a medalha de ouro no salto de vara ao ultrapassar o sarrafo a uma altura de 4,85m.

Para chegar ao pódio, Fabiana Murer começou a saltar com o sarrafo a 4,55m. Ela passou na primeira tentativa pela primeira altura e repetiu o desempenho nos 4,65m e também nos 4,75m. O primeiro erro da brasileira veio apenas nos 4,80m. Mas Murer logo se recuperou e venceu a altura na segunda tentativa. A atleta chegou a encostar no sarrafo, mas ele não caiu.

Logo depois, Fabiana Murer passou com perfeição pela altura de 4,85m. A alemã Martina Strutz era a únca que ainda brigava pelo ouro com Fabiana, mas resolveu elevar o sarrafo para 4,90m, falhou e ficou com a medalha de prata.

Com o ouro histórico no peito, Murer ainda tentou bater a sua marca. Ela ousou e subiu o sarrafo para 4,92m para buscar a liderança do ranking mundial, mas não conseguiu completar o salto. Entretanto, com 4,85m, a brasileira igualou o recorde sul-americano, que já era seu.

O pódio foi completado pela russa Svetlana Feofanova, com a marca de 4,75m. Já a russa Elena Isinbaeva, que voltou a competir nesta temporada, decepcionou. Ela começou a saltar em 4,65m, mas errou nos 4,75m e nos 4,80m, acabando apenas na sexta colocação.

As medalhas do salto com vara serão entregues apenas na manhã de quinta-feira (horário de Brasília).

ago
30
Posted on 30-08-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 30-08-2011


Policial põe algemas na atriz durante protesto/Img.AP
============================================
A atriz americana Daryl Hannah foi presa nesta terça-feira (30) por participar de um protesto em frente à Casa Branca, em Washington, nos Estados Unidos. Ela é contra a construção do oleoduto Keystone XL, polêmica obra projetada para ir do Canadá até a costa do golfo dos Estados Unidos.
—————————————–
Filmes de Daryl Hannah

Veja a lista dos 5 melhores filmes de Daryl Hannah
Ranking Filme Ano Nota
1º Blade Runner, o Caçador de Andróides (Ridley Scott) 1982 9,4
2º Crimes e Pecados (Woody Allen) 1989 8,8
3º Kill Bill: Vol. 1 (Quentin Tarantino) 2003 8,0
4º Kill Bill: Vol. 2 (Quentin Tarantino) 2004 7,9
5º Wall Street – Poder e Cobiça (Oliver Stone) 1987 7,1

Veja a lista dos 26 filmes com média abaixo de 7,0
Ranking Filme Ano Nota
n/a Um Amor para Recordar (Adam Shankman) 2002 6,5
n/a A Casa dos Bebês (John Sayles) 2003 6,3
n/a Brincando nos Campos do Senhor (Hector Babenco) 1991 6,1
n/a Flores de Aço (Herbert Ross) 1989 6,0
n/a A Construção de Northfork (Michael Polish) 2003 6,0
n/a Roxanne (Fred Schepisi) 1987 5,9
n/a Silver City (John Sayles) 2004 5,9
n/a Dois Velhos Rabugentos (Donald Petrie) 1993 5,9
n/a A Fúria (Brian De Palma) 1978 5,7
n/a Jovens Sem Rumo (James Foley) 1984 5,6
n/a Perigosamente Juntos (Ivan Reitman) 1986 5,5
n/a Nos Calcanhares da Máfia (Stuart Rosenberg) 1984 5,5
n/a Love Is the Drug (Elliott Lester) 2006 5,4
n/a Splash – Uma Sereia em Minha Vida (Ron Howard) 1984 5,4
n/a Dois Velhos Mais Rabugentos (Howard Deutch) 1995 5,4
n/a Jackpot (Michael Polish) 2001 5,4
n/a Competindo com os Steins (Scott Marshall) 2006 5,4
n/a Uma Loira de Verdade (Tom DiCillo) 1997 5,3
n/a Memórias de um Homem Invisível (John Carpenter) 1992 5,3
n/a Divas do Blue Iguana (Michael Radford) 2000 5,2
n/a Os Batutinhas (Penelope Spheeris) 1994 5,0
n/a Amantes de Verão (Randal Kleiser) 1982 4,8
n/a O Fantasma Excêntrico (Neil Jordan) 1988 4,6
n/a Até Que a Morte os Separe (Robert Altman) 1998 4,6
n/a Assassina por Natureza (Kenny Golde) 2003 4,4
n/a O Terror Final (Andrew Davis) 1983 3,6


———————————————————-

(Mais informações no IG)

ago
30
Posted on 30-08-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 30-08-2011

Os exames realizados em Ricardo Gomes, de 46 anos, nesta terça-feira, rechaçaram a possibilidade de uma nova cirurgia no técnico, que segue internado no Hospital Pasteur, no bairro do Méier, no Rio de Janeiro. Ele se recupera de um Acidente Vascular Encefálico (AVE), sofrido no último domingo, durante o empate por 0 a 0 entre Vasco e Flamengo, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro.

Ricardo já passou por uma cirurgia para drenagem do sangue, que ocupava boa parte do seu cérebro. “A angiotomografia cerebral é um exame que mostra toda a circulação cerebral e afastou a possibilidade de ter uma má formação, um aneurisma, qualquer coisa que tenha contribuído para a hemorragia. Então, foi positivo isso, que mostra a possibilidade de recuperação sem precisar de uma nova cirurgia”, disse Ricardo Periard, diretor do hospital, em entrevista coletiva nesta terça.

O fato de não haver um aneurisma, comum em casos de acidente vasculares cerebrais, foi comemorado pelos médicos. Isto aponta menor risco de sequelas ao treinador. De acordo com Ricardo Periard, a recuperação do treinador tem acontecido dentro do previsto, mas o estado ainda é grave.

“A evolução é satisfatória. Não há nenhum tipo de alteração. A monitorização feita no CTI (Centro de Tratamento Intensivo), assim como a tomografia, não mostram nada. Sinais de boa evolução clínica. O estado ainda é grave, mas hoje (terça-feira) foi um dia muito bom”, declarou.

Sem poder contar com Ricardo Gomes no comando, o Vasco voltará a campo pelo Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira, quando enfrentará o Ceará, às 18 horas, em São Januário. No duelo, o time carioca será dirigido pelo auxiliar-técnico Cristóvão Borges.

(Informações de A Tarde online)

ago
30


===================================================
Esta quarta-feira, 1º de setembro de 2011, a Academia de Letras da Bahia realizará, das 16h30 às 19h30, uma sessão especial comemorativa dos 200 anos da instalação da imprensa na Bahia.

Contribuirá, desta forma, para as comemorações do bicentenário da criação do primeiro jornal impresso em território baiano, o Idade d´Ouro do Brazil, pelo empresário Manoel Antonio da Silva Serva, em 14 de maio de 1811.

PROGRAMAÇÃO:

16h30 – ABERTURA
16h40 – CONSUELO NOVAIS SAMPAIO: Uma visão de dois jornais republicanos.
17h00 – WALDIR FREITAS OLIVEIRA: As revistas modernistas da Bahia.
17h20 – LUÍS HENRIQUE DIAS TAVARES: Memórias de um cronista no Jornal da Bahia.
18h00 – EDIVALDO M. BOAVENTURA: Um breve passeio pela trajetória de A Tarde.
18h20 – JOACI GÓES: Os dias seguintes aos 200 anos – o futuro da imprensa na Bahia.
19h00 – DEBATE.
19h30 – ENCERRAMENTO

A sessão é aberta ao público, na sede da ALB, no bairro de Nazaré e antes do encerramento haverá debate da plateia com os palestrantes.

Bela iniciativa! Bahia em Pauta parabeniza os responsáveis por ela.

(Postado por Vitor Hugo Soares)


Deputado Romário, com a senadora Lídice da Mata na Assembléia
==================================================

Deputados da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara Federal estiveram em Salvador, no dia de ontem, para analisar os trabalhos realizados no estado, voltados à realização da Copa do Mundo 2014. Durante os debates, ocorridos no Plenário da Assembleia Legislativa, com a presença de representantes do Governo do Estado e da Prefeitura de Salvador, parlamentares membros do Colegiado, disseram que vieram à Bahia buscar informações sobre os trabalhos em andamento e também debater medidas que devem ser tomadas no âmbito do Legislativo para viabilizar os encargos assumidos com a Fifa, principalmente nos setores de aeroportos, portos, comunicações, mobilidade urbana, segurança e estádios.

O deputado federal Romário roubou a cena no Legislativo baiano, e com razão. Enquanto os parlamentares só trocavam afagos entre si e à Bahia, o ex-craque dos gramados demonstrou conhecimento e cobrou das autoridades presentes informações acerca dos preparativos para a copa, em diversas áreas. Pai de uma filha com necessidades especiais, Romário é defensor aguerrido dos direitos de pessoas com algum tipo de deficiência. No debate na Assembleia Legislativa da Bahia, ele também reivindicou mais projetos de acessibilidade em Salvador.

De longe, foi o mais aplaudido, e não só por ser Romário. Nos corredores da AL, durante todo dia de ontem, só se ouvia a expressão ‘surpresa boa’, referindo-se ao mandato do deputado do PSB carioca. Logo após o evento, Romário almoçou, em um restaurante da cidade, com o governador Jaques Wagner, o prefeito João Henrique, os senadores Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (PT) e com os parlamentares integrantes da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal e da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados. Antes do embarque para Brasília, os participantes do fórum fizeram uma visita às obras da Fonte Nova

Dá-lhe, Baixinho!


================================================
Quem sabe isso quer dizer amor

Milton Nascimento e Lô Borges

Cheguei a tempo de te ver acordar
Eu vim correndo à frente do sol
Abri a porta e antes de entrar
Revi a vida inteira

Pensei em tudo que é possível falar
Que sirva apenas para nós dois
Sinais de bem, desejos vitais
Pequenos fragmentos de luz

Falar da cor dos temporais
Do céu azul, das flores de abril
Pensar além do bem e do mal
Lembrar de coisas que ninguém viu
O mundo lá sempre a rodar
E em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
Estrada de fazer o sonho acontecer

Pensei no tempo e era tempo demais
Você olhou sorrindo pra mim
Me acenou um beijo de paz
Virou minha cabeça

Eu simplesmente não consigo parar
Lá fora o dia já clareou
Mas se você quiser transformar
O ribeirão em braço de mar

Você vai ter que encontrar
Aonde nasce a fonte do ser
E perceber meu coração
Bater mais forte só por você
O mundo lá sempre a rodar,
E em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
Estrada de fazer o sonho acontecer
————————————————–
A interpretação de Milton Nascimento é espetacular, mas não esqueçam as palmas também para a belissima letra de Lô Borges.

(Postado por Vitor Hugo Soares, por indicação de Margarida)

ago
30
Posted on 30-08-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 30-08-2011


==============================================
Newton Silva para o Jangadeiro online

OPINIÃO POLÍTICA

Uma péssima reforma

Ivan de Carvalho

A proposta de financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais, para os partidos ou pelo menos para os principais partidos brasileiros, é uma prioridade da chamada reforma política, que eles não pretendem que seja geral, mas apenas pontual – incluindo os pontos que lhes agradam e excluindo os demais, entre eles, infelizmente, os que poderiam melhorar o sistema político, partidário e eleitoral do país, a exemplo do voto distrital ou, pelo menos, de um sistema misto de voto distrital e proporcional, mas sem a esperteza perversa do voto em lista.

Nos pontos da reforma política que estão sendo discutidos e que gozam de simpatias em vários partidos importantes, nada parece haver que possa realmente beneficiar o eleitor e a sociedade. Tanto um quanto a outra poderão, na verdade, sofrerem ônus financeiro e terem ainda seu atual poder político, que já não é grande, diminuído, limitado, talvez trucidado.
Há dois pontos especialmente nocivos. Um deles, tido por praticamente todos os partidos como uma espécie de bênção – ainda que para a sociedade seja e os contribuintes seja apenas mais um ônus financeiro a suportar – é o financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais. Impressionante é que de tanto partidos e políticos repetirem a falsidade, grande parte dos eleitores, da sociedade, até mesmo das pessoas como contribuintes passaram a acreditar na fábula.

A alegação é tão simples quanto falsa. O financiamento público exclusivo acabaria com as contribuições privadas, que depois são cobradas e devolvidas aos doadores em forma de superfaturamento ou simples fraudes nos contratos de obras e serviços com o poder público, alimentando assim um dos mais insuportáveis males que agridem o Brasil, a corrupção.

Mas só os muito ingênuos podem acreditar que o financiamento público exclusivo que se quer colocar na legislação vai impedir o chamado “caixa dois” das campanhas eleitorais. Ora, hoje existe, legal, o caixa das campanhas, com doações de pessoas físicas e jurídicas e o “caixa dois” já é criminoso, mas é largamente praticado. Ele representa, de longe, a maior parte do dinheiro gasto em campanhas eleitorais. Exceções? Como sempre raras – raríssimas – e honrosas.

Faça-se o caixa com o dinheiro público, onerando o contribuinte, e o “caixa dois”, de difícil fiscalização especialmente quando não há maior interesse nela, subsistirá sem traumas nem remorsos, alimentado a corrupção.

Mas como se vai dividir o dinheiro público destinado às campanhas eleitorais? Será entregue aos partidos, segundo critérios que os maiores partidos vão impor na elaboração da legislação e que, obviamente, vai favorecer a eles e prejudicar os demais, congelando, assim, o cenário político na medida em que se dificulta o crescimento de legendas pequenas ou recém fundadas.

As coisas se complicam mais ainda para a divisão do dinheiro destinado às campanhas para eleições proporcionais, de vereadores, deputados estaduais e federais. Os deputados mais votados na eleição anterior terão a mesma quantia que o azoado que não tem potencial nem para 100 votos? Uma injustiça, um contra-senso político. Não será assim. Como isso será resolvido? Por sorteio? Cara ou coroa? Não dá.

Ah, tem solução, sim. O partido faz uma lista. O eleitor deixa de escolher seu candidato, tem seu direito restrito à escolha apenas do partido. E o financiamento público “exclusivo” de campanha será gerido pelo partido, responsável pela lista que estabelece a ordem de preferência para eleição.

Ou, numa versão meio aloprada, será distribuído aos candidatos proporcionalmente a sua posição na lista.
Com isto, o contribuinte-eleitor perde o direito de escolher um determinado candidato a vereador ou deputado e muito provavelmente ajudará duplamente – com o dinheiro que lhe tiraram para o “financiamento público exclusivo de campanha” e o “voto” involuntário na lista – a eleger candidatos que não gostaria de ver eleitos.

Muito democrático.

ago
30


======================================================
” Eu te amo”, de Chico Buarque , com ele e uma baiana retada: Dá-lhe, Daniela!

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)

  • Arquivos