jul
17

Morreu este domingo, aos 65 anos, o jornalista Cleomar Brandi
Ele estava internado no Hospital Primavera, Zona Sul, para tratar de um tumor, havia algumas semanas. Um dos maiores nomes do jornalismo no Nordeste, Cleomar Brandi estava internado no Hospital Primavera, em Aracaju, para tratar de um tumor, desde o mês de junho. Há alguns anos Brandi já lutava pela vida enfrentando diversas internações por problemas de câncer e decorrentes de diabetes.

O velório ocorre no cemitério Colina da Saudade, desde as 20h. O sepultamento ocorre nesta segunda-feira, 18.

A morte de Cleomar Brandi já repercute na capital sergipana. O governador Marcelo Déda, através da mídia social Twitter – onde já foram publicadas diversas manifestações de pesar – lamentou a perda. “Perdemos Cleomar Brandi, exemplo de amigo, jornalista e mestre de uma geração. Um homem que sabia o exato sentido da palavra dignidade”, disse. Diversos jornalistas e personalidades também comentam o fato, destacando não apenas o exemplo de luta pela vida, mas sua grandiosidade e importância para o Estado.

Cleomar Ribeiro Brandi nasceu no dia 18 de janeiro de 1946, na cidade de Ipiaú, Bahia, filho de Waldemar Brandi e Cleonice Ribeiro Brandi. A atuação no jornalismo começou no Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), quando foi aprovado em um concurso público, em primeiro lugar. Cleomar mudou-se para Aracaju para compor a equipe que colocaria no ar a única emissora de televisão pública do Estado, a TV Aperipê, onde ainda atuava.

Brandi também trabalhou na TV Sergipe, na TV Jornal, na Delmar FM, no Jornal de Sergipe, na TV Caju e, também atualmente, no Jornal da Cidade. Ele foi correspondente da revista Veja durante dois anos e atuou na diretoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE).

Em 2009 ele lançou ‘Os segredos da Loba’, uma coletânea de textos escritos durante os 32 anos de jornalismo.

Be Sociable, Share!

Comentários

Emídio Carlos C. Brandi on 22 dezembro, 2011 at 9:33 #

Realmente tio cleomar era um homem extraordinário deixou muitas saudades tanto aos parentes , que eu o conheci desde criança, tenho orgulho de suas lembranças. Este ainda é o “Cara” fora de série. Que Deus abençoe a Tia Cleonice e irma~so : Luiz< Chico e Zé Carlos.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos