ago
22

Protogenes e Brizola neto: barrados na Libia

===================================================
Deu no portal Terra

Daniel Favero

Uma comitiva brasileira composta pelos deputados brasileiros Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) e Brizola Neto (PDT-RJ) foi barrada ao tentar entrar na Líbia para onde seguiram em missão oficial para averiguar a situação naquele país, que desde fevereiro, sofre com a violência gerada por protestos pela derrubada do ditador Muammar Kadafi e pela intervenção de forças de coalizão da Otan. Protógenes disse que antes de sair da região previa que a Otan e as forças rebeldes (o Conselho Nacional de Transição) promoveriam uma carnificina na capital, Tripoli.

“Tenho certeza que a Otan vai intensificar esses bombardeiros em Trípoli, essas forças rebeldes vão avançar e vai ser uma carnificina”, disse o deputado.

Segundo o parlamentar, que viajou a convite do governo líbio e de uma entidade internacional, no dia 14, a intensificação dos combates ocorrida neste final de semana impediu a entrada da delegação em território líbio, já que os rebeldes do Conselho Nacional de Transição entraram em conflito com o Exército da Tunísia pelo controle da fronteira. A escalada da violência dentro do território da Tunísia e a falta de alimentos e água, fizeram com que a delegação decidisse voltar.

“A Otan bombardeou esse acesso que fica na cidade de Bengardain (Tunísia), que fica a uma hora e meia de Trípoli (Líbia). Os rebeldes tomaram controle dessa fronteira e impediram a nossa passagem, se passasse seria metralhado. Teve a família de um médico que tentou passar com medicamentos e teve o carro metralhado”, disse o parlamentar que considerou estranho o bombardeio ter ocorrido quando o grupo de observadores se preparava para atravessar a fronteira.

Segundo ele, a delegação, composta ainda por países europeus, latino-americanos e africanos, conversou com representantes do governo líbio, representantes do governo brasileiro, mas não conseguiu falar com a Otan, nem com o Conselho Nacional de Transição (CNT) para ouvir todos os lados envolvidos no conflito.

Mesmo com recomendações contrárias da chancelaria brasileira, Protógenes diz que alugou um carro e, acompanhado do deputado Brizola Neto, mais uma comitiva, seguiram para a região de fronteira para averiguar a situação de conflito. “Nos informaram que não teríamos condições de seguir viagem para fronteira porque estava muito perigoso e poderiam ter conflitos na fronteira da Tunísia com a Líbia, mas queriamos ver de perto a situação e os ataques que estavam sendo feitos, que aconteciam toda a madrugada”, disse.

Segundo ele não foi possível passar porque os rebeldes já haviam tomado a fronteira, dentro do território da Tunísia, o que gerou conflitos. “Pegamos carona com um comboio do Exército da Tunísia e verificamos as atrocidades”. Ele diz que na sexta feira, a Venezuela ofereceu um avião para retirara família de Muammar Kadafi do país, mas o ditador não aceitou, autorizou somente a saída de seis familiares do país.

Protógenes diz que ao invés de procurar um solução pacífica, as forças de coalizão, comandadas por países que passam por crise econômica, continuaram as investidas belicistas em busca de “uma janela de oportunidades”, já com os olhos voltados para as reservas de petróleo líbias. “É interesse deles (Otan) aumentar o conflito para obter o controle da situação e criar uma janela de oportunidades para controlar toda a da economia da Líbia”.

As constatações serão reunidas em um relatório que será encaminhado para o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), no qual os parlamentares apontam excessos cometidos pela Otan em território Líbio. Segundo ele, o documento pode sevir para que o governo brasilerio forme sua posição acerca do conflito no norte da África.

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

De acordo com informações adiantadas pela imprensa norte-americana, os procuradores aconselharam esta segunda-feira que todas as acusações contra o antigo presidente do Fundo Monetário Internacional (FMI) fossem levantadas mas oficialmente os documentos não foram tornados públicos e não se conhecem ainda detalhes.

A queixosa, Nafissatou Diallo, e o seu advogado, Kenneth Thompson, reuniram-se esta segunda-feira brevemente com os procuradores, esperando-se já que as acusações fossem reduzidas ou totalmente retiradas.

O advogado de Nafissatou Diallo denunciou um erro da justiça, depois de a sua cliente se ter reunido com o procurador de Nova Iorque: «O procurador de Manhattan Cyrus Vance recusa o direito à justiça a uma mulher vítima de violação», afirmou Kenneth Thompson.


=====================================================
Uma dose generosa de Zimbo na veia, com Amilton Godoy – Piano
Rubens Barsotti – Bateria e Luiz Chaves – Contrabaixo, tocando Wave ( Vou te Contar ), uma das obras-primas de Tom Jobim, só para lembrar que fundamental é mesmo o amor…

(Gilson Nogueira)

ago
22


=================================================
Bono Vox desmentiu, num comunicado colocado no ‘site’ da banda irlandesa U2, que está bem de saúde e que não sofreu nenhum problema cardíaco.

O vocalista entrada no Princess Grace Memorial Hospital, na semana passada, enquanto estava de férias no Mónaco, queixando-se de “dores no peito”.

Houve rumores de que Bono Vox teria tido problemas cardíacos, uma vez que o músico já foi submetido a uma cirurgia cardíaca em 2010 mas, segundo um representante da família, a deslocação do cantor ao hospital deveu-se a uma consulta de rotina.

“Bono está bem de saúde e desfruta de umas férias em família no Sul de França”, informa o comunicado postado no site dos U2.

(Informações no jornal português Diário de Notícias)


===============================================

DICA DE MARIA OLÍvIA SOARES PARA O BAHIA EM PAUTA:

O cineasta baiano Glauber Rocha, morto em 22 de agosto de 1981, diretor de filmes emblemáticos, como Terra em Transe e Deus e o Diabo na Terra do Sol ( que concorreu à Palma de Ouro em Cannes) recebeu uma série de homenagens no Senado Federal durante todo mês de agosto, a exemplo de programações especiais exibidas pelas TV e Rádio Senado. Nesta terça, dia 23, uma sessão especial no plenário, às 14 horas, requerida pela senadora baiana Lídice da Mata (PSB), com a presença já confirmada de familiares do cineasta, sua mãe, Dona Lúcia Rocha e sua filha, Paloma Rocha, vai celebrar a memória de Glauber.

“Foi o maior cineasta baiano, um dos maiores do Brasil, reconhecido internacionalmente, e que abordou de forma muito particular a história do sertão brasileiro”, explica Lídice, acrescentando que, estudante, assistia aos filmes de Glauber Rocha no Cineclube da Escola de Economia da UFBA, em plena ditadura militar – que acabou perseguindo o cineasta por considerá-lo subversivo e forçando-o ao exílio em 1971.

No dia 24, quarta-feira, às 19 horas, o auditório do Senado exibirá o filme O Leão de Sete Cabeças, primeira produção de Glauber Rocha no exílio – filme em que Pablo, guerrilheiro latino-americano, e Zumbi, líder negro rebelde, unem-se para libertar o continente africano a ferro, fogo e sangue.

Maria Olivia Soares é jornalista, colaboradora do Bahia em Pauta


================================================

VEJA publica na coluna Holofote, assinada pelo jornalista Otávio Cabral, na edição desta semana :

Um hotel brasileiro no Festival de Cannes

O publicitário Nizan Guanais, da agência África, fechou um contrato de aluguel com o Five Hotel & Spa, um cinco-estrelas da cidade francesa de Cannes. Nos próximos cinco anos, na semana do festival de publicidade, em junho, o hotel será rebatizado de África e servirá para a agência hospedar clientes e promover festas para divulgar seus produtos. Ainda neste ano, Nizan abrirá mais duas filiais internacionais de sua agência. Uma em Hong Kong, para buscar clientes no mercado chinês, e outra em Londres, com o objetivo de atuar nos Jogos Olímpicos do ano que vem.


============================================
Comentário do ouvinte Renato Arana Conde no espaço do You Tube sobre esta preciosidade dos Tribalistas (Marina Lima, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown):

Que cosaa Preciosaaaaaa…..lo estoy escuchando con mi hija e 10 meses? y se me caen la lagrimas mientras bailo con ella
COMOVEDOR!!! (Que coisa preciosa…o que estou escutando com minha filha de 10 anos e me caem as lágrimas enquanto danço com ela
COMOVEDOR

BAHIA EM PAUTA ASSINA EMBAIXO.

bom dia!!!

(VHS)

CONMOVEDOR?

Rebeldes líbios no centro de Tripoli/El Mundo(ES)

=============================================
OPINIÃO POLÍTICA

Primavera Árabe e risco

Ivan de Carvalho

A Primavera Árabe começou de repente, na Tunísia, cujo regime autoritário foi o primeiro a cair. E rapidamente. Em seguida começaram as grandes manifestações no Egito e logo ficou claro que não se restringiriam aos dois países já citados. A onda de protestos e rebeliões que espalhava-se por vários países ganhou então o apelido de Primavera Árabe.

A inspiração para o apelido veio de longe, de 1968, quando houve o que ficou conhecido como a Primavera de Praga. Na Tchecoeslováquia, país que não existe mais, por ter sido, bem depois, desmembrado, o regime comunista, então liderado no país por Alexander Dubceck, resolveu dar uma guinada espetacular em direção à liberdade e à democracia, a um novo regime que foi qualificado por Dubceck como “socialismo de rosto humano”. Uma maneira, ofensa não pensada, de dizer que o outro socialismo não tinha rosto humano.

A União Soviética mandou seus tanques, que esmagaram os estudantes que protestavam nas ruas e o “socialismo de rosto humano” de Dubceck, que foi preso, torturado e depois usado por um pouco de tempo para a montagem de uma farsa cínica pelos soviéticos, na tentativa de disfarçar a brutalidade indisfarçável.

A linha predominante que guiava os manifestantes e os revoltosos na Tchecoeslováquia de 1968 era a mesma que predominava no movimento que se espalhava por vários países árabes – liberdade e democracia. Daí a justeza do apelido de Primavera Árabe.

Quando o movimento libertário começou a espalhar-se, passando da Tunísia ao Egito, a Bahrain, assinalei neste espaço que havia motivos para comemorar, por ser um esforço dos árabes no sentido de se livrarem de suas ditaduras, várias delas ferozes, mas havia um grande risco envolvido – o desvirtuamento do movimento pelo fundamentalismo islâmico, com o eventual estabelecimento de regimes teocráticos, no modelo iraniano, por exemplo.

Isso estaria dentro das possibilidades porque, entre os manifestantes, que faziam um movimento espontâneo e desorganizado, a única força organizada eram as facções radicais muçulmanas. Isso estava muito claro no Egito e o Egito é um país chave em toda a conjuntura regional, o maior e mais poderoso país árabe e com ampla fronteira com Israel.

A Primavera Árabe está dando prova de força até surpreendente. Tirou Hosni Mubarack de uma presidência de três décadas no Egito, chegou à Líbia em meio a avaliações de que teria chances mínimas de enfrentar o regime do coronel Muammar Gaddafi, mas está aparentemente muito perto de vencê-lo, com providencial ajuda da Otan, autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU e extrapolando um pouco um mandato que recebeu desse órgão.

O feito principal, no entanto, parece ser a erupção da Primavera Árabe na fechadíssima Síria, onde um regime ditatorial, que tem apoio da China e da Rússia, está muito próximo do totalitarismo e reprime de modo crescente e sempre com brutalidade genocida a população, mas não conseguiu até agora sufocar o movimento. A própria intensidade da repressão evidencia a resistência e ampliação do movimento contrário ao regime. Movimento que não conta com ajuda externa, salvo na área diplomática.

Continua, no entanto, valendo aquela avaliação sobre o risco que a Primavera Árabe envolve. Uma radicalização puxada pelo fundamentalismo islâmico e mesmo por outros fatores e que faria de Israel seu alvo. O tratado de paz entre Egito e Israel neste momento já parece ameaçado e, se o Egito o desfizer, logo haverá cobranças para que a Jordânia também rompa o seu próprio tratado de paz com Israel. Assim, Israel voltaria a ficar totalmente sitiado por Estados adversos, salvo pelo mar.

E a conjuntura estaria então a um passo da guerra em um lugar que é, notoriamente, o estopim do mundo.

ago
22
Posted on 22-08-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 22-08-2011


===================================================
Pelicano, hoje, no Bom Dia )SP)

  • Arquivos