Dominique Strauss-Kahn e o seu advogado Benjamin Brafman (Shannon Stapleton/REUTERS)/DN

=======================================

DEU NO JORNAL “PÚBLICO” (LISBOA)

Uma guerra entre a acusação e a defesa de Dominique Strauss-Kahn através dos media norte-americanos e franceses: é assim que se pode resumir esta quarta-feira.

A mulher que diz ter sido sexualmente agredida pelo director-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, vive num bloco de apartamentos reservado a pessoas infectadas com o vírus da sida, noticiava o tablóide “New York Post” hoje. Nada disso, desmentia ao site da revista “Nouvel Observateur” algumas horas depois, o advogado da queixosa, Jeffrey Shapiro; só alguns dos apartamentos desse prédio estão reservados a soropositivos.

O grande júri convocado pelo estado de Nova Iorque tem de decidir, até sexta-feira, se há provas suficientes para avançar com um processo contra Strauss-Kahn ou não. Defesa e acusação preparam os argumentos como facas afiadas.

A acusação é dirigida pelo gabinete do procurador de Nova Iorque, Cyrus Vance Jr — que, segundo jornal francês “Le Figaro”, é especialista em criminalidade de colarinhos brancos e sensível à violência e discriminação praticada sobre as mulheres. O currículo deste militante do Partido Democrata de 56 anos, filho do secretário de Estado do Presidente Jimmy Carter e eleito procurador de Nova Iorque em 2009, com 91 por cento dos votos, atesta-o.

Vance defendeu 29 mil funcionárias da Boeing que se consideravam discriminadas na empresa, por exemplo, e tem como um dos seus casos mais importantes o do assassinato de Susana Jimenez, assediada e morta pelo seu ex-noivo, conta o “Figaro”. Uma das suas promessas eleitorais é cuidar dos mais desfavorecidos.

Pode também haver a tentação de fazer o caso do diretor do FMI um exemplo: nos últimos cinco anos, diplomatas estrangeiros foram alvo de pelo menos 11 processos civis e um criminal relacionados com o abuso de trabalhadores domésticos, adiantava a Reuters.

Preparando-se para um provável avançar do processo, a defesa de Strauss-Kahn terá de fazer a sua própria investigação. O que transpira para os meios de comunicação é que reconhecerá que houve sexo na suite 2806 do hotel Sofitel de Nova Iorque, mas que foi consensual. “As provas não serão consistentes com um encontro forçado”, disse o advogado Ben Brafman, citado pela AFP.

“Não houve nada de consensual no que aconteceu naquele quarto de hotel”, contrapôs o advogado da acusação, Jeffrey Shapiro à televisão NBC. A sua cliente, assegurou, “está pronta a fazer tudo o que for necessário, a cooperar com a polícia, com o Ministério Público. Ela não tem uma agenda política. Faz isto porque considera que é sua responsabilidade fazê-lo, e vai fazê-lo”.

O “The New York Times” sugeriu um meio de prova que deverá ser analisado: a chave magnética usada no hotel. É possível distinguir se foi usada a do cliente ou a chave mestra da empregada de quartos para trancar a porta da suite 2806, no momento em que é localizado o ataque de Strauss-Kahn — o que ajudará a corroborar ou desmentir a história contada pela queixosa, que diz ter sido aprisionada no quarto contra sua vontade.

A equipe de defesa de Strauss-Kahn — Benjamin Brafman, de Nova Iorque, e William Taylor, de Washington — vai promover a sua própria investigação sobre o caso, e será impiedosa. “A única hipótese é que a queixosa surja como uma pessoa frágil e caprichosa”, disse ao “Le Figaro” Dominique Inchauspé, autor de um livro sobre erros judiciais. Desacreditá-la é então a palavra de ordem. Vão passar a pente fino a sua vida e dos seus próximos, os seus extratos bancários, até a vida da sua filha adolescente — será uma guerra sem quartel, como se vê nas séries americanas, e não será bonito.

(Reportagem de Clara Barata, no PÚBLICO )


=========================================
Deu no jornal português Diário de Notícias

O militante do partido de Sarkozy que anunciou no seu twitter a detenção do diretor-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn, antes dos jornais americanos em suas edições online, conta no seu blogue a sua versão da história, para “terminar com um boato grotesco” (de manipulação política), segundo escreve o tuiteiro frances esta quarta-feira.

“Após as proporções exageradas que foram dadas ao assunto em redor do ‘tweet’ que fiz sobre a prisão de Dominique Strauss-Kahn, na noite de sábado, em Nova Ioque, quero acabar com os boatos ridículos de conspiração e sem fundamento que circulam aqui e ali”, começa sua versão o “blogger” Jonathan Pinet no seu site.

Conta o militante da UMP: “Sábado à noite às 22.57 (16.57 em NI) recebo uma mensagem através do Facebook, em conversa com um amigos nos EUA, que me diz que Strauss-Kahn foi preso num hotel. Ele disse-me que um amigo que trabalha no hotel lhe deu esta informação.
Ela pareceu-me importante o suficiente para ser retransmitida a titulo pessoal. Com muito cuidado, enviei um tweet às 22.59: ‘Um amigo dos EUA disse-me que DSK foi detido pela polícia em Nova Iorque há uma hora”. “Posteriormente, descobriu-se que a informação a que tive acesso foi parcialmente errada e não foi o meu tweet que provocou a onda do twitter em torno desta informação, mas o artigo do New York Post às 00.33”, garante.

O estudante francês garante ainda: “O fato de eu ser militante do UMP não tem nada a ver com esta história. Eu fui o primeiro a colocar estas informações por acaso”. “Aqui estão os fatos, não os vou comentar mais para não alimentar teorias que não poderiam ser mais radicais”, conclui.

Lula entre direita e esqiuerda
da Bahia à Nocarágua

================================================
DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

DA REDAÇÃO

Nos próximos três dias, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva oscilará entre plateias conservadoras e de esquerda, em sua nova carreira de conferencista internacional. Nesta quarta-feira, ele falará no 9º Encontro de Empresários da América Latina Pais e Filhos, em Comandatuba, na Bahia. Entre os ricaços esperados, o bilionário Eike Batista e seu filho Thor.

Em seguida, na quinta, viajará para a Nicarágua, onde participa da 17ª reunião do Foro de São Paulo. O cachê do ex-presidente é estimado em R$200 mil, mas ele não cobrará nada para fazer a conferência para os militantes latino-americanos. Espera-se um discurso sobre a esquerda na região. Depois da tertúlia política, Lula encerrará a maratona semanal no Panamá, na sexta, num seminário para investidores, enfeixando plateias nada coerentes entre si. É Lula, e sua estratégia de fazer política de maneira cada vez mais ampla.

Terra Magazine

maio
18
Posted on 18-05-2011
Filed Under (Artigos) by vitor on 18-05-2011

Celebração da vida em Paris

=============================================

CRÔNICA/ ANIVERSAIRE

Maio de Mariana e Paris

Regina Soares (De Paris)

Maio é um mês forte e bonito: Mães, namorados, noivados e casamentos, flores, chuvas, e Mariana são celebrados nesse mês do amor.Dessa vez, para celebrar a vida de Mariana, escolhemos um cenário espetacular, daqueles que traduzem sonhos realizados: PARIS!

Oh, là là là là là là!!!

É um velho sonho meu caminhar pelas ruas de Paris. Pois conhecer já conhecia, através de livros, fotos, filmes, canções, pratos deliciosos, vinhos inebriantes, roupas deslumbrantes e como cenário imaginário de meus romances, pois, cada vez que me apaixonava, para lá levava meus amores, como se aquele estado de espírito extasiante precisasse de um lugar específico para acontecer ou ser guardado, como se alí os romances fossem possíveis e infinitos.

Por um motivo ou outro o sonho foi adiado; para ser perfeito, o tempo também tinha que ser certo. A vida, no entanto vai nos ensinando que não existe “tempo certo” você o faz assim. Portanto, como num passe de mágica: Estou em Paris com Mariana para celebrar seu aniversário de vida e o encontro com a cidade dos meus sonhos.

Ninguém mais poderia me propiciar esse enorme prazer e companhia deliciosa. E aqui mais uma lição: o amor, nas suas formas mais diversas, nos prega truques e se mostra tão forte como naquela forma romântica do amor entre um homem e uma mulher…

A cidade luz é um “desbunde”, tudo que imaginei e muito mais… Estamos vivendo momentos incríveis, bebendo e comendo tudo a que temos direito, inebriadas de luz e essa vontade de sorver a vida em goles imensos. Paris não surpreende, é tudo que eu sonhava e muito mais. É uma cidade bege, ou melhor, para ser mais atual, nude. Nela tudo é harmonia e elegância e combina com o mais apurado bom gosto.

Tanto pra ver e andar, Louvre, Seine, Notre Dame, Champs Elysées, Madeleine, Arc de Triomphe, Montmartre, Sacre Coeur, Lido, Moulin Rouge, enfim, vocês já sabem desses lugares, mas a minha Paris, aquela que realmente me enleva, é a Paris do “meio da rua”. Sentar no Cafe, ver o tempo e as pessoas passarem sutilmente e com elegância. Minha Paris é meio embaçada pois a olho sempre com olhos marejados, é uma Paris que vejo com um mapa na mão e as lembranças de filmes sessão de gala na outra. Minha Paris é viagem repousante e bela, singular, iluminada e feliz.

C’est mon amour. C’est très bon!!!! Como Mariana!!!

Tim, Tim, à la vie!
Regina Soares, advogada, mora há décadas em San Francisco, Califórnia, onde se especializou em eleições americanas.
Em companhia da irmã, Mariana, que festeja aniverrsário amanhã (19/05), está em Paris.

maio
18


================================================
Clip realizado pelos alunos da EMEF Abilio Secundino Leite, Ferraz de Vasconcelos, como fechamento do Projeto Bossa Nova. Profª Arlete, Elisete e Gislaine.

Parabéns à turma por mostrar que, apesar dos pesares, a arte e o pensamento seguem vivos e resistem nas escolas brasileiras.

Bom dia!!!

(Vitor Hugo Soares)

Espanha segue no topo do rankink

===============================================

O ranking das melhores seleções de futebol do mundo acaba de ser divulgada esta quarta-feira (18) pela FIFA. O Brasil, a caminho de sediar a próxima Copa do Mundo, mantém a sua seleção em terceiro lugar entre as melhores, cujo topo segue ocupado pela Espanha, atual campeã mundial. O segundo lugar é da Holanda. Portugal manteve o 8º lugar.

Aliás. como registra o portal português TSF, não há uma única alteração nos dez primeiros da classificação, comparativamente ao ranking definido em Abril. O “top ten” continua a integrar sete equipas europeias e três sul-americanas.

Entre as restantes seleções de países de língua oficial portuguesa, Angola foi a que mais subiu, passando da 107ª posição para a 104ª, enquanto Moçambique recuperou dois lugares, de 96º para 94º.

As equipes nacionais de Cabo Verde (79º) e Timor-Leste (200º) mantiveram os lugares de Abril.

maio
18
Posted on 18-05-2011
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 18-05-2011


==============================================

OPINIÃO POLÍTICA

Por um idioma pió

Ivan de Carvalho

Mas nós queria o que? Nós elegeu a quase uns nove ano um presidente da República que, falano ao ser dipromado pelo Tribuná Superiô Eleitorá, se gabou de que o único diproma que tinha era o diproma de presidente da Repúbrica. Essa gabulice, mermo não tendo a tenção de convencer os povo de que diproma escolar não selve pra nada, deve ter desestimulado muitas pessoa, principarmente os estudante, de chegar ao fim do curso e receber aqueles canudo escrito com aquelas letra bunitinha.

E foi assim que o presidente (ou prisidente, ajudem aqui minha gente, ou deixa prá lá, que a mulé falou no livro que tanto faz), que passou oito anos apregoano que chegou aonde estava sem estudar, sem fazer o segundo grau, que dirá a facurdade, deu uma grande ajuda pra prorrogação do anarfabetismo, que sua sucessora agora tá quereno consertá, botano no papé que deve sê erradicado (eita nome compricado) até 2020.

Mas enquanto isso não acontece, espalham pelas escola púbrica do país 2,5 milhões de exemplares do livro Por uma Vida Melhor, que ensina a língua portuguesa com erros de português. Ora, desde Luís de Camões que tá decretado que “a úrtima frô do Latio” é “incurta e bela”.
Mas o pobrema é que ultimamente, eu até diria nas úrtima quatro década, a qualidade do ensino público no Brasil está retirando a beleza do idioma e tornando-o mais incurto do que jamais Camões seria capaz de maginá. Mio que nóis tivesse ficado mesmo com os dialeto dos índio e dos afroascendentes que os home mau trouxeram prá trabaiá de graça e fazê fio pra fazê neto pra fazê bisneto pra mostrá capoeira pros turista.

Ninguém ia acha ruim falá os dialeto dos índio nem dos afroascendente, porque eles não tinha forma escrita e, por causa disso, ninguém ia podê dizer se uma palavra ou frase tava errada ou certa, porque se tornava tudo uma questão de pronúncia – de modo que as autoridade do Ministério da Educação podiam confundir o povo para desmoralizá os maledicente, alegano que a pronúncia tava certa e o sotaque é que era diferente. E sotaque é mesmo que língua presa – cada um tem o seu. Ou a sua. Quano tem.

Mas, mudano da água pro vinho, eu me alembro de Jesus. Ele é que tinha isso de mudar da água pro vinho. Mas o vinho entrou nessa história como Pilatos no Credo.

O convidado não é Pilatos, mas Jesus. Foi este que ensinou que o mal não é o que entra, mas o que sai da boca do homem. O que o homem fala. Ou, por extensão, escreve. Fundamentalmente, o que pensa, pois o que não pensa, não fala, nem escreve.

E se o governo, Ministério da Educação à frente, distribui livro às escolas ensinando a falar mal – e, por extensão, a escrever mal, pois quem se habitua a falar errado acaba pensando e escrevendo errado, acho que é hora de pedir socorro a Jesus.

maio
18
Posted on 18-05-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 18-05-2011


===========================================
Bira, hoje, no Portal Online


=======================================
Para Regina e Mariana, em viagem real pela cidade de sonhos , e para todos os ouvintes e leitores do Bahia em Pauta, que podem sobrevoar Paris nas asas da belissima canção de Trenet.

BOA NOITE!!!

(vhs)

  • Arquivos