jun
06

Rushent:premiado produtor de bandas inglesas

==================================================

==============================================


DEU NO JORNAL “PÚBLICO”, DE LISBOA

O produtor musical Martin Rushent, que trabalhou com bandas como os Human League, Stranglers ou Fleetwood Mac, morreu na sua casa em Berkshire, no Reino Unido, aos 63 anos. Martin Rushent venceu o “Brit Award” para melhor produtor em 1982 ()

A morte foi anunciada através do Facebook pelo seu filho, James Rushent, que escreveu apenas “o meu pai, Martin Rushent, morreu na sua casa em Berkshire” e “vou sentir muito a sua falta”. O produtor musical deixa para a história da música álbuns como “Dare”, dos Human League.

Nascido em Janeiro de 1948, trabalhou ao longo da sua carreira dedicada à música com bandas como os Fleetwood Mac, Yes, Shirley ou T.Rex, ainda nos anos de 1970. Seria já em 1981 que viria a produzir “Dare”, álbum do qual saíram êxitos dos Human League como “Don’t You Want Me”, “Love Action”, “The Sound Of The Crowd” ou “Open Your Heart”. No ano seguinte foi galardoado com um “Brit Award” para melhor produtor.

Considerado inovador na área da produção, Rushent acabou por revolucionar o panorama musical no início da era do “punk” e veio a trabalhar com bandas como os Buzzcocks, XTC, Generation X, Go Go’s e Altered Images.

Após a notícia da sua morte foi criada no Facebook uma página para o homenagear onde foram escritas várias mensagens de agradecimento, como a dos Stranglers, cujos três primeiros discos – “Ratus Norvegicus”, “No more heroes” e “Black y White” – foram produzidos por Rushent.

Martin Rushent era casado e tinha quatro filhos, Tim, Amy, Joanne e James, guitarrista da banda Does It Offend You, Yeah?

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2011
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930