jun
14

Edmundo: prisão em regime semi-aberto

================================================

deu no portal IG

A Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou na última segunda-feira (13) a prisão do ex-jogador Edmundo no processo em que ele já tinha sido condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão pelas mortes de três jovens em um acidente na Lagoa, na zona sul, em dezembro de 1995.

Na época do acidente, Edmundo atuava pelo Flamengo. Ele foi condenado pelas mortes de Joana Maria Martins Couto, que estava no carro dirigido pelo então jogador e de Alessandra Cristini Pericier Perrota e Carlos Frederico Brites Tinoco Pontes, que estavam no outro veículo envolvido no acidente.

O ex-jogador também foi condenado pelas lesões corporais provocadas em Roberta Rodrigues de Barros, Débora Ferreira da Silva e Natasha Marinho Ketzer.

Por conta desta condenação, Edmundo só ficou preso dois dias mas acabou solto após um habeas corpus.

O juiz-titular da VEP, Carlos Eduardo Figueiredo, disse que negou o pedido feito pelos advogados de Edmundo de prescrever a pena porque ainda não se esgotou o prazo exigido pela lei. Segundo o magistrado, o ex-jogador terá que cumprir a punição inicialmente em regime semiaberto que consiste em poder circular livremente por uma unidade prisional durante o dia e ficar trancado à noite.

Carlos Eduardo afirmou ainda que Edmundo poderá recorrer da decisão da VEP. O iG ainda não conseguiu localizar os advogados do ex-jogador, que se destacou no Palmeiras e no Vasco, além de ter atuado também pelo Corinthians, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Figueirense e Fiorentina (Itália), entre outros clubes. Atualmente, o ex-atleta é comentarista esportivo.

==================================================
Bahia erm Pauta repete a pergunta da legenda da foto abaixo na notícia do aniversário do guerrilheiro latino-americano: Como Che seria visto (e chamado) hoje se estivesse vivo? Curtam todos a bela canção de Gil e Capinan, e responda quem souber.

(Vitor Hugo Soares)

Che: como o revolucionário seria visto
se hoje estivesse vivo como Fidel?

==============================================

DEU NO PORTAL DIÁRIO DA LIBERDADE

O diário de Ernesto Che Guevara antes da revolução cubana de 1959 é um documento inédito, que conta a experiência do guerrileiro nas montanhas da Sierra Maestra. O livro será lançado nesta terça-feira, dia em que o herói da revolução completaria 83 anos de idade.

Intitulado “Diário de um combatente”, o livro é um projeto da editora australiana Ocean Press/Ocean Sur, e foi preparado pelo Centro de Estudos Che Guevara, uma organização dirigida pela viúva do guerrilheiro, Aleida March. O documento inédito conta a campanha dos combatentes na Sierra Maestra, entre 1956 e 1958, até o triunfo da revolução liderada pelo ex-presidente cubano Fidel Castro, em 1959. A obra aborda “a percepção de Che sobre a realidade da ilha, sua cultura, sua identidade e o contexto político”, pode-se ler no resumo da publicação.

Essa etapa da guerrilha já havia sido abordada em “Passagens da guerra revolucionária”, um livro publicado por Che Guevara em 1963, mas não se tratava de uma relato do dia a dia da campanha. Até agora, o único diário conhecido de Che Guevara era o de sua campanha na Bolívia, onde ele morreu em 9 de outubro de 1967, executado por um militar boliviano. A guerrilha de Sierra Maetra foi um momento importante da história do combatente, pois marca a promoção de Che, então sob as ordens de Fidel Castro, ao cargo de comandante.

Nascido em Rosário, na Argentina, em 1928, Che Guevara conheceu Fidel na capital mexicana em 1956, quando integrou a expedição o iate Granma. Acompanhados de 82 homens, eles partiram rumo ao México para o início da revolução cubana.

jun
14

DEU NO IG (ÚLTIMO SEGUNDO)

Reunidos em um almoço em Brasília, líderes da base aliada criticaram a ausência da nova ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Em contraste com a falta da nova coordenadora política do governo, o ex-ministro da pasta Luiz Sérgio, presente no encontro, foi aplaudido pelos líderes.

O ex-ministro de Relações Institucionais e atual ministro da Pesca sempre participou das reuniões dos líderes da base aliada realizadas durante almoço às terças-feiras. Hoje, ele agradeceu o apoio que recebeu dos líderes. “A ministra tem de entender que o Legislativo não é o Senado. Se ela acha que o Legislativo é o Senado, está enganada”, disse o líder do PTB, Jovair Arantes (GO), segundo relato de líderes presentes.

O anfitrião do almoço saiu em socorro da ministra. O líder do PR, deputado Lincoln Portela (MG), lembrou que a ministra foi chamada pela presidenta Dilma Rousseff para participar de um almoço, no mesmo horário, no Palácio da Alvorada, com a bancada do PR no Senado. “Ela não poderia deixar de atender ao convite da presidenta. Precisamos ver o outro lado da moeda”, justificou Portela.

Os líderes da base reunidos hoje manifestaram a decisão de votar em breve dois assuntos espinhosos para o governo: a proposta de emenda constitucional que cria um piso salarial nacional para os policiais civis, militares e bombeiros; e a regulamentação dos gastos com a saúde definidos pela emenda constitucional 29. Os deputados querem votar o projeto sem a criação de uma nova CPMF, mas o governo tem evitado a volta do projeto ao plenário porque teme ter de gastar mais com o setor.

Mais informações sobre o assunto no IG

www.ig.com.br

Djavan e Ivete depois do show
de domingo na Concha Acústica

========================================

No governo da Bahia tem muita gente – entre assessores, marqueteiros, petistas da primeira hora e aliados recentes – sem dormir desde a noite de domingo passado.

Tensos e preocupados, queimam o tutano em busca de uma explicação aceitável e menos incômoda para o que já está sendo chamado, entre quatro paredes e bastidores da política e do jornalismo (uma vez que a chamada grande mídia baiana praticamente silenciou sobre o fato) de “o grande vexame da Concha Acústica do TCA”

Bahia em Pauta resume o caso para seus leitores:

Tudo corria às mil maravilhas no show de Djavan, na Concha. Ambiente de puro deleite musical e harmonia perfeita entre artista e público, como em geral acontece nas apresentações do cantor alagoano em Salvador, em qualquer espaço que ele se apresente.

Até que, por um desses sopros com cheiro de enxofre fervente, que baianos, e nordestinos em geral, costumam atribuir ao “Cão do Segundo Livro”, o cantor decidiu registrar a presença, no ambiente, do governador da Bahia, Jaques Wagner.

A vaia sonora que se seguiu ao registro não só surpreendeu o homenageado e seus assessores, mas assustou o próprio Djavan, que cuidou de tentar amenizar o vexame. E anunciou então a presença também, no show,da cantora Ivete Sangalo. Como em um passe de mágica tudo voltou ao que era antes: harmonia e muitos aplausos.

Mas o som das vaias de domingo seguem causando incômodos, desconfianças e pesadelos. Em Ondina e imediações do poder estadual, principalmente entre assessores e marqueteiros.

(Vitor Hugo Soares )


===============================================
Para ouvir e pensar na terça-feira de inverno baiano.

BOA TARDE!!!

(VHS)

Deu no site Gente e Mercado, da jornalista Sara Barnuevo

Mesmo depois de uma semana da aprovação do estado de greve entre os funcionários do jornal A Tarde, que lutam por reajuste nos salários, os representantes da direção da empresa, em reunião com os sindicalistas nesta segunda-feira, 13, afirmaram desconhecer que os trabalhadores não aceitam negociar sem um percentual de reajuste. Agora, numa manobra para ganhar tempo, avisam que levarão a posição para a avaliação dos diretores do grupo.

A paralisação desta segunda-feira aconteceu das 16h30 às 19 horas. Neste período, diversos assuntos deixaram de ter a cobertura dos jornalistas do matutino. Os funcionários de A Tarde decidiram entrar em assembleia na terça-feira (hoje, 14), das 14 às 16 horas para discutir e votar novas formas de manifestações até que seja marcada a mediação da Delegacia do Trabalho.

Uma das propostas que serão apreciadas na reunião de amanhã é a de antecipar das 22 horas para as 17 horas o horário de fechamento do jornal. Outra seria a ampliação das paralisações. Em qualquer das duas situações, os leitores do matutino serão prejudicados, pois o jornal chegará às bancas sem ampla cobertura dos acontecimentos da cidade. Os jornalistas de A Tarde reivindicam reajuste salarial de 12%.

Alice na TB:um alerta aos petistas

=============================================
OPINIÃO POLÍTICA

Hegemonias e sobrevivência

Ivan de Carvalho

Em entrevista à Tribuna da Bahia, a deputada Alice Portugal, do PC do B e aspirante oficial de sua legenda à prefeitura de Salvador, adverte, logo de início, ainda que botando uma enorme trouxa de panos quentes, que “o PT tem que começar a entender com naturalidade que seus aliados existem”.

Isso é mais ou menos a mesma coisa que muitos políticos de vários partidos aliados – e até, como ironia, de partidos da oposição – têm dito em diversas ocasiões e sobre diversos assuntos a respeito do comportamento do PT em âmbito nacional e, quanto a alguns episódios, também no âmbito estadual baiano. O PT é atualmente – e isso é fruto de seu esforço por várias décadas e pode ser considerado, sob alguns aspectos, não necessariamente todos – um partido orgânico.

O PT é o único grande partido orgânico do Brasil. Dos médios, nenhum. Só há um outro partido orgânico, o PC do B (da categoria dos pequenos, embora não dos micro-partidos), com um forte sentido de organização, debate interno para decisões a que todos devem aceitar, contribuições financeiras dos filiados em posições que ocupam por causa do partido e um forte sentido de hierarquia.

Mas há, entre outras, uma diferença formidável entre o PT e o PC do B, este, historicamente, o mais antigo e fiel aliado do primeiro. É a questão da hegemonia. O PT é atualmente um partido com notória pretensão hegemônica e em luta para alcançar com celeridade esta posição no país e em cada Estado da Federação. Daí, por exemplo, sua sofreguidão em recuperar a prefeitura paulistana e tomar dos tucanos o governo do Estado de São Paulo, o que seria um imenso passo para a hegemonia no âmbito nacional. Pena que seu principal nome para disputar o governo acaba de receber o certificado de inviabilidade – Antonio Palocci. Mas ainda há replicante Mercadante e Marta Suplicy, a eterna suplicante.

O PC do B, historicamente, pelo menos, sempre foi chegado a uma hegemonia. É uma característica natural ao marxismo-leninismo. Mas a grande diferença em relação ao PT – que não é um partido marxista-leninista, embora abrigue “tendências” marxistas das mais variadas vertentes – é a de que, no momento histórico brasileiro, não há lugar para o PC do B sequer sonhar com hegemonia, seja em âmbito nacional, seja em qualquer uma das unidades federadas. Assim, a característica hegemônica deve ser retirada do currículo do PC do B enquanto as condições políticas objetivas da sociedade e do Estado brasileiros façam dela uma hipótese impossível.

Bem, voltando à candidatura de Alice Portugal a prefeita, admite a deputada na entrevista que ela e seu partido desistam da candidatura (que chama de pré-candidatura, por causa de certas frescuras da legislação eleitoral brasileira) “só se houvesse um fenômeno intransponível de uma vitória anunciada da direita, do retorno do carlismo, mas esse não é o cenário.” E completa: “Portanto, a nossa decisão é manter a candidatura até o fim e quem tocar o coração do povo no primeiro turno, com certeza, terá o apoio dos outros”.

Os outros, aos quais Alice Portugal se refere, são os candidatos a prefeito de partidos inseridos na base do governo. Candidaturas majoritárias desses partidos, ou de vários deles, fazem parte de uma estratégia de sobrevivência. Eles entenderam que precisam disputar o campeonato se quiserem ter torcida (eleitores, votos). O campeonato está nas eleições majoritárias, a mola para impulsionar as candidaturas às eleições proporcionais – em 2012, para vereadores e em 2014, para deputados federais e estaduais.

Até o grandalhão PMDB já mostra fortíssimos sinais de que entendeu isto, daí seu esforço para disputar com Chalita a prefeitura de São Paulo e com Paulo Skaf o governo paulista.

jun
14
Posted on 14-06-2011
Filed Under (Artigos, Charges) by vitor on 14-06-2011


=========================================
Amorim, hoje no Correio do Povo (RS)

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930