maio
02
Posted on 02-05-2011
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-05-2011


==========================================

O OUTONO DA VIDA

Maria Stella de Azevedo Santos

O Outono chegou! Engraçado…Vi e ouvi propagandas de Festival de Inverno, Festival de Verão, escolas festejando o Dia da Primavera, mas nenhuma comemoração para a chegada da estação das folhas secas, que se desprendem das árvores e caem na terra – o Outono. Por que será? Perguntei-me. E me dei conta que, perto de completar 86 anos, experimento o outono da vida. Entretanto, não é porque as folhas caem, que os velhos devem se permitir cair também, pois a filosofia yorubana nos ensina: “Ìbè.rè. àgba bi a ánànò ló ri”, que quer dizer, “mesmo quando o velho curva o corpo, ainda continua de pé”.

O religioso tem por obrigação prestar atenção à sucessão das estações, uma vez que elas marcam o ritmo da vida e as etapas do desenvolvimento humano. O Inverno, ligado ao elemento água, refere-se à infância; a Primavera, estação das flores, mostra a fluidez do ar e da juventude; o Verão, a intensidade do sol, símbolo do fogo, demonstra o auge do dinamismo e atuação na vida, características do adulto; o Outono – crepúsculo vespertino – que está ligado ao elemento terra, é a luminosidade do sol e do velho que vai aos poucos se escondendo e se aproximando do horizonte.

Há tempos atrás, não se constituía em problema usar as palavras velhice e velho, pois elas apenas se referiam a uma das etapas do desenvolvimento dos seres vivos. Atualmente, isso é “politicamente incorreto”. É como se fosse uma desvalorização dessa etapa de vida, chegando ao ponto de se tornar um adjetivo pejorativo. Resolveram adotar a expressão “melhor idade”.

Entretanto, será que existe alguma idade que seja melhor que a outra? Na infância, temos a alegria da criança, acompanhada, no entanto, de uma fragilidade, que deixa os adultos em constante atenção. Na adolescência, o caráter espontâneo não deixa de vir acompanhado de uma coragem inconsequente. Na maturidade, se é dono da própria vida e se carrega, no entanto, o peso da responsabilidade. Na velhice, a tranqüilidade decorrente do acúmulo das experiências vividas é gratificante, energia física, porém, não é mais a mesma – falta “pique”. Percebe-se, assim, que em todas as fases sempre existe uma lacuna. É como diz um dos ditados que os velhos gostam de usar, a fim de passar sua sabedoria para os mais novos: “Na mocidade temos vitalidade e tempo, mas não temos autonomia nem dinheiro; na fase adulta, temos vitalidade e autonomia, mas não temos tempo; na velhice, temos tempo e dinheiro, mas não temos vitalidade.

O candomblé é considerado uma religião primitiva. Geralmente, isso é dito com um sentido de desvalorização. Contudo, uma religião é tida como primitiva por ser de origem primeira, original, vinda desde os primeiros tempos. Na referida religião, como em muitas outras de procedência oriental, e nas tribos indígenas, o velho é muito valorizado, ele é considerado um sábio, tendo uma condição de destaque e respeito.

Na cultura yorubana, o velho é um herói, pois conseguiu vencer a morte, que nos procura e ronda todos os dias. Ele tem sempre a última palavra, a qual não deve ser contestada. Tanto que é comum em África, a pessoa que ainda não completou 42 anos se manter calada durante as assembléias comunitárias, a fim de exercitarem a importante arte de ouvir. No candomblé, tentamos seguir a tradição que herdamos e ensinamos aos iniciantes essa difícil arte. Mesmo que o iniciante se ache com razão, ele tem o dever de ouvir o mais velho de cabeça baixa e pedir a benção, por respeito. Todavia, não lhe é negado o direito, de em momento outro, justificar-se.

Não está fácil manter a tradição hierárquica de respeito ao mais velho: enquanto para o candomblé “antiguidade é posto”, fora dos nossos muros, os mais novos, que vivem em uma sociedade imediatista, não querem ou não conseguem encontrar tempo para ouvir experiências que um dia terão que enfrentar. Até porque os pertencentes à classe da “melhor idade”, não se disponibilizam mais a assumir o papel de transmissores de conhecimento, pois esta característica deixou de ser valorizada na sociedade atual.

Não quero dizer com isso que o idoso deve recolher-se, deixando de aproveitar a vida, já que quando jovem aprendi com minha Iyalorixá que “a vida é boa e gozá-la convém”. Para o bem da sociedade, o povo yorubá diz: “ola baba ni imú yan gbendeke”, mostrando que “é a honra do pai que permite ao filho caminhar com orgulho”. E eu digo: Todo pai é um mestre e todo filho é um discípulo!

Maria Stella de Azevedo Santos é Iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá. Texto publicado originalmente no jornal A TARDE e reproduzido no blog do Nassif

maio
02


Coroneis: Mascarenhas sai, Castro assume a PM
============================================
DEU NO CORREIO DA BAHIA

Redação

Coronel Castro substitui Nilton Mascarenhas no comando da PM
Solenidade de transmissão de cargo será próxima sexta-feira (6), na Vila Militar do Bonfim

Redação CORREIO

O coronel Alfredo Braga de Castro é o novo comandante-geral da Polícia Militar. Em substituição a Nilton Régis Mascarenhas, que ficou no comando da instituição por dois anos e oito meses, Castro tomará posse na próxima sexta-feira (6), às 8h30.

Nilton Mascarenhas é substituído após dois anos. Coronel Castro assume cargo.

A solenidade de transmissão de cargo será na Vila Militar do Bonfim, Avenida Dendezeiros. Coronel Castro tem 51 anos e era coordenador de Missões Especiais da PM. Além dele, assumem ainda o coronel Carlos Eleutério, no subcomando da PM e o coronel Rivaldo Ribeiro dos Santos, como chefe da Casa Militar do Governador, em substituição ao coronel Expedito Barbosa Souza.

De acordo com a Agência de Comunicação do Governo do Estado (Agecom), o governador Jaques Wagner decidiu fazer a substituição no comando da PM para promover a renovação dos quadros da instituição.

Troca-troca

A mudança se soma a uma série de modificações na segurança do estado promovida pelo governo desde a troca do titular da SSP, em janeiro, quando César Nunes foi substituído do cargo de secretário para a chegada de Maurício Barbosa.

No começo de fevereiro, Joselito Bispo entregou o cargo de delegado chefe da Polícia Civil para Hélio Jorge; em março, foi promovido um troca-troca dos titulares das delegacias de Salvador e Região Metropolitana e, no começo deste mês, houve mudanças nos comandos de companhias e batalhões da PM em todo o estado.

Leia mais sobre o assunto no Correio da Bahia

maio
02


DEU NO IG

Depois de cancelar a participação nas festas de 1º de maio, a presidenta Dilma Rousseff cancelou toda a agenda de compromissos desta segunda-feira (2) para descansar no Palácio da Alvorada e se recuperar de uma leve pneumonia. Dilma embarcou no fim da manhã com destino à capital federal.

Dilma veio para São Paulo no fim de semana para se submeter a uma bateria de exames diante da persistência de um quadro semelhante ao de uma gripe. De acordo com o infectologista David Uip, que integra a equipe responsável pelo acompanhamento médico de Dilma, a presidenta já apresentou melhora e que retomará gradativamente a rotina de trabalho.

Uip esteve com Dilma na manhã de hoje, no hotel onde ela ficou hospedada na capital paulista. “Ela está bem, muito melhor”, disse. “Nós orientamos para que ela diminua as horas de trabalho.” Segundo ele, Dilma foi tratada COM dois tipos de antibiótico. Ele esclareceu ainda que a pneumonia, “em hipótese nenhuma, pode ter sido causada pela vacina da gripe”, que ela tomou no dia 25, como parte de uma campanha de vacinação. De acordo Uip, a substância possui um vírus morto, que não provoca a doença.

Pela agenda divulgada pela presidência na noite de sexta-feira (29), Dilma se reuniria às 11 horas com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e às 15 horas com o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bitterncourt. A reunião com Bitterncourt já havia sido transferida da tarde de sexta para hoje em função do quadro de saúde de Dilma.

O boletim médico divulgado ontem pelo Hospital Sírio-Libanês informou que há alguns dias a presidenta apresenta quadro gripal, foi submetida a exames, incluindo tomografias. Ela está fazendo uso de antibióticos e sendo acompanhada pelos médicos.


=============================================
A foto de Bin Laden no site dos dez homem mais procurados pelo FBI (http://www.fbi.gov/wanted/topten) tem desde hoje uma tarja vermelha no fundo. “Deceased” (falecido). Pelo menos por enquanto, os criminosos mais procurados dos EUA são apenas nove.

O FBI oferecia uma recompensa de 25 milhões de dólares (17 milhões de euros) por informação que “levasse diretamente” à “captura ou condenação” do homem que era procurado pela morte de cidadãos norte-americanos dentro e fora dos Estados Unidos e suspeito da autoria de vários atentados em diversos países.

Por informação sobre o homem que substitui Bin Laden no primeiro lugar desta lista negra, o FBI oferece dois milhões de dólares (1,4 milhões de euros). Trata-se de James J. Bulger, procurado por suspeitas de 19 mortes nos anos 70, extorsão, narcotráfico, lavagens de dinheiros e outros crimes.

O segundo da lista é agora Vitor Manuel Gerena, um ladrão de bancos em fuga desde 1983. Um milhão de dólares (670 mil euros) é quanto o FBI oferece a quem fornecer informações que possam levar à sua captura.

Segue-se uma lista de outros sete acusados de cries, cujas informações que os possam levar à prisão valem 100 mil dólares. Por cada um.

(Informações do jornal PÚBICO, de Portugal)

maio
02


=======================================
Grande Rita! Boa tarde com esta paulista fantástica iluminando caminhos do Bahia em Pauta, quando a coisa fica feia e difícil de entender!!!

(VHS


Mansão de Islamabad onde foi morto Bin Laden/DN
=======================================
A localidade onde foi encontrado Osama Bin Laden fica a 60 quilômetros da capital do Paquistão, chama-se Abbotabad e é um popular resort de Verão, localizado num vale rodeado de colinas verdes.
A casa, onde vivia o líder da Al-Qaeda foi construida há seis anos num vasto terreno, oito vezes maior do que o das habitações à volta.

Os serviços secretos americanos chegaram até Bin Laden após mais de quatro anos de perseguição a um mensageiro de confiança do líder da Al-Qaeda.

A determinada altura, as forças americanas estranharam: o mensageiro e a família viviam numa residência de alta segurança muros de três a cinco metros, portões de segurança e arame farpado.

A casa tinha muito poucas janelas e os residentes queimavam o lixo em vez de deixá-lo à porta como os vizinhos.

Bin Laden vivia com a mulher, mais nova, além dos seguranças, mensageiros e um dos filhos adultos.

( Nuno Guedes, no portal europeu TSF, de Lisboa)


======================================
Musica de Dorival Caymmi do DVD Brasileirinho de Maria Bethânia.
=======================================
BOM DIA!!!

(VHS)

A morte de Osama bin Laden «torna o mundo um lugar mais seguro» e constitui um grande feito nos esforços para pôr fim ao terrorismo, considerou hoje o presidente da Comissão Europeia.

Numa declaração conjunta divulgada hoje em Bruxelas, Durão Barroso e o presidente do Conselho da União Europeia, Herman van Rompuy, sustentam que «Osama Bin Laden era um criminoso responsável por ataques terroristas horrendos que custaram a vida a milhares de pessoas inocentes».

«A sua morte torna o mundo um lugar mais seguro e mostra que tais crimes não ficam impunes», referem.

Considerando a morte de Bin Laden «um grande feito» nos esforços para «libertar o mundo de terrorismo», os presidentes da Comissão e do Conselho garantem que a União Europeia permanece ao lado dos EUA, dos seus parceiros internacionais e dos seus «amigos no mundo muçulmano» no combate ao extremismo global e no esforço para construir «um mundo de paz, segurança e prosperidade para todos».

Também hoje, o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, já reagira ao anúncio da morte de Bin Laden, afirmando que, «apesar de a luta da comunidade internacional contra os terroristas não ter chegado ao fim, foi dado um passo importante no combate à Al-Qaeda, para dar segurança a milhões de pessoas: cristãos, muçulmanos e todos aqueles que acreditam numa coexistência pacífica».

«Acordamos num mundo mais seguro», disse.

(Com informações do portal europeu de notícias TSF)

maio
02


=========================================

OPINIÃO POLÍTICA

João Paulo II

Ivan de Carvalho

Com a presença de um milhão de peregrinos, segundo cálculo da polícia de Roma, a Igreja Católica Apostólica Romana declarou ontem, beato (abençoado) o papa João Paulo II, que ocupou a cátedra de Pedro desde 16 de outubro de 1978, até sua morte, em 2 de abril de 2005.

Karol Józef Wojtyla, seu nome de batismo, nasceu na Polônia, um dos países mais católicos da Europa e era cardeal-arcebispo de Cracóvia, a segunda mais importante cidade de seu país, a Polônia, quando, para surpresa geral, foi eleito pelos demais cardeais e anunciado ao mundo como o novo papa, sucessor de João Paulo I.

Sua saga já começara quando, ainda cardeal-arcebispo de Cracóvia, enfrentou o totalitarismo comunista que, sob o manto do poderio da então União Soviética, dominava seu país. Resistia como podia.
Mais tarde, já na posição de papa e quando uma revolução pacífica começava, pela própria Polônia, com a luta do Sindicato Solidariedade, a varrer o império soviético do mapa, João Paulo II forçou uma viagem indesejada pelo comando do império soviético à Polônia e fez acompanhar esta atitude por uma exortação que deve ter calado fundo no coração dos que ansiavam pela liberdade: “Não tenham medo”. Vinte séculos antes, Jesus já dissera isso a seus discípulos.

Durante o seu longo pontificado de 27 anos – o terceiro mais longo da história da Igreja, isto se considerado o tempo em que São Pedro esteve na liderança, mas então ainda não havia um papa – ele sofreu um atentado à bala na Praça de São Pedro. Esse atentado, que quase o matou, teve uma influência muito grande sobre ele, sua imagem, sua atitude e seu pontificado daí em diante.

Mas, importa mesmo é dizer, em ambiente laico, que, além das qualidades pessoais – especialmente do espírito de sacrifício, da coragem e da fé profunda que eram facilmente perceptíveis nele – o papa João Paulo II mudou o mundo do século XX, mudança para a qual, numa de suas três vertentes, teve importantes co-autores.

Co-autores teve na gigantesca tarefa de por fim, sem violência, ao domínio do totalitarismo comunista, que, baseado na União Soviética, dominava a Europa Oriental e mais alguns países fora dessa área e militava incessantemente para expandir-se. Foram, esses co-autores (claro que cito apenas os mais importantes) Margareth Thatcher, Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev, surgindo depois, para complementar o serviço, Boris Yeltsin. E note-se o espírito do Pastor: quando o império comunista soviético foi vencido, o papa João Paulo II imediatamente apontou e começou a disparar suas baterias contra o capitalismo selvagem.

A outra grande mudança foi feita por João Paulo II dentro da própria Igreja que governava. Enquanto contribuía poderosamente para desmontar o totalitarismo marxista (restos ainda existem, creio que em decomposição, em alguns países, inclusive na hoje poderosa China) no mundo, ele foi progressivamente tornando a Igreja Católica um ambiente inóspito para a Teologia da Libertação, que, apesar do nome, inspirava-se no marxismo, uma doutrina totalitária e anti-espiritualista em sua mais profunda essência. João Paulo II foi vitorioso também nesta luta contra uma “teologia” que poderia desnaturar a mensagem cristã, e pior, fazer isto a pretexto de praticar essa mensagem.

Bem, a terceira mudança não está consumada. João Paulo II conseguiu dar apenas a partida para que se percorra um caminho difícil e longo. Trata-se da aproximação das diversas igrejas cristãs e, mais do que isto, de uma aproximação – aí sem pretensões a fusão ou identidade – entre o cristianismo, a igreja israelita (neste particular coisas boas e importantes ocorreram) e outras crenças, a exemplo da muçulmana e do budismo.

maio
02
Posted on 02-05-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 02-05-2011


================================================
M. Aurélio, hoje, no jornal Zero Hora (RS)

Pages: 1 2

  • Arquivos