==================================================

==================================================

A mesma canção em dois filmes marcantes: “Quanto mais quente melhor”, com Marilyn Monroe e “Todos dizem eu te amo” . Confiram.

BOA NOITE!!!

(VHS)


Heloisa Helena:sem plano de saúde
==============================================

DEU NO UOL

A vereadora Heloísa Helena foi transferida, no final da manhã desta quarta-feira (31), para a Unidade de Dor Torácica (UDT) do Hospital Geral do Estado (HGE). Desde o início da manhã, Heloísa estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para evitar o assédio de funcionários e outros pacientes, segundo declarou a equipe médica do hospital. O estado de saúde da parlamentar é estável.

Uma nova tomografia será realizada nesta quinta-feira (1º) pela manhã e só após o exame é que os médicos avaliarão a possibilidade de dar alta à vereadora do PSol. Heloísa Helena ingressou no HGE na noite de ontem (30), com tontura e mal estar.

O irmão de Heloísa, Hélio Moraes, disse ao Tudo Na Hora que a vereadora ainda reclama de tontura e sonolência. “Nossa preocupação é porque ela é hipertensa, o que pode gerar outros problemas de saúde”.

Ainda durante a madrugada, ela foi submetida a vários exames, entre eles hemograma, eletrocardiograma e tomografia computadorizada. A ex-senadora deu entrada no HGE por volta das 23 horas. Ela foi levada inicialmente para a ala vermelha, já que a preocupação dos médicos era com problemas cardíacos e respiratórios.

A vereadora de Maceió espera também a avaliação do cardiologista da família, segundo afirmou o seu irmão. Ele falou que Heloísa só conseguiu vaga no HGE por ser uma pessoa influente. “Na verdade ela está numa vaga improvisada, porque quando chegou aqui ontem, estava tudo lotado”, afirmou.

Hélio Moraes, que é médico, disse que a família desconhecia o fato de Heloísa não ter plano de saúde. “Ela tem direito a usar o plano de saúde do Senado, mas se recusa a fazê-lo porque não é mais senadora”, disse o irmão da vereadora.

O ex-marido dela, Mário Agra, atribuiu o problema cardíaco ao estresse que ela está submetida. “Ela tem uma vida saudável e pratica atividades físicas com frequência”, afirmou.

Claudio Leal
Targino: “sem medo de cara feia”
===============================================
Deu na revista digital Terra Magazine

CLAUDIO LEAL

Na polêmica votação da reforma do plano de saúde dos servidores do governo da Bahia (Planserv), nesta quarta-feira (31), na Assembleia, o deputado estadual Targino Machado (PSC) levantou um saco de moedas, durante um discurso, para insinuar que seus colegas foram comprados para dar voto favorável. A proposta do governo Jaques Wagner, rejeitada por opositores e organizações trabalhistas, sugere a cobrança extra por consultas e procedimentos médicos que ultrapassem um patamar pré-determinado.

O governador petista queria limitar o número de consultas a seis ao ano, mas houve pressões para que elevasse o patamar para dez.

– Não acho que seja de graça que deputados votem contra interesses do povo. Quanto o governo está gastando com cargos e benesses para os deputados? – acusa Targino Machado (PSC), em entrevista por telefone a Terra Magazine.

O deputado critica a urgência do projeto do governo petista e acrescenta que nem mesmo o ex-governador Antonio Carlos Magalhães (1927-2007), com fama de autoritário, tentou mudar os direitos dos servidores.

– Quis dizer que a Assembleia Legislativa gasta mais de R$ 300 milhões por ano e é improdutiva. Pode acabar e não fará falta ao povo da Bahia. Infelizmente, aqui não se vota nada de interesse do povo. Os deputados são impedidos. Vota-se somente títulos de cidadão, os chamados títulos “puxa-saco”. O governo mandou um projeto cruel, que nem o ditador-mor, Toninho Malvadeza (apelido dado a ACM por opositores), teve coragem de fazer – ataca.

Machado afirma que não teme uma representação dos colegas, por ter insinuado a venda de votos em plenário. “Não tenho medo de cara feia”, reage, citando o artigo 84 da Constituição do Estado, que garante a inviolabilidade do discurso. Terra Magazine apurou que o deputado não goza de credibilidade entre os colegas, além de ter reputação de “histriônico” e “agressivo”.

Terra Magazine

ago
31

Desde a manhã desta quarta-feira, 31, último dia de agosto de 2911, que a Assembleia Legislativa da Bahia vive um inusitado clima de agitação e debates. Servidores públicos estão reunidos nos corredores da Casa aguardando o início da votação do projeto de lei que muda as regras do Planserv (plano de saúde dos servidores estaduais). Um encontrro entre parlamentares e representantes do funcionalismo começou às 10horas e só terminou agora.

A bancada de oposição, que tava de fora do ‘tatame’, também conseguiu participar da reunião. No início, servidores não queriam que o encontro fosse realizado na sala da Liderança da Maioria. Eles solicitaram o cancelamento da reunião, mas o líder do governo, deputado Zé Neto (PT), recusou.

Para evitar mais ‘aborrecimento’, o embate aconteceu no Salão Nobre. Vale registrar que as rusgas com o projeto não são apenas entre os deputados. Sindicalistas também estão visivelmente divididos, as discussões subiram o tom, e muito, basta uma caminhada pelos quatro cantos do legislativo baiano para conferir. Daqui a pouco, a base do governo vai se reunir com técnicos do Planserv para nova rodada de negociações e avaliar as novas propostas dos representantes do funcionalismo público e dos deputados opositores. Pelas previsões do presidente da AL, deputado Marcelo Nilo (PDT), os debates deverão entrar pela madrugada, quanto à votação do projeto, só amanhã. O apitaço não pára, a peleja promete.

Fiquem de olho, servidores, porque como dizia o colunista Ibrahim Sued, “cavalo não desce escada”


Obama: no olho do furacão

=======================================================

O Presidente norte-americano, Barack Obama, declarou hoje o estado de “grande catástrofe” na Carolina do Norte e Nova Iorque na sequência da passagem do furacão “Irene”, que provocou 49 mortos nos Estados Unidos, Canadá e Caraíbas.

A decisão permitirá desbloquear fundos federais para as operações de socorro naqueles dois estados, onde a passagem do furacão, no fim de semana, originou inundações e danos significativos, deixando milhões de pessoas sem energia elétrica.

Os estragos causados pela tempestade poderão custar entre 5.000 e 7.000 milhões de dólares (3,4 mil milhões de euros e 4,8 mil milhões de euros), segundo uma avaliação da sociedade de gestão de risco Eqecat.

Três dias após a passagem da tempestade, os serviços de socorro continuavam hoje a tentar ajudar milhares de pessoas isoladas por inundações e muitas localidades permaneciam sem energia elétrica.

Em várias zonas, a ajuda de urgência tem de ser distribuída por barcos ou por meios aéreos.

“O problema é a inacessibilidade”, disse à agência francesa AFP o chefe das operações de socorro, Dave Miller.

ago
31
Posted on 31-08-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 31-08-2011

Mensagem postada em seu endereço no twitter pelo jornalista e apresentador do CQC (Rede Band), Marcelo Tas, na manhã desta quarta-feira, 31, último dia de agosto:

“Gasta-se uma fortuna com TV Câmara, TV Senado, TV Justiça, NBR, TV Brasil… para tudo terminar no voto secreto! #fimdapicada

Bahia em Pauta comenta: Na mosca!!!

Show Acabou chorare por Moraes Moreira from IMS – Instituto Moreira Salles on Vimeo.

=============================================
Dica da jornalista Maria Olivia Soares para começar linda e baianamente no BP esta quarta-feira, 31, último dia de agosto de 2011.

Em 23/8/11, o Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro apresentou o show Acabou chorare por Moraes Moreira, com a participação especial do filho do músico, Davi Moraes. Além de interpretar as composições do disco, Moraes Moreira contou ao público um pouco sobre a história do LP .

Este show (aqui na íntegra) faz parte da série produzida pelo IMS, iniciada em 2010, dedicada a grandes discos da música popular brasileira. O primeiro a receber a homenagem foi A arte negra de Wilson Moreira e Nei Lopes, de 1980. Depois foi a vez do disco Monarco, de 1976, o primeiro solo do sambista. Em abril deste ano, Edu Lobo interpretou o repertório do memorável O grande circo místico, de 1983.

BOM DIA CP MORAES E DAVI!!!

ago
31
Posted on 31-08-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 31-08-2011


=================================================
Dálcio, hoje no Diário do Povo (Campinas-SP)


Dilma na reunião do Conselho Político
======================================

OPINIÃO POLÍTICA

Saúde: fuga ao desgaste

Ivan de Carvalho

Na segunda-feira, a presidente da República reuniu-se com o Conselho Político da coalizão de governo e, dentre os assuntos abordados – não diria discutidos, porque já é notório que quando Dilma Rousseff comanda uma reunião não fica muito espaço para discussão – esteve o projeto de lei complementar que regulamenta a Emenda Constitucional nº 29.

A regulamentação da Emenda 29 – esta, aprovada no ano 2000 – é de máxima importância para a população brasileira, pois vai permitir e determinar os percentuais das receitas correntes brutas que a União, os Estados e os Municípios terão de destinar ao setor de saúde, cada entidade dessas no seu âmbito.

Os percentuais para o setor de saúde determinados pelo projeto de lei complementar que as lideranças na Câmara dos Deputados querem votar logo – contrariando a posição da presidente Dilma Rousseff e de seu governo, bem como da grande maioria dos governadores de Estados e de numerosos prefeitos – são de 10 por cento das receitas correntes da União, 12 por cento das receitas correntes dos Estados e 15 por cento das receitas correntes dos municípios.

Isto significará – ou significaria, pois ainda não foi aprovado e pode não ser – um grande salto no conjunto de recursos para o setor da saúde e, consequentemente, havendo boa gestão, uma muito expressiva melhoria de qualidade do péssimo serviço prestado atualmente, principalmente pelo SUS.

Na reunião do Conselho Político, segundo contou ontem em seu site o jornalista Cláudio Humberto, a presidente Dilma Rousseff, no estilo sutil como um trator que a vem consagrando, passou sua posição ao Conselho Político. Quando o líder do PT no Senado, Humberto Costa observou – levantando a bola para a presidente declarar sua posição – que seria desgastante impedir a votação da regulamentação da Emenda 29, Dilma Rousseff “gritou”: “De onde você vai tirar o dinheiro? E quem souber de onde tirar o dinheiro levanta a mão agora!”.

Ninguém levantou, claro, pois essa questão das fontes de recursos é complexa e cabe ao Executivo fazer uma proposta de remanejamento de gastos, cortando-se recursos destinados ao supérfluo e ao desnecessário e até mudando prioridades que o próprio governo haja estabelecido. Esta proposta, então, seria submetida ao Congresso, se isto fosse legalmente necessário.

Mas o senador Antonio Carlos Valadares, do PSB de Sergipe, que foi relator da CPMF – imposto travestido de contribuição e que já não existe, pois a última vez que deliberou sobre ele, o Congresso o rejeitou – propôs a recriação do tributo. Dilma atirou outra pedra: “Então faz o projeto você e aprova, porque eu é que não quero desgaste para o governo”.

O Conselho Político saiu da reunião com a presidente certo de que a determinação dela é radicalmente contrária à votação da regulamentação da Emenda 29. Mas ontem os líderes aliados na Câmara informaram à ministra de Relações Institucionais, senadora Ideli Salvatti, que não há como atender ao “apelo” da presidente Dilma para adiar a votação da regulamentação (que já está parada há cerca de três anos no Congresso).

O presidente da Câmara, Marco Maia, comentou que os líderes dos partidos estão lhe dizendo para por a emenda em votação (no final de setembro, ocasião para a qual está agendada a votação) e que, se os líderes não mudarem de posição, ele terá que promover a votação (na Câmara, falta votar somente um destaque). Depois disso, o projeto de lei complementar irá para o Senado.

ago
31
Posted on 31-08-2011
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-08-2011


====================================================
BOA NOITE!!!

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 24 25

  • Arquivos