A Tarde: Tempos difíceis na Tancredo Neves

================================================
Promete, e muito, o 13 de junho, dia do glorioso Santo Antonio, na Avenida Tancredo Neves. Os empregados de A TARDE – jornalistas, gráficos e funcionários da administração do quase centenário jornal baiano fundado por Simões Filho – decidiram paralisar suas atividades durante a rodada de negociações entre sindicalistas e representantes da empresa nesta segunda, 13 de junho, às 16h30.

A decisão foi tomada em assembleia realizada sexta-feira, quando os trabalhadores foram informados da contraproposta patronal.

Depois da decretação do estado de greve pelos funcionários de A TARDE, a empresa convidou os representantes dos sindicatos de jornalistas, gráficos e da área administrativa para negociar. Em reunião na sexta-feira, dia 10 de junho, às 11 horas, a empresa manteve a proposta de índice zero e ofereceu o que chamou de ganhos indiretos:
* O aumento de R$ 6,50 para R$ 7,00 do valor do tíquete-refeição
* O acréscimo de R$ 10,00 no valor do auxílio-óculos, atualmente de R$ 150,00
* Mais R$ 5,00 no valor do auxílio-creche, que passaria de R$ 90,00 para R$ 95,00
* Descontos no comercio lojista local
* Compensação do passivo do banco de horas com folgas e com pagamento das horas trabalhadas a partir de 1º de maio de 2011

Os sindicalistas aceitaram apresentar a proposta na assembleia marcada para as 14 horas se a empresa incluísse os seguintes itens:
* Oferta de cesta básica mensal no valor de 1/2 salário mínimo
* Redução do desconto em salário do vale-transporte, passando de 6% para 5%
* Tíquete-refeição para quem ganha até cinco salários mínimos, sem quinquênio
* Inclusão no acordo coletivo de cláusula de Participação de Resultados e Lucros (PRL)
* Ampliação do prazo do benefício do auxílio-creche, atendendo a crianças de até 9 anos
* Pagamento parcelado do saldo do Banco de Horas e pagamento da horas-extras
* Ampliação do tempo de licença-maternidade
* Ampliação do prazo de estabilidade para que vai se aposentar, de 24 para 36 meses
* Redução do valor pago pelo funcionário como coparticipação no plano de saúde

A assembleia dos funcionários rejeitou a proposta de benefícios indiretos e exige o índice de reajuste salarial.
Por votação, foi decidido que haverá paralisação na próxima segunda-feira, dia 13 de junho, a partir das 16h30, antecedendo a nova rodada de negociação que será realizada às 17 horas.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930