Ministra Gleisi Hoffmann: nova face do poder na Casa Civil

==================================================

DEU NO PORTAL TERRA

Laryssa Borges

Direto de Brasília

A senadora petista Gleisi Hoffmann, que cumpre atualmente seu primeiro mandato parlamentar, é a nova ministra-chefe da Casa Civil. Esposa do atual ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, Gleisi, 45 anos, foi apontada como uma das que, em reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teria pedido a saída do hoje demissionário ministro Antonio Palocci. Ela nega ter feito o apelo, embora tivesse confirmado ter solicitado que o ex-braço direito da presidente Dilma Rousseff prestasse explicações públicas sobre uma eventual evolução patrimonial irregular.

Eleita pelo Paraná, Gleisi se reuniu nesta terça-feira com a presidente Dilma Rousseff, de quem recebeu o convite para suceder Palocci. Apontado durante a transição de governo e nos 127 dias em que ficou à frente da Casa Civil como braço direito da presidente, Palocci é a primeira baixa entre os principais integrantes do alto escalão do governo petista.

Saiba quem é Gleisi Hoffmann

Gleisi Hoffmann é advogada e foi eleita no último pleito com 29,50% dos votos para uma das vagas do Paraná ao Senado. Ela se filiou ao PT em 1989 e ocupou cargo no governo do Estado de Mato Grosso do Sul e na prefeitura de Londrina, onde foi secretária de Gestão Pública.

Em 2002, participou na equipe de transição de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e foi indicada para o cargo de diretora financeira da Itaipu Binacional. Em 2006, foi candidata ao Senado e, em 2008, à prefeitura de Curitiba.

Ela também integrou, em 2002, a equipe de transição de governo do presidente Lula, ao lado da então ministra Dilma Rousseff. Em 2002, assumiu a diretoria financeira da Itaipu Binacional. Em 2006, Gleisi participou de sua primeira eleição como candidata do PT ao Senado Federal pelo Paraná, mas foi eleita senadora somente no ano passado. Em 2008, foi candidata do partido (PT) à prefeitura de Curitiba.

Durante uma reunião da bancada petista sobre a polêmica que envolveu o nome de Palocci, a senadora defendeu que fossem dados esclarecimentos sobre o aumento de patrimônio do ministro, no entanto, negou que tivesse defendido a saída do então ministro da Casa Civil.

“Eu defendi que nós tivéssemos todos os esclarecimentos sobre a situação em razão de ser um assunto pessoal que estava afetando o governo. Não defendi a saída do ministro Palocci e tenho certeza de que ele vai dar todas as explicações e esclarecimentos necessários nos fóruns competentes”, disse a senadora.

A manifestação negada por Gleisi foi divulgada nesta quarta pelo jornal Folha de S.Paulo. Segundo a Folha, a fala da senadora teria acontecido durante almoço que ela ofereceu, na semana passada, ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O jornal também publicou, no dia 15 de maio, que o ministro multiplicou por 20 seu patrimônio em um período de quatro anos.

“Razão e Justiça”

Na noite de ontem, após a confirmação de que não seria investigado penalmente pelo chefe do Ministério Público, o ministro demissionário fizera um apelo para o retorno da “razão, equilíbrio e Justiça” ao embate político.

Nesta tarde, Antonio Palocci encaminhou carta à presidente Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do governo. Ele argumentou que “continuidade do embate político poderia prejudicar suas atribuições no governo”.

Leia mais sobre o assundo no IG

www.ig.com.br

jun
07
Posted on 07-06-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 07-06-2011

A NOTA DA CASA CIVIL DO GOVERNO DILMA SOBRE SOBRE ´QUEDA DO MINISTRO ANTONIO PALOCCI

O ministro Antonio Palocci entregou, nesta tarde, carta à presidenta Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do governo.

O ministro considera que a robusta manifestação do Procurador Geral da República confirma a legalidade e a retidão de suas atividades profissionais no período recente, bem como a inexistência de qualquer fundamento, ainda que mínimo, nas alegações apresentadas sobre sua conduta.

Considera, entretanto, que a continuidade do embate político poderia prejudicar suas atribuições no governo. Diante disso, preferiu solicitar seu afastamento.


Palocci sai do governo Dilma…
——————————————————–

…Gleise Hoffman é nome forte para a Casa Civil

=================================================

O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, deixa o governo nesta terça-feira. A expectativa é de que um anúncio oficial seja feito nesta noite. A presidenta Dilma Rousseff estaria reunida neste momento com representantes de seu núcleo mais próximo no goveno para definir como será o rearranjo na Esplanada dos Ministérios.

A senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) foi convidada pela presidente para ocupar o cargo deixado por Palocci e, segundo integrantes da direção do PT, aceitou. O anúncio da substituição será feito após a formalização da saída do ministro.

Nota oficial da Casa Civil, distribuída há pouco em Brasília, acaba de confirmar a saída de Palocci.

(Com informações do portal IG)


==================================================

Maria Olívia recomenda:

Imperdível esta noite de terça-feira no Canal Brasil, as 22h.

Pelópidas Guimarães Brandão Gracindo – mais conhecido como Paulo Gracindo – nasceu em 16 de junho de 1911. No mês em que completaria 100 anos, o Canal Brasil presta uma homenagem ao ator, presente em mais de 40 produções, entre filmes, peças de teatro e novelas. A mostra é composta por títulos que refletem uma carreira tão múltipla quanto intensa: A Falecida (1965); Cara a Cara (1967); Copacabana Me Engana (1968); Amor Bandido (1978); Tudo Bem (1978); Trancado por Dentro (1990); além do documentário Paulo Gracindo – O Bem Amado(2009), dedicado a retratá-lo sob o ponto de vista de quem o conhecia como poucos.

Natural do Rio de Janeiro, Gracindo mudou-se para Maceió (AL) ainda jovem. Apesar de alimentar o sonho de atuar desde muito cedo, o desejo só foi concretizado após a morte de seu pai – contrário à profissão escolhida pelo filho. Em 1931, decidiu voltar à cidade em que nasceu, juntando-se ao Grupo do Teatro Ginástico – de grande prestígio à época –, onde começou a atuar no rádio e deu início a uma extensa e bem-sucedida trajetória.

Maria Olivia, jornalista, colabora com o Bahia em Pauta

===========================================

DEU NA UOL

RUBENS VALENTE

DE BRASÍLIA

A conselheira do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) Morgana de Almeida Richa pediu nesta terça-feira o arquivamento da representação movida pelo banqueiro Daniel Dantas contra o ex-juiz e desembargador Fausto De Sanctis, que mandou prendê-lo duas vezes, em 2008.
O CNJ está reunido nesse momento para analisar as alegações de Dantas e de seu sócio e braço direito, Dorio Ferman.

A alegação de Dantas é que De Sanctis teria descumprido ordens superiores do STF e TRF ao se recusar a prestar determinadas informações sobre a Operação Satiagraha, em 2008.

Esse mesmo argumento já havia sido analisado em 2009 pelo TRF da 3ª Região, que decidiu na época pelo arquivamento após uma sessão de seis horas, em São Paulo. Dantas então foi ao CNJ.

A conselheira Morgana é a relatora do processo no CNJ. Ela apresentou seu voto no início da sessão e explicou não ver motivos para condenar De Sanctis.

O presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais), GabrielWedy, falou por dez minutos e defendeu De Sanctis. “A sociedade precisa ter um juiz que não tenha medo de julgar um político, o banqueiro mais poderoso do país. Não se pode esconder o elefante atrás de uma cadeira.”

Os advogados de Dantas e Ferman, Luciano Feldens e Antonio Pitombo, disseram aos conselheiros que De Sanctis descumpriu ordens do STF. Eles se valeram principalmente dos discursos feitos por ministros do
STF em 2008, quando do julgamento do habeas corpus concedidos a Dantas pelo então presidente do tribunal, Gilmar Mendes.
Após a fala do advogado de De Sanctis, Pierpaolo Bottini, o caso deverá ser julgado pelo plenário do CNJ.


==================================================
Lado a
2-Que diabo é 9 que 10 não ganha ?(Gordurinha)
=============================================
Comentário no You Tube

Grande musica de Gordurinha e grande interpretação do Trio Nordestino ,viva o Nordeste!!!

gordurinhaneto 1 ano atrás
=====================================
VIVA!!!

Pode apostar, Neto

Saudades do bairro da Saúde de minha juventude , saudades, muitas saudades de seu avô, um mestre da música da Bahia.

(Vitor Hugo Soares)

jun
07
Posted on 07-06-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 07-06-2011


=============================================
Miguel, no Jornal do Comércio(PE)

jun
07

Img. Folha

=============================================

OPINIÃO POLÍTICA

A presidente, o ministro e o tempo

Ivan de Carvalho

Ando lendo coisas interessantes por aí. Uma delas, no domingo, dando conta de que a presidente Dilma Rousseff vai consultar seu antecessor e até recentemente patrono político Luiz Inácio Lula da Silva, além de outras pessoas graúdas do governo e do PT, sobre a substituição de Antonio Palocci por outra pessoa no cargo de ministro-chefe da Casa Civil.

Ontem, por sinal, Hugo Chávez, o incrível ditador-presidente da Venezuela, estimulou Palocci a ter “fuerza, fuerza”, mas não esclareceu se seria força para sair ou para ficar no cargo. Talvez fosse algo assim como “fuerza, compañero>, suporta el tombo”.

Ora, a presidente vai consultar para ouvir opiniões de que o atual ministro deve permanecer ou deixar o cargo e, naturalmente, o governo? Se é isso, ela haverá de descobrir que está perdendo um tempo precioso, ao não fazer logo o que deverá fazer um pouquinho mais adiante, sejam quais forem as opiniões que ouça em suas consultas (não confundir com consultorias que, no caso, são de Palocci e coisa bem diferente).

Também tem sido escrito, como hipótese possível, que a demora em curso no desfecho político (não se pode descartar um posterior desfecho jurídico) levaria em conta a espera de um pronunciamento formal do procurador geral da República, Roberto Gurgel. Ele pediu informações a Palocci sobre seu enriquecimento e as recebeu, só que extremamente sintéticas. As informações que enviou à PGR terão representado muito pouco além das que deu (na verdade, não deu) na entrevista exclusiva ao Jornal Nacional, da Rede Globo.

Como estas últimas não satisfizeram a nação, as que foram encaminhadas a Gurgel, pode-se apenas supor, claro, não o terão deixado satisfeito. Mas aí o caso não é de satisfação ou não, mas de decisão de abrir uma investigação criminal. Uma investigação civil pública para examinar se houve ou não improbidade administrativa já foi aberta pela procuradoria da República no Distrito Federal.

Pode-se admitir, só como hipótese, aliás muito improvável, que a presidente esteja esperando para ver se Gurgel abre ou não a tal investigação. Se não abrir, Dilma manteria Palocci, caso contrário, o dispensaria. Mas, como dito, tal hipótese é muito improvável.

Em relação à decisão de Gurgel, o que talvez mova a presidente seja a esperança de que o procurador geral decida não abrir a investigação. Pouco depois, ela dispensaria Palocci (melhor, Palocci é que pediria para sair), mas contando com essa atenuante da não abertura de investigação criminal pela PGR.

O risco é que Gurgel decida pela abertura da investigação (o que, devido às circunstâncias e ao conjunto dos fatos, parece ser o seu dever). Se Palocci sai depois que isto acontecer, ruim para ele, mas muito pior, feio mesmo, para a presidente Dilma, por não haver se antecipado. A mídia divulga que uma pesquisa de opinião pública já acusa expressivo desgaste da presidente Dilma causado pelo Caso Palocci. Melhor dizendo, pelo Segundo Caso Palocci, pois o primeiro foi o do caseiro Francenildo, sua mansão e sua poupança.

É bom notar: Palocci não pode ser maltratado. Ele foi posto no governo por Lula e sabe quase tudo de tudo deste governo, da recente campanha eleitoral, do governo passado, do PT. É um patrimônio político para ninguém botar defeitos, apesar deles.

jun
07


==============================================

==============================================
Sem sanfoneiro de verdade, como Dominguinhos, como fazer forró de verdade no São João?
BOA NOITE!!!

(vhs)
============================================
DEU NO BLOG DE TOM TAVARES, MÚSICO BAIANO, PROFESSOR DA ESCOLA DE MÚSICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

SÃO JOÃO?

Téta Barbosa

Dominguinhos, sucessor do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, não vai participar da programação do São João 2011 de Pernambuco.
Ficou de fora, não foi convidado, não vai tocar nem aparecer.

Para quem não entende de tradições juninas, Dominguinhos fora do São João é o mesmo que o Papai Noel não dar o ar da graça no Natal ou a Mangueira não participar do carnaval do Rio.

– Calma, disseram os prefeitos das cidades pernambucanas, vai ter Banda Calypso, Garota Safada e Fábio Júnior. Pra quê esse estresse?

– Oi?

Bom, então já que queimaram a tradição na fogueira, proponho mudar também o nome da festa. Pode ser festa de São Chimbinha, ou quem sabe festa do Santo Protetor dos Patrocínios.

De São João é que não é. Pelo menos não mais em Pernambuco, berço do forró pé de serra, do xote, xaxado e baião. O coitado do Gonzagão deve estar se revirando no túmulo e pensando: “Eu perguntei a Deus do céu, ai, por que tamanha judiação”.

Do jeito que está, vamos dançar fandango no carnaval e, no lugar de milho, vamos assar acarajé na fogueira de São João.

Se for verdade que quando um povo quer dominar o outro, impõe sua cultura, somos oficialmente um povo dominado. Por todos os outros, inclusive.

As quadrilhas já há muito perderam suas características. Agora são estilizadas, ensaiadas, comercializadas. Ok, a gente foi deixando passar, afinal, aumenta o ibope, os comerciais, os patrocínios.

Mas tirar a música do São João do próprio São João é demais da conta. Assim, a Asa Branca tem toda razão de bater asas do Sertão!

Por esses dias, a prefeitura de Caruaru tentou se redimir com Dominguinhos e convidou o cantor para o São João de 2012.

– Não tá muito cedo, não?, perguntou o cidadão humildemente.

– É que não pode deixar de ter Chiclete com Banana!

Eu, se me perguntarem, sou de antigamente, vintage (na linguagem da moda). Gosto das coisas como manda a tradição. Podem me chamar de antiquada.

É muito pedir que o São João seja, sei lá….São João?

Téta Barbosa é jornalista, publicitária, mora no Recife e vive antenada com tudo o que se passa ali e fora dali.

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930