Batistti, livre, deixa presídio da Papuda /AFP-IG

=================================================

DEU NO IG

A Itália manifestou nesta quinta-feira (9) indignação e revolta com a decisão do Brasil de negar a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti, que ganhou a liberdade, e anunciou que apresentará um recurso à Corte Internacional de Justiça de Haia.

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, expressou “grande desgosto” com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor da libertação de Battisti. “Não se leva em consideração a expectativa legítima de que se faça justiça, em particular para as famílias da vítimas de Battisti”, lamentou Berlusconi em um comunicado oficial.

“A Itália continuará com sua ação e ativará as instâncias judiciais oportunas para garantir o respeito dos acordos internacionais que unem os dois países, unidos por vínculos históricos de amizade e solidariedade”, anunciou Berlusconi.

O chefe da diplomacia italiana Franco Frattini afirmou que a Itália “utilizará qualquer mecanismo de tutela jurídica possível ante instituições multilaterais competentes, em particular ante a Corte Internacional de Justiça de Haia”.

A batalha da Itália para que Battisti cumpra a condenação não acaba com a decisão do STF, já que o país espera levar o caso ao órgão judicial da ONU, por considerar que foram violados os acordos entre os dois países.

“O objetivo da Itália é conseguir a revisão de uma decisão que não consideramos coerente com os princípios gerais do direito e com as obrigações previstas no direito internacional”, declarou Frattini. “O direito à justiça das vítimas dos crimes de Battisti foi ofendido. A decisão está em contradição com as obrigações que se entendem dos acordos internacionais que unem os dois países.”

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, também condenou a decisão do Brasil e anunciou que apoiará qualquer recurso de Roma para tentar reverter a situação. A decisão do STF “prejudica gravemente” os acordos assinados entre Itália e Brasil, afirma Napolitano em um comunicado.

Para o presidente italiano, histórico dirigente do Partido Comunista, a recusa da extradição de Battisti afeta “as históricas relações de amizade e parentesco” entre as duas nações.

LEIA MAIS SOBRE ESTE ESTR ASSUNTO NO ig

www.ig.com.br

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930