======================================================
Baby e Pepeu, a mais perfeita combinação enquanto durou.

BOA NOITE !!!

(VHS)

deu no site do blogueiro Chico Bruno:

( http://www.chicobruno.com.br/ )

Direto da Varanda: Chico Bruno
Trocando as bolas

O noticiário da imprensa traz claras demonstrações que o país está de ponta cabeça.

O “Samba do Crioulo Doido”, paródia composta pelo jornalista Sérgio Porto, sob pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta, em 1968, está mais atual do que nunca.

A coisa está tão sem pé nem cabeça que até brilhantes jornalistas políticos andam trocando as bolas.

Adriana Vasconcelos, Gerson Camarotti e Vivian Oswald, no Globo, de hoje (16), por exemplo, abrem uma matéria com a seguinte afirmação:

“A presidente Dilma Rousseff determinou ontem aos governadores do Norte e do Nordeste que fechem um acordo com Rio de Janeiro e Espírito Santo para evitar a derrubada do veto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à redistribuição total dos royalties do petróleo, aprovada no ano passado por parlamentares.”

Os jornalistas usam o verbo determinar, grifado em negrito acima, ao invés de pedir.

Onde já se viu em uma democracia um presidente dar ordens a governadores eleitos. Isso é praxe em regimes de exceção, onde os governadores são nomeados pelos ditadores.

Em uma democracia, o presidente da República não manda em governadores eleitos pelo voto direto dos eleitores. Ele usa o verbo pedir.

Talvez, os jornalistas estejam contaminados pela versão de que a presidenta Dilma Rousseff não é dada a solicitar nada, mas a ordenar.

Essa versão é que faz a paródia de Sérgio Porto estar tão atual.

Aliás, a coisa anda tão destrambelhada, que a jornalista Renata Lo Prete reproduz no Painel da Folha, de hoje, o pito passado pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na nova ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, justamente pelo tratamento dispensado por ela a um grupo de governadores.

E olha que Ideli, apenas quis tirar uma lasquinha, mostrar serviço.

Ela disse ao grupo de governadores que, desde segunda-feira (13), “pedia a Dilma Rousseff que os recebesse”.

O governador de Pernambuco não gostou do que ouviu e repreendeu Ideli.

– Com todo o respeito, a senhora sentou nessa cadeira agora. Nós somos governadores eleitos. Não precisamos de ajuda para falar com a presidente.

Resumo da ópera.

A coisa anda tão fora dos conformes neste Brasil varonil, que a toda hora o Supremo Tribunal do país é acionado para interpretar artigos cristalinos da Constituição.

Em alguns momentos fica explicito que ainda falta muito para que o país apague, de uma vez por todas, os resquícios da recente ditadura militar.

Essa resistência ao exercício pleno da democracia ocorre por que muita gente ainda usa os mandatos eletivos de forma torpe em benefício pessoal e não em prol do coletivo.

É por isso que tanta gente troca alhos por bugalhos

Hage:ministro da CGU defende
RDC para obras da Copa

==========================================
DEU NA REVISTA ELETRÔNICA TERRA MAGAZINE

Claudio Leal e Eliano Jorge

O ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, afirma que a mudança no texto da medida provisória 527, que cria o RDC (Regime Diferenciado de Contratações), pode provocar uma queda dos preços das obras para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada Rio-2016.

“Trata-se da ideia de que é melhor, para o interesse público, que os licitantes não saibam quanto o governo estaria disposto a pagar por aquela obra”, diz Hage, em resposta a Terra Magazine.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, com a mudança da MP 527, o governo federal deseja manter em sigilo os orçamentos elaborados pelos órgãos da União, dos Estados e dos municípios. No sentido inverso das críticas à proposta, Jorge Hage analisa que as concorrências, sob esse novo marco, podem favorecer os cofres públicos.

– Não se trata de limitar o acesso a informações do orçamento por razões de sigilo ou algo no sentido do que está sendo debatido no Projeto de Lei de Acesso à Informação (no Senado). Aqui é outra questão: trata-se da ideia de que é melhor, para o interesse público, que os licitantes não saibam quanto o governo estaria disposto a pagar por aquela obra. Assim, o que se espera é que os preços caiam. Se a prática vai confirmar, ou não, essa expectativa dos que propuseram essa inovação, aí é outra questão – avalia o ministro.

A MP, que “flexibiliza” a Lei de Licitações, recebeu críticas por ameaçar a transparência dos gastos com os eventos esportivos. De acordo com o texto, esses dados serão disponibilizados “estritamente a órgãos de controle”. Pela legislação vigente, o Estado precisa divulgar um orçamento prévio no edital.

A CGU lançou portais específicos para acompanhar os investimentos para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. Eles podem ser acessados a partir do Portal da Transparência (http://www.portaldatransparencia.gov.br/).

Mais informações em Terra Magazine:

Terra Magazine – http://terramagazine.terra.com.br/interna

“Estamos em Paris bebendo uma cerveja porque o calor está demais.”

Os funcionários do quase centenário jornal baiano A Tarde ,fundado por Simões Filho seguem, em estado de greve, sem proposta de aumento salarial e com a minguada oferta de aumento de R$10 do auxílio-óculos. “A Tarde” alega limitações orçamentárias para fortalecer os salários dos funcionários, e talvez tenha mesmo razão. Em maio, Renato Simões Filho (um dos donos do jornal A Tarde) informou em seu Facebook, às margens do Sena, o lado bom do ensolarado verão parisiense, nada comparável ao inverno baiano.

=============================

Em tempo: Atualmente (há quase um mês), quem aproveita as delícias do verão europeu é outro dono de A Tarde: Ranulpho Bocayuva.

Rainha: líder do MST no Pontal do Parapanema
DEU NO IG
===========================================

O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), José Rainha Júnior, foi preso na manhã desta quinta-feira, segundo a Polícia Federal de Presidente Prudente, durante a Operação Desfalque. A ação tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que vem atuando na região do Pontal do Paranapanema, envolvida em desvios de verbas públicas federais destinadas aos assentamentos de reforma agrária.

Também foi detido pela PF o superintendente do Incra em São Paulo, Raimundo Pires da Silva, e pelo menos dois coordenadores regionais do órgão.

Ao todo são cumpridos dez mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva e treze de busca e apreensão nas cidades paulistas de Andradina, Araçatuba, Euclides da Cunha Paulista, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Sandovalina, São Paulo e Teodoro Sampaio.

A investigação, que começou há cerca de dez meses e contou com ajuda do Ministério Público Federal, verificou que o grupo criminoso utilizou associações civis, cooperativas e institutos para se apropriar ilegalmente de recursos públicos destinados à manutenção de assentados em áreas desapropriadas para reforma agrária.

São investigados crimes de extorsão contra proprietários de terras invadidas, estelionato, peculato, apropriação indébita de recursos de assentados, formação de quadrilha e extração ilegal de madeira de áreas de preservação permanente.

jun
16
Posted on 16-06-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 16-06-2011

Mansão Leonor calmon – Corredor da Vitória

==================================================

DEU NA COLUNA DO JORNALISTA CLAUDIO HUMBERTO E O EX-DEPUTADO GEDDEL VIEIRA LIMA, DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL E PRINCIPAL LÍDER DO PMDB BAIANO, ACABA DE REPERCUTIR EM SEU ENDEREÇO NO TWITTER
=================================================

“Políticos baianos não falam outra coisa: O governador Jaques Wagner (PT) vai morar no “Mansão Leonor Calmon”, um dos prédios mais luxuosos lançados no estonteante Corredor da Vitória, em Salvador. Cada apartamento, ali, custa entre R$ 3,7 milhões e R$ 5,2 milhões. A propósito: A lista de celebridades no Leonor Calmon, empreendimento conjunto da MRM e da Andrade Mendonça que homenageia a falecida mulher de Jorge Calmon, o também falecido ex-todo-poderoso diretor de A Tarde, vai de outros políticos e empresários a jornalistas abonados (de família).

jun
16


==================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Os documentos e o sigilo

Ivan de Carvalho

O regime democrático dos Estados Unidos extinguiu, ao menos formalmente, o sigilo eterno dos documentos oficiais secretos. Agora mesmo, foi quebrado o sigilo dos documentos do Pentágono sobre a guerra do Vietnam.

Apenas 11 palavras que constam de um relatório tiveram seu sigilo preservado e acredita-se que elas digam respeito a nomes de colaboradores da inteligência americana ou de diplomatas norte-vietnamitas que hajam colaborado com os Estados Unidos. Sigilo humanitário, contra vinganças.

No Brasil, tenta-se no momento adotar algo parecido com a legislação norte-americana sobre o sigilo de documentos oficiais. Nos Estados Unidos, o sigilo pode ser quebrado sempre que, dentro de lei que passou a reger a matéria e ante decisões judiciais na mesma direção, as informações guardadas sejam de interesse público.

Pode-se requerer o acesso aos documentos sigilosos e a legislação, bem como o Poder Judiciário, lhes garantirá o exercício desse direito, quer goste o governo, quer não goste. Há, claro, uma ressalva importantíssima a fazer, que deixaremos para linhas adiante.

No Brasil, tramita no Congresso um projeto de lei que regula o sigilo dos documentos públicos, atenuando-o, acabando com o sigilo eterno (por tempo indeterminado) e permitindo um máximo de 50 anos de sigilo para os classificados como “ultra-secretos”. O projeto foi aprovado pela Câmara, mas está sendo retirado da tramitação em regime de urgência no Senado, segundo anunciou o senador Romero Jucá, do PMDB e líder do governo Dilma Rousseff na Câmara Alta. O projeto dividiu os senadores e o governo temia ser derrotado, pois não quer a aprovação do projeto como ele veio da Câmara.

Jucá alegou que isso aconteceu para que o governismo possa receber “colaborações de ex-presidentes”. A nova ministra de Relações Institucionais, Idelli Salvati, diz que o governo apoiará mudanças no texto para atender aos ex-presidentes da República José Sarney, do PMDB e Fernando Collor, do PTB governista. Sarney e Collor querem manter a possibilidade do sigilo eterno, vale dizer, por tempo indeterminado. Alegam que a divulgação pode prejudicar o país.

Mas agora vamos à importante ressalva de que falei antes. Esta saudável onda de direito de acesso a documentos públicos classificados como sigilosos por certo tempo tem uma grande limitação, mesmo que vença as resistências do governo e parte do Congresso Nacional.

O governo fornecerá ao conhecimento público – de suas partes pudendas, escondidas – apenas os documentos que se pode provar que existem ou que não sejam capazes de criar um ambiente de barata voa. Aqueles documentos que considerar que “não podem” ser divulgados, dirá simplesmente que não existem.

Um exemplo singelo – discos voadores, os misteriosos UFOs. O governo (os governos, do Brasil, dos EUA, da Rússia, e quase todos os outros que disponham de dados críticos sobre esse fenômeno) poderão disponibilizar registros de avistamentos de luzes e até de objetos, mas nenhum deles reconhecerá a existência de documentos e outras provas de que um UFO caiu e foi recolhido pela United States Air Force na área rural de Roswell no Novo México (EUA) ou que em Varginha, em Minas Gerais, foram mortos dois seres extraterrestres e capturados vivos pelo Exército mais dois.

Documentos secretos sobre esse tipo de coisas, por exemplo, incluindo copiosos registros da Nasa, ou resultantes de investigação comprovadora de que já houve guerra aérea e nuclear na alta antiguidade (com envolvimento da Índia) jamais existiram. E, “inexistentes”, jamais poderiam ser divulgados pelos nossos inocentes governos.


Para ouvir e curtir até a hora do show de Waltinho.
BOM DIA!!! (VHS)
=============================================
Sobe para o espaço principal de notícia e opinião do Bahia em Pauta o texto postado ontem (15) neste site blog pelo jornalista Gilson Nogueira na área de comentários da notícia sobre o show “São João Gilberto”, que Walter Queiroz apresenta na noite desta quinta-feira (16) no Balthazar Grill&Bar, bairro de Itaigara, e que o BP recomenda plenamente “para ouvir e dançar”. (VHS)
=================================================

“Caros Vítor e Waltinho, na quinta-feira passada (9), âs 22:29 horas, digitei o texto,que segue, na véspera do aniversário de JG e meu. Boa Sorte, poeta, você é luz!Você também, grande jornalista! Abracos -GN
—————————————————————
Frio e vento forte assobiando na janela do apartamento.É véspera do aniversário de João Gilberto e de um dos seus milhões de admiradores que, coincidentemente, está no Rio para comemorar o seu.
Na cidade, que serviu de incubadeira para o nascimento da Bossa Nova, o Cristo Redentor, iluminado por potentes refletores,de braços abertos, no Alto do Corcovado, parece segurar a bandeira do Vasco e fazê-la tremular ao vento.

A temperatura sugere a porta de um gigantesco congelador aberta diante da Praia de Botafogo.

Restam quase duas horas para a meia noite e uma emoção diferente interfere nas pontas dos dedos do cronista que tenta digitar com pressa o desejo de dizer ao mundo que um gênio da música, nascido em Juazeiro, no Estado da Bahia, vai completar 80 anos, na sexta-feira que se aproxima, e que, por causa disso, o Parabéns Para Você a ser entoado para ele deveria vir em forma de oração por ter a Humanidade o privilégio de ouvir, ao vivo, nesta quadra conturbada de sua existência, um santo cantar.

Pois é, o sacristão da BN, aqui, entende que São João Gilberto merece esta homenagem sublime por tudo que fez e representa para a música mundial. Não seria exagero algum sublimá-lo como uma criatura a quem Deus conferiu o poder de criar nas cordas do violão uma encíclica melódica,mesmo profana. Abençoadas, as mãos de São João Gilberto, conectadas ao seu cérebro de gênio, sustentam, até hoje, a batida do silêncio que encanta e que originou o surgimento de um fã clube universal do maior artista brasileiro vivo, verdadeiro Michelangelo da musica feita de coração, como se cada acorde dele resultasse de um longo processo criativo cuja origem remonta ao Big Bang.

Deus o abençoe, João. Parabéns para você! E até o dia 10 de setembro, aqui, no Rio de todas as bençãos!

Gilson Nogueira, jornalista baiano, permanente guardião da Bossa Nova, é colaborador do BP.

jun
16
Posted on 16-06-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 16-06-2011

Edmundo, em São Paulo, a caminho da prisão
Futura Press/IG

====================================================

DEU NO IG

O ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto, de 40 anos, foi preso no início da madrugada desta quinta-feira em um flat na rua Amauri, na região do Itaim Bibi, em São Paulo, por agentes da 3ª Delegacia Seccional Oeste da Capital, localizada junto ao 14º Distrito Policial, de Pinheiros.
Edmundo prestou depoimento durante cerca de quatro horas e por volta das 5h deixou a delegacia em uma Parati vermelha, descaracterizada, da polícia, e sem falar com a imprensa, para realizar exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) localizado na região da Ceagesp, na zona oeste.
Após o exame, o ex-jogador voltou para a carceragem da Delegacia Seccional, onde aguardará a chegada de policiais civis do Rio, cidade onde foi expedido o mandado de prisão contra o ex-jogador. O documento, segundo os policiais, foi enviado do Rio por fax para a delegacia em São Paulo. Já está decidido que a polícia fluminense virá para a capital paulista buscar o ex-atacante de equipes como Vasco e Palmeiras.
A polícia recebeu uma denúncia anônima por volta das 23h de ontem, de que o ex-jogador estava em um flat no Itaim. O ex-jogador não possui formação superior. Ele estudou até a 6ª série do primeiro grau, portanto, pela lei, não tem direito a cela especial.
Foragido
Edmundo era considerado foragido da Justiça. Agentes da Polícia Civil do Rio percorreram na quarta-feira (15) cinco endereços registrados em nome do ex-atleta, que não foi localizado. Seus telefones celulares também ficaram desligados.
Em maio, em reportagem publicada pelo Estado, Edmundo disse viver em um hotel em São Paulo. A Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) expediu um mandado de prisão contra Edmundo na noite de segunda (13).
Condenado
O ex-jogador foi condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, pelos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais de outras três em um acidente de carro na madrugada do dia 2 de dezembro de 1995, depois de sair de uma boate na Lagoa, bairro da zona sul carioca.
Após todos seus recursos terem sido negados pelos tribunais superiores, a Justiça fluminense determinou a prisão do ex-jogador de Palmeiras, Corinthians, Santos, Flamengo e Vasco, entre outros times brasileiros, italianos e japoneses – além da seleção brasileira. Atualmente, ele trabalha como analista de futebol na TV Bandeirantes.

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930