jul
16

Suarez e Aguero: coadjuvantes brilhantes
de um clássico luxuiso da América Latina

===========================================

Argentina e Uruguai fazem o primeiro clássico da Copa América neste sábado, às 19h15 (de Brasília), no Estádio General Brigadeiro Estanislao Lopez, em Santa Fe, pelas quartas de final. O duelo, além de ser o mais esperado dessa fase, reacende uma rivalidade histórica entre os vizinhos de Rio da Prata, considerados ‘copeiros’, na grande competição entre seleções da América do Sul.

A última vez que ambos se enfrentaram de forma decisiva foi nas Eliminatórias para o Mundial de 2010, quando os argentinos, necessitando da vitória, foram até Montevidéu e bateram os anfitriões por 1 a 0, com gol de Bolatti, garantindo sua vaga na África do Sul e forçando o Uruguai a buscar uma vaga na repescagem, contra a Costa Rica.

Na Copa América, no entanto, a vantagem recente é uruguaia. Mesmo sendo os maiores campeões da disputa (14 troféus para cada), os dois países acabaram relegados a um segundo plano nos torneios recentes, já que o Brasil ganhou quatro das últimas cinco edições da Copa (a outra ficou com a Colômbia).

Os dois se enfrentaram em confrontos decisivos para o seu futuro já na longínqua competição de 89, no Brasil, quando Sosa marcou dois e o Uruguai saiu vencedor, em partida válida pela fase final, um grupo de quatro seleções que ainda tinha o Brasil, campeão naquela ocasião, e o Chile.

Dois anos antes, na Argentina, assim como dessa vez, o final foi o mesmo. Vitória celeste por 1 a 0 nas semifinais, em pleno 9 de julho, feriado da Independência hermana. E é respeitando isso e o momento atual de Forlán, Suarez e companhia que os donos de casa pregam cautela com o adversário.

“Não se pode deixar de respeitar o Uruguai e a sua grandeza. Estamos falando de enfrentar um adversário que ficou em quarto lugar na última Copa do Mundo e que conta com atletas de primeira linha do futebol mundial. Sabemos que as dificuldades serão enormes, mas vamos jogar em nosso país e nos imaginamos na grande decisão”, disse Sergio Batista, técnico da Argentina.

Oscar Tabárez, técnico do Uruguai, também demonstra muito respeito ao adversário. “O Uruguai terá que estar em um dia muito inspirado, com as coisas dando muito certo para o nosso lado. Além disso, esperamos que a Argentina não esteja desta maneira também. Trata-se de um clássico, a ser decidido nos detalhes”, analisou.

Be Sociable, Share!

Comentários

Graça Azevedo on 16 julho, 2011 at 22:09 #

Ficou o Uruguai!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos