DEU NO COMUNIQUE-SE

Além do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que pretende oferecer internet a preços populares, a presidente Dilma Rousseff quer popularizar o uso de tablets no Brasil. Dilma já pediu ao novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que negocie com empresas nacionais valores entre R$ 400 e R$ 500. A presidente, que possui um iPad, quer que os leitores digitais a preços populares também possam ser parcelados.

“A Dilma falou assim: ‘chama os produtores nacionais de computador e faz uma negociação com eles para fornecer tablets com preço mais popular’. Preço popular seria R$ 400, R$ 500, algo que a prestação caiba no bolso”, afirmou o ministro em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo. Atualmente, o iPad custa entre R$ 1.649 a R$ 2.599 no Brasil.

Além de Dilma, o empresário Eike Batista já demonstrou preocupação com o alto preço do iPad no País. Eike confirmou que negocia a instalação de uma fábrica dos produtos da Apple no Brasil. Eike conversou com dois grupos responsáveis pela montagem dos aparelhos da Apple na Ásia. A intenção é que a fábrica seja instalada no complexo do Porto Açu, da LLX, companhia de logística da EBX, em São João da Barra, no litoral norte do Rio de Janeiro.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos