===============================================

DICA DE MARIA OLÍvIA SOARES PARA O BAHIA EM PAUTA:

O cineasta baiano Glauber Rocha, morto em 22 de agosto de 1981, diretor de filmes emblemáticos, como Terra em Transe e Deus e o Diabo na Terra do Sol ( que concorreu à Palma de Ouro em Cannes) recebeu uma série de homenagens no Senado Federal durante todo mês de agosto, a exemplo de programações especiais exibidas pelas TV e Rádio Senado. Nesta terça, dia 23, uma sessão especial no plenário, às 14 horas, requerida pela senadora baiana Lídice da Mata (PSB), com a presença já confirmada de familiares do cineasta, sua mãe, Dona Lúcia Rocha e sua filha, Paloma Rocha, vai celebrar a memória de Glauber.

“Foi o maior cineasta baiano, um dos maiores do Brasil, reconhecido internacionalmente, e que abordou de forma muito particular a história do sertão brasileiro”, explica Lídice, acrescentando que, estudante, assistia aos filmes de Glauber Rocha no Cineclube da Escola de Economia da UFBA, em plena ditadura militar – que acabou perseguindo o cineasta por considerá-lo subversivo e forçando-o ao exílio em 1971.

No dia 24, quarta-feira, às 19 horas, o auditório do Senado exibirá o filme O Leão de Sete Cabeças, primeira produção de Glauber Rocha no exílio – filme em que Pablo, guerrilheiro latino-americano, e Zumbi, líder negro rebelde, unem-se para libertar o continente africano a ferro, fogo e sangue.

Maria Olivia Soares é jornalista, colaboradora do Bahia em Pauta

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos