ago
23


===================================================

Deu em O Globo

Os exames toxicológicos no corpo de Amy Winehouse não detectaram presença de substâncias ilegais, informou Chris Goodmanseu, o porta-voz da família, nesta terça-feira. O laudo da causa do falecimento da cantora inglesa, que morreu há exatamente um mês aos 27 anos, será divulgado em outubro.

Em nota, segundo as agências Reuters e AP, ele acrescentou que foi encontrado álcool, mas que não era possível determinar a participação disso na morte dela.

“Os resultados toxicológicos divulgados pelas autoridades à família Winehouse confirmaram que não há nenhuma substância ilegal no organismo de Amy na hora de sua morte”, disse.

A cantora, que tinha histórico de abuso de álcool e drogas, foi encontrada morta em sua casa no norte de Londres, em 23 de julho.

Em janeiro deste ano, Amy Winehouse fez uma série de cinco shows no Brasil. Ela fez duas apresentações no Rio, e outras em São Paulo, Florianópolis e Recife. Sua performance cambaleante, mas carismática, nos palcos brasileiros dividiu opiniões.

Um mês antes de morrer, ela anunciou o cancelamento de toda a sua turnê europeia, após uma apresentação desastrosa na Sérvia. “Amy Winehouse está se retirando de todas as apresentações programadas”, disse um porta-voz da cantora em junho. Em maio, os executivos da gravadora da diva anunciaram o adiamento do lançamento do terceiro disco da cantora devido a mais uma internação em uma clínica de reabilitação.

(reportagem completa na edição impressa de O Globo)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos