===============================================
Viva a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade!!! E Chet Baker!!!

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)

Chavez depois da cirurgia em Cuba

=============================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS (PORTUGAL)

O presidente da Venezuela, Hugo Chavez, vai receber tratamento contra o cancer em hospital brasileiro. A notícia foi adiantada pela agência Reuters, citando fonte do governo brasileiro que pediu para não ser identificada. Esta é uma das preincipais manchetes da edição online do jornal português Diário de Notícias.

Chávez deve receber tratamento no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, mas ainda não há previsão de data, pois isso depende de avaliação médica, escreve a Reuters.

A opção de Chavez, 56 anos, receber tratamento no Brasil teria partido de oferta do governo brasileiro.

O presidente assumiu na quarta-feira(13), em entrevista ao canal estatal VTV, em Caracas, que provavelmente precisará de radioterapia ou quimioterapia.

Hugo Chavez foi submetido a uma cirurgia em Cuba, em 10 de Junho, para a remoção de um tumor no cólon.


==============================================
A Leila Diniz. com admiração e saudades da turma do BP.

BOA NOITE!!!

(vhs)

Leila Diniz: “Todos os cafagestes que
conheci na vida são uns anjos de pessoa”

=========================================== CRÔNICA

SAUDADE DE LEILA DINIZ

Regina Soares

Quando alguém parte cedo demais deixa a impressão que vai voltar, anda por ai rondando, não nos deixou… Ela, Leila Diniz, partiu no rabo de um avião e não voltou mais. Ninguém entendia quando as noticias invadiam nossos ouvidos na manha de 14 de Junho de 1972, voltando de um festival de cinema na Austrália, onde ganhara o premio de melhor atriz pelo filme “Mãos Vazias”, voltando cedo, para rever Janaina, a menina que carregara no ventre como um troféu, exibido com mais orgulho do que o que acabara de ganhar na Austrália, nas praias do Rio, nos diziam que ela não alcançaria o seu destino.

O Brasil balançou nos seus alicerces da “moralidade” quando Leila decidiu que com ela a coisa tinha que ser como ela queria e não como exigiam as normas dos usos e costumes. O mundo ouvia rock’n’roll, o Brasil ensaiava bossa nova e a Leila desafiava, estimulava, enfrentava e divertia os brasileiros com atitudes que quebravam os tabus e “ouriçavam” as cabeças de meninas e meninos, em iguais proporções.

O cinema novo ganhou sua musa em seus primeiros passos. Os jornais, em especial “O Pasquim”, exibiam suas idéias e sua figura natural e deslumbrante de uma beleza que desafiava as regras até então impostas. Era capaz de dizer palavroes em publico, que imediatamente se transformavam em asteriscos. “Cada palavrão dito pela rósea boquinha da bela Leila foi substituído por uma estrelinha, é por isso que a entrevista dela até parece a Via Láctea”, explicava o jornal alternativo da época. Foi tanta estrelinha que em 1969 a censura previa foi estabelecida, pelo governo militar, e ganhou o seu nome, “Decreto Leila Diniz” produzido pelo ministro da Justiça Alfredo Buzaid.

Alegria e irreverência, numa personalidade ousada, inimiga de todas as convenções, tornaram Leila numa figura marcante preocupada apenas em ser fiel ao seu próprio sistema de valores. Criticada pela sociedade machista/patriarcal, perseguida pela direita, difamada pela esquerda
conservadora e considerada vulgar, pelas mulheres do seu tempo, tornou-se, por não abdicar dos seus sonhos, num ícone da liberdade.

“Eu faço qualquer coisa que me dê alegria e
dinheiro, seja Shakespeare ou Gloria Magadan”

“Viver, intensamente, é você chorar, rir, sofrer, participar das coisas, achar a verdade nas coisas que faz. Encontrar em cada gesto da vida o sentido exato para que acredite nele e o sinta intensamente”

“Você pode muito bem amar uma pessoa e ir para cama com outra. Já aconteceu comigo”.

“Quebro a cara toda hora, mas só me arrependo do que deixei de fazer por preconceito, problema e neurose”.

“Não morreria por nada deste mundo, porque eu gosto realmente é de viver. Nem de amores eu morreria, porque eu gosto mesmo é de viver de amores”.

“Eu posso dar para todo mundo, mas não dou para qualquer um”.

“Cafuné na cabeça, malandro, eu quero até de macaco”.

“A mulher brasileira deveria ir menos ao psicanalista e mais ao ginecologista”.

“Sempre andei sozinha. Me dou bem comigo mesma”.

“Eu trepo de manhã, de tarde e de noite”.

“Todos os cafajestes que conheci na vida são uns anjos de pessoas”.

“Eu durmo com todo mundo! Todo mundo que quer dormir comigo e todo mundo que eu quero dormir”.

“Só quero que o amor seja simples, honesto, sem os tabus e fantasias que as pessoas lhe dão”.

“Não sou contra o casamento. Mas, muito mais do que representar ou escrever, ele exige dom”

Estas, e tantas outras celebres frases de Leila, sem falsos pudores, escancarando a vida intima, em plena ditadura militar, paranóica na defesa de valores tradicionais da familia brasileira, com somente 24 anos, era difícil de acreditar na revolução que ela fazia, ao seu modo, modificando o comportamento de uma nação em transe.

Regina Soares é advogada, mora em Belmont, na área da baia de San Francisco, Califórnia (USA), de onde escreve para o Bahia em Pauta.


============================================
Para a França, um viva a pleno pulmão na data da vitória histórica de seu povo, em especial para Paris depois do filme maravilhoso de Woody Allen.

Quanto a Rosane Santana, colaboradora e amiga especial deste site blog baiano plugado no mundo desde o seu primeiro rugido, tudo quanto se disser aqui quanto à sua inteligência , talento profissional e corajosa resistência ética pessoal, será repetitivo e óbvio.

Mas, como nunca é demais dizer quanto o Bahia em Pauta é agradecido a ela, e quanto todos que fazem este blog a querem bem e a admiram, deixemos que o imbatível Charles Trenet cante por nós nesta data.

Para a França e para Rosane, com admiração e emoção.

(Vitor Hugo Soares, editor, Margarida Cardoso, revisora, Marcia Dourado da Fonseca, moderadora, e toda turma do BP)


==================================================

BP – EDITORIAL

LADEIRA ABAIXO

Há um flagrante descompasso entre o que prega a propaganda oficial e a situação da Educação no Estado. O Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado, inclusive, conscientes do problema, estão a cobrar do governo Jaques Wagner, uma solução para o que beira o descalabro no setor.

Nada menos que 60% do quadro de servidores da educação, inclusive professores, trabalham no regime de contratação, percebendo em torno de um salário mínimo, isto mesmo, um salário mínimo mensal, mais precisamente R$ 580 reais por 20 horas de trabalho semanal – jornada permitida aos contratados.

Ocorre que, não bastasse o humilhante salário, que percebem até mesmo professores com nível superior, pós-graduação e mestrado, não há regularidade no pagamento. Em todo o estado, milhares deles (milhares), contratados em regime de serviço temporário, estão com salários atrasados há mais de três meses. Alguns já pensando em impetrar mandado de segurança para a garantia dos direitos, diante do abuso.

Um descalabro para qualquer governo. E um descalabro ainda maior para um governo eleito com proposta de mudança nas áreas sociais como educação e saúde.

Boa parte desses professores tem abandonado a sala de aula (parte significativa), gerando uma rotatividade de mestres, que atinge a estonteante média de três professores de uma mesma disciplina, em uma única classe, durante o ano, prejudicando a continuidade do calendário pedagógico.

Os alunos – maioria pertencente às classes mais pobres – sofrem com a mudança constante de professores e a perda de conteúdo programático, o que leva a concluir estar em marcha uma verdadeira tragédia na educação baiana. Estas são informações que nos chegam de dentro das salas de aula, frise-se.

Para os professores efetivos, a situação não é muito diferente. A despeito de estarem com os salários em dia, milhares deles (milhares) estão à espera de promoções, melhorias salariais asseguradas na lei, em virtude de cursos de aperfeiçoamento, como mestrado e doutorado, e tempo de serviço, entre outras.. Há professores efetivos, com mestrado, ganhando em torno de R$ 800 reais.

Junte-se a isso, milhares de livros didáticos empilhados em “bibliotecas” (salas sem qualquer condições de armazenamento), encaixotados, entregues mesmo às traças, bem como equipamentos eletrônicos comprados para supostamente funcionarem como instrumento de apoio, mas que estão estragando por falta de uso, porque não há servidores para operá-los.Ora bolas, bom mesmo é para as editoras e indústrias de equipamentos eletrônicos, que faturam aos milhares pela venda dos produtos.

Não bastasse tudo isso, os cargos das diretorias regionais de educação (Direcs), em todo o estado, viraram alvo de disputas intestinas entre várias facções partidárias, com reflexos, dizem, até mesmo na sucessão municipal de Salvador. Ufa!

Agora, como antes, interessa mesmo o marketing das obras faraônicas, das jogadas espetaculares, da propaganda enganosa e coisas que tais. Tudo conta. Menos, o povo, a sociedade.

Já passou da hora do Ministério Público atuar pra valer, como guardião dos direitos e garantias constitucionais e do Estado Democrático.

jul
14
Posted on 14-07-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 14-07-2011

Doana Canô: de volta ao seu Santo Amaro/img.Arquivo

DEU NO PORTAL G1

A matriarca da família Velloso, Dona Canô, de 103 anos, deixa o Hospital São Rafael, em Salvador, na manhã desta quinta-feira após uma semana de internamento. “Ela passou uma noite tranquila, dormiu bastante”, conta a escritoria Mabel Velloso, irmã dos cantores Maria Bethânia e Caetano Veloso.

Mabel afirma que Dona Canô seguirá direto para Santo Amaro, cidade onde mora, a 72 km da capital baiana. A assessoria de imprensa do Hospital São Rafael confirmou a alta médica.

Claudionor Velloso estava internada em observação na unidade hospitalar desde quinta-feira (7), por conta de dores abdominais e falta de ar. Durante o período, os boletins médicos do hospital, assinados pelo médico pneumologista Guilherme Montal e pelo cirurgião Paulo Amaral, assinalavam que a paciente respirava sem ajuda de aparelhos e estava em estado lúcido.

jul
14
Posted on 14-07-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 14-07-2011


===============================================
Duke, hoje no Super Notícia (MG)


===============================================
OPINIÃO POLÍTICA

Os novos homens-bomba

Ivan de Carvalho

O homem-bomba é uma arma revolucionária inventada no fim do século passado pelos inimigos de Israel e da qual derivaram, com o passar dos anos, a variante da mulher-bomba e, bem mais recentemente, a mais nova geração dessa arma, a criança-bomba. A tecnologia da pessoa-bomba ainda tem como alvo principal, mas já não mais exclusivo, o povo de Israel. Tem sido usada em outras situações, como é o caso, por exemplo, no Afeganistão.

A essência do homem-bomba é a decisão de explodir a si mesmo para explodir tudo o que lhe esteja próximo, preferencialmente pessoas. O homem-bomba está preparado para acionar o detonador de si mesmo e, explodindo-se, explodir os circunstantes.

Uma nova geração de homens-bomba está surgindo no meio político brasileiro. Está estruturada numa tecnologia diferente (os brasileiros são muito criativos). Não usa cintos e blusões abarrotados com TNT ou C4, esses explosivos tão ao gosto da Al Qaeda, dos talibãs, do Hamas, do Hezbollah, das Farc de outras organizações terroristas ou até mesmo integradas nas máquinas de alguns (ou muitos) Estados.
O diferencial do homem-bomba brasileiro é que não é de sua tecnologia explodir a si mesmo para explodir os circunstantes, os inimigos, preferencialmente ex-aliados. O homem-bomba brasileiro carrega elementos de alto poder explosivo que nenhuma semelhança objetiva têm com TNT, C4 e essas coisas, mas subjetivamente pode-se identificar a semelhança no binômio “explodir e destruir”. O explosivo do homem- bomba brasileiro é a língua.

Mas o que distingue a pessoa-bomba convencional do homem-bomba brasileiro (aqui ainda não surgiu nenhuma relevante mulher-bomba metida numa burca – Erenice Guerra não usava burca e nem se propôs, justiça se faça, a ser mulher-bomba – e nem a mais inocente criança-bomba), é menos a língua do que a essência de cada um.

O homem-bomba brasileiro não passa por lavagem cerebral que o leve a explodir a si mesmo e ele não carrega um detonador. Ele nunca toma a iniciativa de explodir, somente a de ameaçar explodir. Mas o que ameaça: ele ameaça que, se malvadamente atirarem nele, melhor dizendo, se o explodirem, então ele não esquecerá de cuidar para que a explosão atinja os que atiraram e os que não o defenderam. Único homem-bomba brasileiro que, até hoje, explodiu, foi Roberto Jefferson.

Mudando de assunto, que nem sei como entraram homens-bomba neste espaço, vale repetir, para que não se perca, a memorável frase do senador Alfredo Nascimento, presidente nacional do PR e na semana passada exonerado do cargo de ministro dos Transportes, que ocupou sob Dilma e Lula, frase registrada ontem na coluna Painel da Folha de S. Paulo: “Eles estão pensando que o Pagot sabe das coisas? Quem sabe tudo daquele ministério sou eu”. O ex-ministro estava irritado e avisava que não toleraria continuar sendo “demonizado”. Mas não explodiu. Implicitamente, disse apenas que se explodir…

Antes do ex-ministro insinuar que pode, a depender dos ataques que sofrer, explodir, temia-se que explodisse o diretor geral do DNIT em gozo de férias, Luís Antônio Pagot, que ontem na Câmara já falou abertamente em continuar no cargo depois das férias, o que, definitivamente, desarmaria a bomba que há no homem.

Pato:dois gols e grande nome do jogo

=================================================

DEU NO IG

O ataque titular finalmente desencantou nesta Copa América e a seleção brasileira venceu o Equador por 4 a 2, na noite desta quarta-feira em Córdoba, e se classificou em primeiro do Grupo B para as quartas de final da Copa América – com cinco pontos, como a Venezuela, mas com saldo de gols maior (2 a 1). O rival na próxima fase será o Paraguai, o segundo melhor terceiro colocado, que fez parte da mesma chave brasileira (houve empate 2 a 2 no confronto direto) – o jogo será domingo, 16 horas, em La Plata.

Alexandre Pato marcou dois gols e Neymar os outros dois, em um jogo emocionante e que a cada gol marcado mudava a posição brasileira na chave e, com isso, o adversário nas quartas de final. Somente a derrota eliminava a seleção da competição de forma antecipada. Os gols tiram um pouco a pressão sobre os garotos do ataque, pressionados por duas atuações ruins contra Venezuela e Paraguai – apenas o reserva Fred e o meia Jadson tinham feito gols.

O resultado evitou o que poderia ser a pior campanha brasileira na Copa América. Uma eliminação na primeira fase deixaria o Brasil em 11° lugar – até agora a pior colocação foi um sexto lugar, em 1993, no Equador.

Pages: 1 2

  • Arquivos