jun
12
Postado em 12-06-2011
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 12-06-2011 20:58

Rio vestido de vermelho no domingo

======================================================================

deu no Jornal do Brasil (Online)

Terminou com abraços entre bombeiros e policiais militares a passeata que reuniu quase 30 mil pessoas na orla de Copacabana, em protesto contra a atual situação vivida pelos homens do fogo do estado do Rio de Janeiro. Segundo a comandante do 19º BPM (Copacabana), Cláudia Lovaine, o número de manifestantes chegou a 27 mil pessoas.

Mais informações no Jornal do Brasil Online

http://www.jb.com.br/rio/noticias
A caminhada contou com o apoio da população, que vestiu roupas vermelhas, além de artistas e até mesmo bombeiros argentinos, que enviaram um representante do sindicato da corporação daquele país ao Rio. A passeata aconteceu de forma pacífica desde o início, por volta das 11h30, quando os manifestantes saíram do ponto de encontro, em frente ao hotel Copacabana Palace. Mais de 20 ônibus levando bombeiros e simpatizantes chegaram da Região dos Lagos, Baixada Fluminense e Angra dos Reis.

Entre os políticos presentes estavam os deputados estaduais Marcelo Freixo (Psol) e Flávio Bolsonaro (PP), e os federais Alessandro Molon (PT-RJ) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ). No entanto os organizadores da manifestação não permitiu que políticos discursassem. A cantora Alcione chegou cedo ao local, vestida de bombeiro, mas não pode acompanhar a passeata, já que se apresenta mais tarde na Quinta da Boa Vista. Madrinha dos bombeiros há dez anos, a artista disse que acredita em um acordo entre os militares e o governo.

“Cabral será sensível”, afirmou a artista.

Inicialmente idealizada como um protesto pela prisão de 439 bombeiros que se aquartelaram na unidade central da corporação no centro do Rio no último dia 4, a passeata transformou-se em manifestação de agradecimento à população, depois que o grupo foi solto, por meio de um habeas corpus concedido pela Justiça do Rio. A manifestação também serviu de apoio ao pedido de anistias administrativa e criminal para os bombeiros que estiveram presos.

Durante a manifestação foram coletadas assinaturas para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) estadual apresentada por alguns deputados à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que torna possível a anistia à categoria.

Apoio argentino

Matias Montecchia, diretor da Escola de Guarda-Vidas da Argentina, veio ao Rio representando o sindicato da categoria naquele país. Mostrando o seu próprio contracheque, ele condenou a situação do que chamou de “colegas do Mercosul”.

“O que nós queremos é prestar solidariedade aos nossos colegas do Rio, que têm um salário de pouco mais de mil reais. O governo está fazendo uma vergonha com isso. E a nossa presença aqui é para ajudar na conquista dos direitos que um guarda-vidas deve ter em qualquer parte do mundo”, disse.

Montecchia mostrava o próprio contrachegue para apontar a diferença salarial entre os bombeiros argentinos e brasileiros. Na Argentina, segundo ele, o salário inicial e de cerca de 7 mil pesos – o equivalente a cerca de R$ 2.700.

Comentários

Marco Lino on 13 junho, 2011 at 23:04 #

Viva o Rio! O povo brasileiro precisa aprender (com o argentino, por exemplo) a sair às ruas. Somos carentes de revolução.


danilo on 13 junho, 2011 at 23:25 #

verdade. mas será que voce apoiaria um levante contra essa merda que impera no Brasil, e cujo governo você, Marco Lino, apóia com tanto fervor?

e se a revolta popular se concretizasse você estaria do lado do tanques da repressão, que, fatalmente, haveriam de vir ao nosso encontro?


Marco Lino on 14 junho, 2011 at 10:20 #

Desnecessário repetir tudo o que já foi dito. Aliás, quando uma informação é processada na estrutura cognitiva imagino não haver mais necessidade de repeti-la, não? Acho que não.

Sobre os “tanques da repressão”, procure saber a posição dos seus amiguinhos de hoje (sim, os da Veja, Folha, Globo etc que vc tanto admira) no pré-64… Evolução notável… igual a rabo de cavalo…

Aliás, de repressão vc conhece bem. Diz ter tomado bordoadas na invasão da UFBA e hoje vota e faz campanha religiosa para os repressores. I-m-p-r-e-s-s-i-o-n-a-n-t-e!

Mas aí vai uma musiquinha direto de Piritiba para desopilar um pouco seu sofrido fígado…

http://youtu.be/r4Pmmr_9DBY

Adiós muchacho


danilo on 14 junho, 2011 at 16:07 #

Marco Lino, você por acaso é da polícia política dos cumpanhêro? você é do SNI pra saber como uso meu título de eleitor? como se arvora a declarar o voto que nunca dei?

se antes eu votava contra a direita, agora eu não voto, também, nesta esquerda que você tanto defende.

qual a diferença entre ARENA/PDS/PFL/DEM e o PT? qual a diferença entre Lullla e Sarney? Fidel e Pinochet? Delfim Netto e Palloci? Zé Mensalão Dirceu e PC Farias?

a verdade é que se antes você era um militante, agora se transformou num integrante da milícia dos pelegos.

pense nisso, camarada. e fique no 4 que o 5 é notícia…


Jader Martins on 14 junho, 2011 at 17:04 #

ESSTE É VERDADEIRO danilinho DAS MOÇAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


danilo on 14 junho, 2011 at 21:36 #

e aí, Meganha Jader, torturador stalinista? percebo que seu cotovelo anda dolorido, não é?

passa Gelol. e se não encontrar pode ser Ultraproct, tá?


Marco Lino on 14 junho, 2011 at 22:52 #

SNI?! Ha!Ha!Ha! riria Hélio Fernandes.

Não pergunto nem a meu velho pai em quem ele vota, meu caro. Mas, como dizem que quem fala demais dá bom dia a cavalo, vc, num lapso, declarou ter votado no Grampinho. Está aí registrado, é só procurar. Claro que não há nada de errado votar em quem quer que seja, mas…

Ainda sobre repressão, fiz um pequeno esforço de memória e não consegui lembrar de nenhuma ação nos 8 anos do apedeuta pernambucano. Na Bahia, também não lembro, neguinho. Lembro-me das repressões de outros tempos a estudantes, índios, professores, grevistas, movimentos sociais, etc. Claro que vc esqueceu, não?. Bobagem. Aliás, tiveram a insolência de jogar bombas até nos índios, quando das comemorações dos 500 anos. Mas…

É claro tb que vc não sabe o que acontece em São Paulo, não? Claro, nossa memória não é perfeita (e tb seletiva).

Sobre pt, Lula, governo etc, etc, etc, já disse umas quatro vezes a vc que não estou com nenhum saco para ficar repetindo tudo o que já escrevi. Vc tem sua idéia fixa, sua neura com Lula e o pt, que procure um analista, um profissional para cuidar de seus problemas. Minha área é outra.

Irei repetir pela última vez para ti (vê se não esquece): se em 50 eleições se apresentarem os vendilhões do templo, doadores do patrimônio público contra o pt, pode crer que nas 50 meu voto será petista. Nenhuma vergonha em declarar meu singelo voto…

É isso.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930