Kertész (com Geddel):vai dar caldo?

=================================================

Na edição desta semana a revista VEJA publica na coluna Holofote, assinada pelo jornalista Felipe Payury, a seguinte nota:

=====================================================

O PT contra a renca

Na Bahia, PSDB, DEM e PMDB são inimigos históricos. Mas estão prestes a celebrar uma aliança para tentar derrotar o candidato do governador Jaques Wagner, Nelson Pellegrino(PT).As três correntes da oposição negociam um candidato comum. Chefete do DEM local, ACM Neto pleiteia para si a candidatura a prefeito de Salvador em 2012. O PSDB defende o nome de Antonio Imbassahy. Babalorixá do PMDB baiano, o vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, Gedel Vieira Lima, defende o radialista Mario Kertész, prefeito da capital nos anos 80.Geddel alega que não pode apoiar nenhum dos outros candidatos, por estar no governo e eles serem líderes oposicionistas.

=====================================================

BAHIA EM PAUTA COMENTA:

Informado da apimentada nota da revista por um ouvinte quando estava no ar na batuta de seu programa de espetacular audiência na Radio Metrópole – Salvador, Kertész disse que já sabia da publicação.Mas fez um comentário significativo, bem ao jeito do homem de rádio que não perdeu o tino nem o timing da política:

-Isso me diverte muito!

===============================================
Divertido é, de fato.Mas a verdade é que, se aceita pelo indicado, a ideia de Geddel ( a bem da verdade lançada originalmente no ar pelo deputado Lucio Vieira Lima ao ser entrevistado na Metrópole), daria um caldo de tempero apetitoso à disputa pelo lugar de João Henrique no Palacio Tomé de Souza.

A conferir

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos