============================================================
DEU NO IG

O Corinthians ainda não apresentou o atacante Adriano, mas o camisa 10 já começou a receber conselhos. Nesta segunda-feira, o recado veio de um ilustre torcedor do clube: o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

O time paulista publicou em seu site oficial um vídeo em que Lula dá os parabéns ao “companheiro” Andrés Sanchez pela contratação do Imperador. O jogador então ouve um desejo de boa sorte.

“Você sabe que futebol você tem, você sabe que depende só de você, inclusive sua volta para a seleção brasileira. Mas se você não estiver pensando nisso, pense em jogar bem para fazer os corintianos felizes”, diz Lula ao jogador.

Lula jamais escondeu sua paixão pelo Corinthians. Além dos tradicionais “pitacos”, o petista já protagonizou alguns eventos relacionados ao Timão, como receber os jogadores alvinegros após o título da Copa do Brasil, fazer uma visita ao Parque São Jorge, ser condecorado pelo clube e torcer pessoalmente logo após deixar a presidência ao comparecer “in loco” ao duelo contra o São Bernardo, no Estádio 1º de Maio, que marcou sua luta como sindicalista.

A mensagem foi promovida por Ronaldo no Twitter. “Aí, Imperador! Recado do presidente para você”, escreveu o ex-jogador, principal responsável pelo acerto de Adriano com o clube do Parque São Jorge.


DEU NO PORTAL IMPRENSA

Por Eduardo Neco/Redação Portal IMPRENSA

Uma repórter do jornal baiano A Tarde se demitiu, nesta terça-feira (28), sob a alegação de que o editor-chefe da publicação, Ricardo Mendes, teria cortado trechos de sua entrevista com Ivete Sangalo sobre questões delicadas, como a crise em sua empresa e um processo trabalhista de um ex-músico de sua banda.

Em comunicado divulgado entre jornalistas, Emmanuella explicou que deixa o jornal após quatro anos e sem “uma ideia romântica” do que é a profissão “ou de que não vá enfrentar” novamente a mesma situação.

A entrevista com Ivete Sangalo, feita na última sexta-feira (25), seria publicada na Muito, revista dominical do jornal A Tarde, e seguiu as recomendações da assessoria de imprensa da cantora, que pediu à repórter que não fizesse perguntas pessoais ou que tratasse de eventuais polêmicas com outros artistas.

“Mas para mim, neste momento, publicar uma entrevista de capa, com oito páginas internas de perguntas e respostas, em que, aos olhos do leitor, não se toca em dois dos assuntos mais relevantes envolvendo a cantora (isso pelo menos nos últimos três meses) é praticar um anti-jornalismo ao qual, em quatro anos de profissão, não estou acostumada”, escreveu Emmanuella.

A repórter conta que não havia recebido qualquer recomendação de seus superiores quanto as restrições de temas com a cantora; sabia apenas que o gancho da matéria seria “o Troféu Dodô & Osmar, promovido e realizado pelo Grupo A Tarde, no qual Ivete Sangalo será mestre de cerimônias”.

Ainda que os dois assuntos sejam considerados constrangedores, a repórter afirma que Ivete Sangalo respondeu aos questionamentos de “forma paciente e educada, longe dos bastidores do show business, sem nenhum tipo de pressão, e explicou qual sua versão dos fatos, afirmando que o irmão continua à frente dos negócios mesmo à distância”.

A decisão de deixar o jornal em que iniciou sua carreira como jornalista ocorreu após o editor-chefe ter supostamente mantido seu nome na matéria, mesmo depois de a repórter pedir que o texto não fosse assinado por ela.

“Se um jornal tem em mãos um material de relevância jornalística e decide não publicá-lo para não correr o risco de ferir suscetibilidades ou atender a qualquer outro interesse que não o de informar, nada mais faz do que pôr em risco a própria credibilidade”, disse a repórter. “Da minha, eu não abro mão”, finalizou.

Procurado pela reportagem do Portal IMPRENSA, Ricardo Mendes disse que não iria comentar o caso.

O caso Aguirre Peixoto

Recentemente, o jornal A Tarde se envolveu em polêmica que extrapolou os limites do estado da Bahia ao demitir, por suposta pressão de empreiteiras, o jornalista Aguirre Peixoto, que escreveu uma série de matérias sobre crimes ambientais cometidos por incorporadoras com a conivência do governo estadual.

O jornalista acabou readmitido em regime especial após dias de estado de greve e do jornal ter perdido seu editor-chefe, Florisvaldo Matos, que deixou o A Tarde dizendo que sua decisão era de “quem tem 52 anos de jornalismo

mar
28
Posted on 28-03-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 28-03-2011

O ex-presidente norte-americano Jimmy Carter chegou hoje a Cuba, quando as relações entre Washington e Havana atravessam um período de tensão após a condenação de um norte-americano a 15 anos de prisão por espionagem.

Jimmy Carter, 86 anos, acompanhado pela sua mulher Rosalynn, foi recebido no aeroporto pelo ministro cubano dos Negócios Estrangeiros e pelos embaixadores dos dois países e tem previsto na agenda desta «visita privada» um encontro com o presidente cubano Raul Castro.

Apesar de ter sido referido que a viagem é destinada principalmente à obtenção de informações sobre as reformas económicas anunciadas pelo governo cubano, Washington espera que o ex-presidente democrata (1976-1980) solicite a libertação do norte-americano Alan Gross, um funcionário do departamento de Estado e condenado em 12 de Março a 15 anos de prisão por atentado à segurança do Estado cubano.

Gross foi acusado de ter distribuído equipamentos de comunicação por satélite a elementos da oposição cubana.

(Informações do portal português TSF)


——————————————–
Olha aí, Margarida, como o tempo passa como na letra daquele tango que você gosta tanto e repete sempre: “La vida é breve, pibe”. Mas há coisas que permanecem vivas, eternamente. Como aquela tarde de 27 de março, no Fórum Ruy Barbosa, de Salvador, em que tantas pessoas se juntaram no enorme salão para assinar o livrão oficial como testemunhas do nosso casamento, há 35 anos completados ontem.

Tantas, que até o juiz severo protestou e foi preciso a intervenção da oficial do cartório, Yarinha, querida amiga de sempre,- casada com o boêmio, cineasta e amigo especial, Tuna Espinheira, – intervir e apaziguar o magistrado, que queria tudo rapidinho, como é praxe nos casórios no civil.

Salvador inteira, ou pelo menos a parte mais interessante da cidade naqueles anos 70- a que ainda sonhava e acreditava nas utopias – estava lá. E depois a festa que varou a madrugada no bairro da Saúde . 35 anos!

Esta romântica canção italiana que começa o dia no BP (este espaço cibernético que você me ajuda a tocar juntos como tantas coisas) é para lembrar daquela noite. OK?

Perdoe aí, turma, mas não dava para deixar passar em branco.

( Vitor Hugo Soares)

mar
28
Posted on 28-03-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 28-03-2011

a href=”http://bahiaempauta.com.br/wp-content/uploads/2011/03/Bellotmalu.jpg”>
Tony Belotto com a atriz Malu Mader e…
—————————————————————————————————–

…Michelle Obama arrasando no Brasil
—————————————————————————————————-
Chamada da revista VEJA, em Blogosfera, para o texto de Tony Bellotto na edição online da revista semanal, na coluna Cenas Urbanas, assinada pelo famoso roqueiro, casado com a bela e elegante atriz Malu Mader, uma paixão nacional. (VHS)
======================================================

MICHELLE

Ouvi de meu amigo Lincoln, vendedor de coco: “Tenho sonhado acordado. Estou apaixonado pela Michelle Obama, brother”. “Bem”, eu digo, tentando consola-lo, “e quem não está?”. Silêncio.

Leia íntegra do texto de Belloto: www.veja.com/tonybellotto

mar
28
Posted on 28-03-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 28-03-2011


===========================
Duke, no jornal O Tempo (MG)


MPF: de olho nos enxaguantes
========================================================

OPINIÃO POLÍTICA

A Anvisa e o consumidor

Ivan de Carvalho

Apesar do grande avanço representado pelo Código de Defesa do Consumidor e pela criação dos Juizados Especiais do Consumidor (que na Bahia o Judiciário decidiu não multiplicar, preferindo criar juizados que atendem, a um só tempo, a “relações de consumo” e causas cíveis em geral, o que dispersa esforços voltados para as relações de consumo), o consumidor brasileiro continua desprotegido. Uma das principais causas disso é a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – e suas regras internas e externas.

O Ministério Público Federal ajuizou na 4ª Vara Federal, em Guarulhos, Ação Civil Pública com pedido de liminar para que a Justiça obrigue a Anvisa a exigir imediatamente dos fabricantes de enxaguantes bucais com álcool em sua fórmula que informem nos rótulos e embalagens a existência de estudos que indicam riscos para a saúde, inclusive a gênese do câncer de boca, decorrente do uso diário, indiscriminado, do produto. Esse risco era até intuitivo, pois há muito se sabe que, no caso dos fumantes, o uso hábitual de bebida alcoólica pode aumentar em até 30 vezes o risco de câncer na boca, garganta e esôfago. Isso deveria ser suficiente para a Anvisa desconfiar, sair de sua comodidade e pesquisar o assunto.

Mas a ação judicial do MPF em Guarulhos alega que estudos científicos relacionam o uso constante de enxaguantes buscais que contêm álcool com o surgimento de câncer bucal e outras doenças. A Academia Dental Australiana compilou estudos feitos em diversos países e encontrou uma relação entre o uso freqüente dos enxaguantes bucais com álcool e uma incidência maior de câncer bucal.

Um outro estudo, realizado no Brasil e publicado pela Revista de Saúde Pública da USP em 2008 mostrou que o uso regular desse tipo de enxaguante bucal está entre os fatores associados ao câncer oral, independente do tabagismo e do consumo de bebidas alcoólicas. Segundo os pesquisadores, o álcool não é, em si mesmo, o responsável pela geração do câncer, mas uma enzima o transforma em acetaldeído, que tem a capacidade de alterar as células da boca e causar o câncer.
Outro dado que deveria acordar a Anvisa é a constatação, em outro estudo da USP, com base em dados fornecidos pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, de que entre 1992 e 2007 o aumento do uso de enxaguantes buscais com álcool em sua fórmula elevou-se 2.227 por cento, no Brasil.

Mas a agência oficial negligencia sua obrigação. Antes de ajuizar a ação, o MPF abriu inquérito civil público, informando à Anvisa sobre os estudos (que ela, aliás, tinha obrigação de já conhecer) e questionou as medidas que a Anvisa pretendia adotar para a proteção dos consumidores, considerando, no mínimo, as incertezas dos efeitos nocivos dos enxaguantes buscais com álcool na fórmula. A Anvisa respondeu que a literatura científica pesquisada não fornecia dados suficientes para relacionar o uso desses enxaguantes bucais com o câncer de boca e, novamente questionada, respondeu que não havia necessidade sequer de emitir uma nota sobre o assunto.

Para o procurador da República Matheus Magnani, autor da ação, a Anvisa é, no mínimo, negligente ante a gravidade dos fatos. “Está configurada a situação de dúvida e o direito constitucional à saúde exige a aplicação do princípio jurídico da precaução, que impõe às autoridades agir em face de uma ameaça de danos irreparáveis, mesmo que os dados científicos não confirmem totalmente o risco”. O princípio jurídico da precaução, sustenta Magnani, não exige a certeza de um dado para que se alerte a população sobre os riscos decorrentes da utilização de um produto qualquer.

Voltaremos em breve a abordar essa questão do (mau) desempenho da Anvisa.

  • Arquivos

  • Março 2011
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031