maio
25


=============================================

OPINIÃO POLÍTICA

Uma questão de mérito

Ivan de Carvalho

O governo da presidente Dilma Rousseff, iniciado tão recentemente, não havendo completado seus primeiros cinco meses, talvez não merecesse ser atingido tão cedo por um escândalo do porte desse que foi provocado pelo desagradável noticiário envolvendo o poderoso ministro-chefe da Casa Civil e dono da empresa de consultoria Projeto.
Quem sabe, Deus terá contrariado sua natureza para ser injusto ou vingativo com a presidente, talvez porque ela, uns tempos antes de se tornar abertamente candidata ao cargo para o qual afinal foi eleita, tergiversou nas respostas, quando lhe fizeram perguntas sobre sua crença Nele. Aquele negócio de pode ser que sim, pode ser que não, coisa de tucana, não de petista.

Mas Deus ser injusto ou vingativo? Isso é o que realmente não dá para acreditar. Até mesmo para quem eventualmente tenha dúvidas quanto à realidade de Dele. Esse tipo de pessoa duvidosa nesse particular tem que entender, pelo menos se for minimamente racional, que Deus pode até não ser real (coisa impensável para muitas outras pessoas, incluindo o autor destas linhas) ou que, sendo real, é, necessariamente justo e está impossibilitado de ser vingativo, pois é Amor. Ou não seria Deus.

Portanto, a primeira conclusão está firmada – Deus não foi injusto nem vingativo com o governo da presidente Dilma. Daí decorre, numa lógica inexorável – exceto para os que inexplicavelmente ainda acreditam no acaso, nos efeitos sem causa e nas causas sem efeito anterior que as produza (em suma, para quem não tem a menor consideração pelas leis mais básicas e essenciais da física). Decorre que o governo da presidente Dilma Rousseff mereceu e chamou a si o transtorno político-ético que está sofrendo.

Sofrendo e tentando superar no tapa, mas tapa em sentido figurado, claro, significando dizer com “blindagens” que às vezes, como tem ocorrido em comissões técnicas do Congresso, chegam a ser estonteantes. E com alegações de que os contratos de consultoria da Projeto tinham (parece que todos, já que de nenhum deles a outra parte foi revelada até ontem, pelo menos) cláusulas de sigilo. E pode completar amanhã uma semana que o ministro Palocci, enquanto espera a nação inteira que ele fale, não dá um pio, se aferra à língua presa.

Mas, voltando ao mérito negativo do governo da presidente Dilma Rousseff, ele está em que, quando era ministro da Fazenda do governo Lula, para tentar livrar-se de um sufoco por causa de sua presença em mansão por mais de um motivo não recomendável, Palocci viu a direção da Caixa Econômica Federal, vinculada a seu ministério, fazer a mágica de tornar conhecida da imprensa e da sociedade a movimentação (resguardada pela garantia constitucional do sigilo bancário) do caseiro Francenildo Costa.

O rapaz que não tinha língua presa e dera com ela nos dentes. A testemunha-chave. Apesar da direção da CEF tentar por a culpa em funcionários subalternos e depois, sem alternativa, assumi-la, o ministro não teve opção – pediu sua demissão do cargo e deixou o governo. Agora, o editor-geral de revistas das organizações Globo, que inclui a Época, escreveu e publicou que foi Palocci que “fez chegar” à alta cúpula das Organizações Globo os dados da conta de Francenildo.
Bem, Palocci deixou o ministério, criou a Projeto e foi para a Câmara dos Deputados. Depois, Dilma o colocou ou aceitou que o colocassem como um dos principais coordenadores de sua campanha eleitoral. E finalmente o nomeou para ministro-chefe da Casa Civil, cargo que ela já ocupara e que o presidente, se quiser, pode fazer o mais importante do governo depois do dele. E ela quis.

Logo, o governo não pode alegar que não merece o que está recebendo.

maio
25
Posted on 25-05-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 25-05-2011


=============================================
Eder, hoje, no site Charge Online

http://www.acharge.com.br/

DEU NO POTAL IG

Carolina Garcia, iG São Paulo

A advogada do jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, Maria José da Costa Ferreira, esteve na manhã desta quarta-feira no 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, região central de São Paulo. Ele foi preso na noite de ontem após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que teria de cumprir a pena de 15 anos de prisão pelo assassinato da ex-namorada e também jornalista Sandra Gomide, em 2000.
“Chega a ser trágico. Nem cachorro ficaria em um lugar sujo e sem higiene como este. Só tem um colchonete. O vaso sanitário não funciona e ele está sem água”, afirmou após visitar seu cliente. Ela esteve na delegacia para dar entrada no pedido de transferência de Pimenta Neves para uma prisão.
Na noite de ontem, a prisão do jornalista foi recebida com espanto pela advogada. Ela se disse “supresa” com a decisão do Supremo de negar recurso de liberdade para Pimenta Neves e demonstrou maior supresa ainda com o fato de a Polícia Civil já possuir no início da noite de terça-feira um madado de prisão expedido pela Justiça paulista.
Sobre o tempo de permanência de seu cliente na prisão, ela estava otimista. “Ele não vai ficar 15 anos. Deve cumprir um sexto dessa pena”, disse. Após esse período, todo condenado tem direito de requerer à Justiça a progressão da pena para o regime semiaberto. Como ele já cumpriu quase sete meses da pena, ele deverá ficar preso mais dois anos para ter direito ao benefício

maio
25


===============================================
Pra que chorar” (Quarteto em Cy- Canta Brazil-2005)

BOA NOITE EMBALADA POR ESTAS BAIANINHAS SENSACIONAIS!!!

(VHS)

maio
24


DEU NO TERRA

Claudia Andrade

Direto de Brasília

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira o texto principal do Código Florestal com a anistia a pequenos produtores rurais. A aprovação foi por 410 votos a favor, 63 contrários e 1 abstenção. As discussões em torno da legislação, porém, vão continuar, pois há uma emenda a ser votada, que poderá promover alterações significativas no texto. Um dos pontos que deverá permanecer é o que libera produtores com terrenos de até quatro módulos fiscais (medida variável que pode chegar a 400 hectares) da obrigatoriedade de recomposição das reservas legais.

Veja os principais pontos da proposta do Código Florestal

A reserva legal é a manutenção de florestas e outras formas de vegetação nativa nas propriedades. A lei atual determina que a área preservada deve ser de 80% em imóveis localizados em área de floresta na Amazônia Legal, 35% nas propriedades em área de cerrado na Amazônia Legal e 20% nas demais regiões. Se a área da reserva for menor que o determinado, o dono deve promover a recomposição.

O texto também estabelece que a recomposição de áreas desmatadas em margens de rios seja de 15 m no caso de rios mais estreitos, com menos de 10 m de largura. Quem manteve a área preservada continua tendo de manter intocada uma área de 30 m.

A utilização do solo em topos de morros é admitida para culturas lenhosas perenes, como café, maçã, uva, ou de ciclo longo, como cana de açúcar, atividades florestais e pastoreio extensivo.

Queda de braço

Em relação às Áreas de Preservação Permanente, o texto principal prevê que um decreto presidencial definirá quais atividades serão mantidas ou não. O governo quer manter essa determinação, mas este ponto pode ser derrubado em caso de aprovação da emenda que foi apresentada pelo PMDB e que tem o apoio da oposição. A emenda prevê que órgãos estaduais, por meio do Programa de Regularização Ambiental, também poderão autorizar a manutenção de atividades em APPs.

“O governo não admitirá nenhuma emenda ou artigo que transfira aos Estados a responsabilidade sobre a legislação ambiental, que anistie desmatadores ou que consolide o que já foi desmatado”, disse o líder governista na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), antes da votação.

A queda de braço deverá continuar no Senado, para onde o texto será encaminhado depois de votado na Câmara. Caso as alterações que desagradam o governo permanecerem nas discussões no Congresso, Vaccarezza advertiu que a presidente Dilma Rousseff poderá vetar parcialmente a proposta.

Também no Senado, o governo pretende apresentar uma proposta para que a APP não ultrapasse 20% do terreno de pequenas propriedades. A regra valeria para efeitos de regularização, ou seja, não permitiria novos desmatamentos. Quem já desmatou, contudo, poderia recompor descontando o limite de 20%.

Mais notícias de Política no portalTerra

http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias

maio
24

===================================================

DEU NO ESTADÃO

Há pouco menos de 10 anos, em 11 de setembro de 2001, quando o mundo viu as torres gêmeas do World Trade Center desaparecerem em poucos segundos, Bob Dylan, que completa 70 anos nesta terça-feira, 24, lançava o álbum Love and Theft, onde o espírito de desilusão e incerteza da mundo estão presentes.

Coincidências à parte, o fato é que a música de Dylan imprimiu na sociedade bem mais do que a mistura da sonoridade melancólica do folk com a força do rock. Colocou a poesia a serviço da música, e esta a serviço do mundo. “Uma canção é um reflexo do que eu vejo ao meu redor o tempo inteiro”, disse ele, cerca de dois meses depois do atentado de Nova York, em uma entrevista à revista Rolling Stone.

Nesta terça, 24, 70 de Bob, preparamos uma homenagem à lenda do folk rock norte-americano, ao homem que ajudou a forjar o pensamento de gerações e que hoje inspira (e traz certa melancolia) quem não viveu os anos 60. Para degustar o material que se segue, clique no selo abaixo e execute a DylanRadio.com, só com músicas de Dylan todo o tempo na internet.

Dylan nasceu Robert Allen Zimmerman, em Duluth, Minessota, no norte dos EUA, em uma família de judeus de classe media. Estudou no Hibbing High, onde se apresentou, pela primeira vez, em 1957, com sua primeira banda, a The Shadow Blasters, com a qual fazia covers de Little Richard. Na pequena Hibbing, comprava também discos de Hank Willians, da cantora de folk Odetta, Gene Vicent and The Blue Caps, Leady Belly, entre outros.

Mas foi no começo da década de 60, quando frequentou Dinkytown, área boemia nos arredores da Universidade de Minnesota, que começou a mergulhar mais fundo no universo folk e conhecê-lo de fato. Foi nessa época que leu Bound of Glory, autobiografia do poeta e músico Wood Guthrie. Bob tomou o livro como uma espécie de bíblia da vida.

De Minnesota, Bob Dylan foi cruzando o país. Passou por Iowa, South Dakota, North Dakota e Kansas, até chegar em Nova York, no começo da década de 60. Tocou na cidade pela primeira vez em 1961, no Folklore Center, em 4 de novembro de 1961. Em 1962, compôs Blowin’ in the Wind, em menos de meia hora. Seguiria então um cancioneiro que, bem, há pouco a se dizer além de tudo que foi dito…

Pimenta Neves:STF recusou recurso final

============================================

DEU NO SITE 247

Fernando Porfírio

Acabou a novela. Pimenta Neves deve ir para a cadeia. O STF negou nesta terça-feira (24) o último recurso que ainda dependia de julgamento. O recurso (agravo de instrumento) era contra a decisão que o condenou a 15 anos de prisão pelo assassinato da jornalista Sandra Gomide, em agosto de 2000. De acordo com a decisão da 2ª Turma do Supremo, o recurso foi atingido pela preclusão (perda do direito de contestar um ato no prazo ou da forma correta).

O ministro Celso de Mello, relator do recurso, acolheu os fundamentos do parecer da Procuradoria-Geral da República, para quem o Recurso Extraordinário contra decisão do STJ só pode ser admitido se a questão constitucional enfrentada pelo tribunal superior for diferente da que já tiver sido resolvida pelo tribunal local.

Em sua decisão, o ministro também afastou o argumento da defesa do jornalista de que o Tribunal de Justiça de São Paulo, ao analisar os recursos sobre o caso, teria desrespeitado a soberania do Tribunal do Júri. Segundo Celso de Mello, para aferir a alegação seria necessário analisar as provas do processo penal, o que não pode ser feito por meio de Recurso Extraordinário, e nem mesmo de Habeas Corpus.
Apenas nos tribunais superiores e no Supremo, a defesa de Pimenta Neves soma mais de 20 recursos. Os argumentos vão desde a falta de isenção do Júri popular que o condenou a ilegalidades na coleta de provas contra o jornalista.

Para os advogados, o clamor público e a forma como a imprensa retratou os fatos pode ter interferido no resultado do julgamento, deixando os jurados tentados a condenar sem ponderar os fatos. Em 20 de agosto do ano passado, o assassinato de Sandra Gomide completou 10 anos. Pimenta Neves deu dois tiros na ex-namorada, pelas costas, em um haras em Ibiúna, no interior de São Paulo. O jornalista confessou o crime.

Pimenta Neves foi condenado a 19 anos e dois meses de prisão pelo assassinato pelo Tribunal do Júri, em maio de 2006. A defesa recorreu e o Tribunal de Justiça de São Paulo reduziu a pena para 18 anos de prisão porque o réu confessou o crime e decretou a prisão do jornalista. Ele conseguiu Habeas Corpus e aguarda o trânsito em julgado da sentença condenatória em liberdade desde então.

maio
24
Posted on 24-05-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 24-05-2011

DEU NO UOL

O Corpo de Bombeiros localizou por volta de 17h desta terça-feira (24) a sétima vítima do naufrágio do barco “Imagination” no lago Paranoá, em Brasília. Ainda não há informações sobre o sexo nem a idade da vítima. Pelo menos duas pessoas continuam desaparecidas. O corpo foi localizado a cerca de 150 metros do local onde está o barco.

De acordo com a lista de desaparecidos, o corpo que foi encontrado provavelmente é de Valdelice, de 36 anos, mãe do bebê que morreu, segundo os Bombeiros.

O barco, que transportava mais de cem pessoas, virou na noite de domingo (22). As buscas foram retomadas às 6h desta manhã e continuam até por volta das 18h30 de hoje.

A Polícia Civil acredita que uma avaria -que se agravou para uma rachadura- pode ter sido a causa central para o acidente.

A embarcação tinha licença para operar com 90 passageiros e dois tripulantes, mas o Corpo de Bombeiros diz que pelo menos 104 pessoas estavam a bordo.

maio
24
Posted on 24-05-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 24-05-2011

José Claudio e Maria:sucessores de Chico Mendes

==============================================
O casal de lideres extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva foi executado na noite desta segunda-feira na cidade de Nova Ipixuna, no sudeste do Pará, cidade a 390 quilômetros de Belém.

A suspeita de Organizações Não Governamentais (ONG’s) e da família de Ribeiro é que ele tenha sido executado por madeireiros da região. Silva era considerado sucessor de Chico Mendes, líder dos seringueiros do Acre que foi morto em 1988 por sua defesa da Amazônia.

Pelas primeiras informações, o casal saiu do Projeto de Assentamento Agroextrativista Praia Alta Piranheira, localizado a cerca de 50 quilômetros da sede do município de Nova Ipixuna, quando foram cercados em uma ponte por pistoleiros. Ali, eles foram executados a tiros.

A Polícia Civil do Pará está investigando o caso mas não confirmou ainda a hipótese de execução comandada por madeireiros da região. O Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), ONG fundada por Chico Mendes da qual o casal participava, já solicitou também investigação por parte da Polícia Federal e apoio do Ministério Público Federal (MPF) e Assembléia Legislativa do Pará. A presidenta Dilma Rousseff determinou que a PF ajude a desvendar o caso.

maio
24

Eike e Nizan, os brasileiros mais criativos em 2011

=========================================
A publicação Fast Company divulgou a lista das 100 pessoas mais criativas nos negócios em 2011. Os brasileiros Nizam Guanaes, publicitário, e Eike Batista, empresário, são os representantes do País no levantamento.

O publicitário, presidente do Grupo ABC, está na 50ª posição e foi lembrado por dirigir uma das empresas de publicidade e marketing que mais crescem no mundo. A publicação conta ainda que a empresa tem como clientes a Mitsubishi, a Procter & Gamble e o Walmart. Já o empresário Eike Batista ocupa o 58º lugar e é lembrado pelas ambições de ser o mais rico do mundo e de tornar o Rio de Janeiro uma das cidades mais dinâmicas do planeta.

Entre os dez primeiros, destaque para pessoas que atuam em empresas de tecnologia e inovação como Scott Forstall, da Apple, Yuri Milner, que tem participação no Facebook e Groupon, e Sebastian Thrun, que trabalha no Google. O primeiro da lista é Wadah Khanfar, diretor-geral da rede TV árabe Al Jazeera.

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 26 27

  • Arquivos