João Durval:”humilhação semelhante
a quem passa um cheque sem fundo”
================================================

DEU NO PORTAL UOL

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) retirou na manhã desta quarta-feira (3) sua assinatura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Transportes articulada pela oposição no Senado. Com isso, ficam faltando duas assinaturas para atingir o mínimo necessário (27 senadores) para que a comissão seja instalada.

Ataídes é suplente do senador João Ribeiro (PR-TO), afastado por motivos de saúde. O pedido de retirada da assinatura foi confirmado pela secretária-geral da Mesa Diretora, Claudia Lyra.

Segundo o UOL Notícias apurou, o PSDB avalia que a retirada da assinatura foi resultado da pressão do senador titular, que faz parte da base governista.

Algum tempo depois da retirada da assinatura, o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), publicou a seguinte mensagem no Twitter: “A humilhação de quem retira assinatura de CPI é semelhante a de quem assina um cheque e só depois percebe que está sem fundos”. Dias afirmou ainda: “O senador Ataides é suplente de João Ribeiro, do PR. Sob pressão do titular, retirou sua assinatura da CPI”.

O titular licenciado é do PR, legenda que comandava há cerca de oito anos o Ministério dos Transportes, hoje alvo da CPI. Entre as denúncias de corrupção divulgadas, havia indícios de que empresas favorecidas em obras da pasta também contribuíram financeiramente na campanha eleitoral de candidatos do PR.

Na terça-feira (2), a oposição, comandada por PSDB e DEM, tinha conseguido apenas as 27 assinaturas mínimas necessárias. No final do dia, porém, o senador João Durval (PDT-BA) também retirou a sua assinatura.

Os parlamentares do PSDB continuarão ao longo do dia com as negociações com dissidentes da base aliada para conseguir mais duas assinaturas necessárias para, de fato, instalar a CPI.

É possível que mais senadores desistam de apoiar comissão e retirem suas assinaturas por pressão da base aliada e do governo

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 3 agosto, 2011 at 13:30 #

A bahia é 100% governista

Enquanto Walter Pinheiro disputa com José Pimentel e Humberto costa o troféu Ideli Salvatti, Lídice da Matta entoa cantos ao governo Wagner, entremeados com homenagens aqui e acolá, eis que João Durval encontra a oportunidade de ser cotejado pelo Planalto, arrisca uma assinatura e “gostosamente” a retira.


luiz alfredo motta fontana on 3 agosto, 2011 at 15:37 #

“Num brinco mais”

“Quero mamãe”

Ou de como um senador muda conforme o aperto.

O “nobre” senador tucano, Ataídes Oliveira, voltou atrás de sua volta atrás, ou seja, desistiu de desistir.

Assim caminha (ou seria voa) o séquito tucano.

Caso não torne a mudar, falta só uma assinatura.

dona Dilma se desespera.


luiz alfredo motta fontana on 3 agosto, 2011 at 16:02 #

A “bagunça” é geral

Agora, o desconhecido senador, Reditario Cassol (PP-RO), atende aos apelos das sereias de plantão, e também retira sua assinatura.

Assim, salvo engano, faltam duas.

Dona Dilma suspira…


luiz alfredo motta fontana on 3 agosto, 2011 at 16:25 #

Dona Dilma sorri…

Sarney acaba de devolver o requerimento em sessão do senado, resta à oposição reiniciar a coleta em novo requerimento.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos